Espólio

Espólio

Editorial do Torcedor Coral sobre a sucessão na Federação Pernambucana de Futebol - FPF.

Leia Mais

A invasão dos Trolls

A invasão dos Trolls

  Desde criança sempre fui fã dos filmes de ficção científica, embora reconheça que a maioria tenha um enredo de doer. Há exceções, é claro, como 2001 – Uma odisséia no espaço e sua continuação, 2010 – O ano em que faremos contato, mas, de uma maneira geral, sobram efeitos especiais e faltam enredos. Apesar disso, gostava até de alguns filmes trash, com alienígenas com cara de peixe invadindo a Terra para transformar toda a população em sardinha. Quem nunca assistiu Perdidos no espaço e as aventuras de Dr. Smith e Will Robson que atire primeiro com sua arma a laser. Minha predileção era os filmes de extraterrestres, seres de pele cinzenta, pernas e braços longos, corpos desproporcionalmente esguios, carecas, cabeças achatadas e olhos imensos, que andavam por aqui abduzindo e estudando as pessoas. Dos filmes de invasão alienígena, gostava de Guerra dos mundos, baseado no livro de H. G. Wells, filmado originalmente em 1953, e que teve um remake feito em 2005 com Tom Cruise no papel principal. Exceto pelos efeitos especiais, ainda prefiro o filme original. Entretanto, quando as invasões alienígenas saem da ficção e entram na vida real, a coisa (não confundir com o time da ilha da fantasia) não é tão engraçada assim. Recentemente, depois do jogo do Santa Cruz contra o São Paulo, alguns trolls invadiram o nosso blog. Na gíria da internet, troll é uma alienígena cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão, provocar e enfurecer os demais participantes do espaço virtual. A invasão provocou a ira de alguns torcedores corais, que responderam na mesma moeda, e, assim, deu-se início a uma guerra dos mundos. De um lado os tricolores; de outro, os invasores. Foram palavras, nem sempre carinhosas e cheias de amabilidades, distribuídas entre socos e pontapés, afinal, ninguém gosta de ter sua casa invadida. Nesse dia, para nossa falta de sorte, não havia ninguém à frente da moderação, já que Lisieux de Holanda, nossa cansada incansável moderadora, esteve ocupada em suas atividades profissionais durante toda manhã e tarde e parte da noite. Ao encontrar os trolls circulando livremente em nosso território, ela teve um enorme trabalho para apagar as mensagens e garantir que os invasores não postassem mais. A invasão passou, mas o risco de novos ataques continua, ainda mais agora que as semifinais do campeonato pernambucano estão batendo a nossa porta. Por isso, a equipe do TC se reuniu...

Leia Mais

De cara nova!

De cara nova!

Está feito! O Torcedor Coral está de cara nova. O novo visual traz de volta um pouco das tradições corais, embora o vermelho, intencionalmente, esteja apenas nos detalhes. Assim, ao mesmo tempo em que reassumimos as cores tradicionais do Santa Cruz, recordamos um pouco o seu primeiro uniforme bicolor. O estilo do novo layout é minimalista, ou seja, apostamos no mínimo para destacar o conteúdo e os comentários. Em outras palavras, o realce recai sobre o que está escrito. Assim, prevalece o conteúdo sobre a forma. O lado sombrio, como diria alguns, dá agora lugar a muita luz. Portanto, quem não tem colírio, use óculos escuros! O sol levantou mais cedo e quis Em nossa casa fechada entrar Pra ficar! Trecho de O medo de amar é o medo de ser livre, de Beto Guedes É com orgulho que o Torcedor Coral apresenta seu novo visual. Olhe com calma, ande por aí, fique à vontade e se familiarize com o novo layout. O blog está de cara nova, mas mantém a independência e o estilo de sempre. Esperamos que, assim como nossa equipe, os leitores também gostem do novo visual. Sejam todos bem-vindo, mais uma vez! Qual a sua opinião sobre o novo visual do Torcedor Coral? Excelente! Agora está do jeito que eu gosto! (43%, 42 Votos) Muito bom, mas pode melhorar uma besteirinha. (27%, 26 Votos) Bom, mas não ficou claro demais, não? (21%, 21 Votos) Regular, o layout anterior era melhor! (5%, 5 Votos) Péssimo, vou ficar cego lendo este blog! (4%, 4 Votos) Total de votos: 98  Carregando ... Votação encerrada Na sua opinião, o que é mais importante: Ser vice-campeão, perdendo a final para o Central, e se classificar para a Série D? (60%, 70 Votos) Ser vice-campeão, perdendo a final para o Náutico, e se classificar para a Série D? (25%, 29 Votos) Ser campeão pernambucano e não se classificar para a Série D? (12%, 14 Votos) Ser vice-campeão, perdendo a final para o Sport, e se classificar para a Série D? (3%, 4 Votos) Total de votos: 117  Carregando...

Leia Mais

Comente com moderação

Comente com moderação

Os mais antigos freqüentadores do blog conhecem bem as nossas raízes. Surgimos para publicar apenas um texto sobre a primeira vitória da oposição na história do clube, mas gostamos tanto da brincadeira que acabamos ficando por aqui. O Torcedor Coral surgiu assim: sem pretensões e para dar vazão ao orgulho de ser tricolor num momento marcante da nossa história. Pena que a história do clube é cheia de percalços e a vitória da oposição deu no que deu. Passei algum tempo escrevendo sozinho, porém, logo alguns tricolores se juntaram a mim. No início, havia mais cronistas do que leitores. Era mais ou menos assim: a gente cruzava a bola e depois corria para cabecear. Em resumo, escrevíamos o texto e comentávamos ao mesmo tempo. Mesmo depois que o blog cresceu, continuamos a participar da seção de comentários, pois é assim que nos sentimos à vontade, como alguém que se joga no sofá e coloca os pés no centro da sala de estar de sua casa para ver televisão. O TC, para mim, é como um filho que você ama, mas sabe que o cria para o mundo. Assim, o tempo nos trouxe outros leitores – ainda bem! – que nos deram orgulho pela serenidade de seus comentários. Aqui, sempre houve divergências, mas prevalecia, em quaisquer circunstâncias, o direito ao contraditório e o respeito mútuo. Alguns leitores não se encaixaram em nosso perfil e se afastaram. Outros também não se encaixarão. Não se pode agradar a todos. Com o fim do Blog do Santinha, a equipe do TC tornou a se preocupar com um problema bem resolvido entre nós: a moderação – indesejada pelos editores e odiada pelos leitores, porém necessária à sobrevida de qualquer blog na internet que tenha um grande número de acessos. O Blog do Santinha, pelo seu tamanho, servia-nos de anteparo, como uma malha de proteção, pois a maioria dos internautas buscava sempre o blog coral mais popular da internet para comentar. Protegidos pelo imã do BDS, nosso blog tornou-se palatável, inclusive, para os leitores mais exigentes. Sem essa proteção, o TC corre agora o risco de cair na mesma armadilha do Blog do Santinha, que se tornou muito grande e incontrolável. Eram comentários com cara de bate-papo (o mesmo leitor publicava, às vezes, dez ou mais comentários no mesmo artigo), um tal de abraço para um e vai tomar no cu para outro que não...

Leia Mais

Fora do ar

Fora do ar

Publicação simultânea com o Blog do Santinha Durante quase dez dias, o Torcedor Coral e o Blog do Santinha estiveram fora do ar. A notícia dominou os noticiários nacional e internacional, apesar da Copa do Mundo e do desaparecimento de Eliza Samudio, cuja trama envolve a suspeita de participação do goleiro – ou a esta altura, ex-goleiro – do Flamengo, e causou pânico na Nasdaq, a bolsa de valores que integra os principais papéis das empresas de alta tecnologia. Enquanto isso, economistas se precipitavam a estimar uma nova crise econômica de proporções mundiais ainda mais desastrosa, aliás, do que a última iniciada há dois anos. De outra parte, a oposição se apressou em colocar a culpa na candidata Dilma Rousseff pela instabilidade nos cenários econômico e esportivo. A notícia também causou convulsão social. Surtos, crises de hipertensão e caos nas alas psiquiátricas dos hospitais colocaram à prova o Sistema Único de Saúde e por pouco não derrubou o Ministro da pasta. Por tabela, o Ministro dos Esportes quase caiu também. Para acalmar o mercado, embora reconhecendo dessa vez que não se tratava de uma marolinha, o Presidente da República, em nota oficial, declarou que a Copa de 2014 não será afetada e o Governador do Estado informou em entrevista que o maior elefante branco no meio do mato do Brasil não está ameaçado sob hipótese alguma. Já o Secretário da Casa Civil e responsável pelo elefantão considera que isso não passa de manobra dos blogueiros numa tentativa desesperada de ressuscitar a Arena Coral. Já os abalos sísmicos entre os tricolores provocaram, em proporção infinitamente maior do que a reação da torcida brasileira à eliminação precoce da seleção da Copa da África do Sul, uma verdadeira caça às bruxas. Dedos em riste a apontar culpados, considerou-se, em primeiro lugar, a possibilidade de envolvimento do LEF num atentado cibernético, mas reconheceu-se por fim que sua competência se limita apenas em fazer sangrar o Clube do Santo Nome. Outros tricolores, com tochas nas mãos, protestaram em frente às redações dos blogues, para acusar os seus editores de dar o cano no serviço de hospedagem. Por fim, venceu a versão supersticiosa de que a inhaca do Santa Cruz passou finalmente para os blogues da torcida coral. Com ou sem especulação, o fato é que, não sem razão, muitos internautas se perguntaram atônitos por que cargas d’água o Torcedor Coral e o Blog do...

Leia Mais

Enquanto a bola não rola

Estava pensando outro dia nos efeitos da desclassificação prematura do Santa Cruz na Série D. A ausência de futebol, por tanto tempo, terá impactos econômicos, porque reduzirá a capacidade do nosso clube de se auto-financiar, e sociais, já que as chances de funcionários e jogadores receberem em dia reduzir-se-ão, digamos assim, a zero tendendo para o infinito. Mas não é só dentro dos muros das Repúblicas Independentes do Arruda que esses efeitos serão sentidos. Gasoseiros e ambulantes, por exemplo, terão que encontrar nova fonte de renda até o final do ano. Também em situação difícil ficará a Santa Cruz Store, loja oficial do clube, que terá que rebolar para vender os produtos licenciados. Cambistas e flanelinhas terão que exercer suas… bem… profissões em outra parte da cidade. Setoristas de rádios e jornais não perderão o emprego, mas para isso terão papel fundamental no aumento das atividades da Central de Boatos. Na outra ponta, os sites voltados para o Santa Cruz sofrerão conseqüências econômicas, enquanto os blogues sentirão os efeitos da falta do que escrever sobre o clube. O Torcedor Coral, por exemplo, já sofreu as primeiras pancadas. Dos sete cronistas do blog, dois pularam da marquise do Arruda, outros dois foram dados como desaparecidos depois do empate com o CSA e apenas três confirmaram que continuarão a escrever regularmente. E, mesmo assim, um dos que confirmou regularidade na escrita mudou-se recentemente para a Inglaterra, onde fará um pós-doutorado. Bem, ao menos voltaremos a ter um correspondente internacional, cargo vago desde o retorno de Bosco da Espanha. Paulinho, nosso novo correspondente internacional, terá outra missão na terra de Shakespeare: arrumar algum multimilionário, que não saiba o que fazer com tanto dinheiro, para investir no Santa Cruz. Assim, o perfil do nosso futuro investidor será alguém podre de rico, mas com o raciocício um tanto lento. Enquanto a bola não rola, o TC terá que se adaptar aos novos tempos. A freqüência de publicações, por exemplo, tender-se-á a reduzir. Mesmo pretendendo minimizar os efeitos dessa crise, haverá dias em que de nada adiantará espremer o cérebro, pois não sairá uma gota de pensamento, nem um trisco de inventividade para falar do Santa Cruz. Tomara que não, mas não é preciso ser Nostradamus para prever algo assim. Enquanto isso, incentivaremos os nossos leitores a nos enviarem seus textos. Claro, não garantiremos sua publicação, mas todos eles serão bem-vindos. Para quem quiser enviar...

Leia Mais
1 de 212