Lembranças de uma quarta-feira

Eu tinha uns 12 ou 13 anos. Passei a semana toda numa ansiedade de lascar. Na quarta, o Santa decidiria a classificação contra o Remo para uma fase seguinte da série B e o jogo iria pegar fogo. Era uma época de vários confrontos contra os Remistas e a rivalidade havia crescido bastante. Lembro que o escrete alvi-azulino do Pará era treinado por Waldemar Carabina. Entre seus jogadores, o goleiro Wagner (um loiro, cheio de frescuras), o volante Agnaldo (Bam-bam, ex-jogador da coisa), o atacante Luciano Viana (que mais tarde jogou no santa), dentre outros. Pra ser sincero, nem lembro quem jogava no Santa. A inda e vinda de jogadores era tão grande, que não dava pra fixar na mente nosso elenco. Lembro dos jogadores adversários, pois nosso presidente na época (Raimundo Moura) fez várias tentativas de contratar o Carabina e alguns jogadores do Remo. Chegou a quarta-feira. Tentei convencer a minha Mãe a não ir para o colégio. Não estava preparado psicologicamente para assistir aulas de história, geografia ou matemática. Estava ansioso demais. As Mães deveriam entender esse tipo de coisa! A minha não entendeu e fui apulso pra escola. O papo com os amigos tricolores era só um: o jogo da noite. Uma vitória simples nos classificaria e a simples possibilidade de levar o Santa de volta à primeira divisão mexia com todos. Passada a aula, fui correndo para casa almoçar. Sempre gostei muito de esportes e, na época, fazia parte do time mirim de vôlei da escola. Tínhamos um jogo por volta de 17:00h no colégio Salesiano por um campeonato qualquer. Não estava nem aí para esse jogo, mas pelo menos serviria pra ajudar a diminuir a ansiedade e passar o tempo. Cheguei ao Salesiano às 16:00h e tive o primeiro susto: O colégio tinha uma série de jogos previstos para aquela tarde. Tinham uns cinco jogos na nossa frente! Pânico! Perguntei ao treinador que horas seria o nosso jogo e ele falou que não tinha a menor idéia, dependeria da duração dos outros jogos. Comecei a torcer freneticamente para que os jogos terminassem em dois Set’s (na época, os jogos das categorias mirim e infantil eram resolvidas quando uma das equipes vencessem dois). Tudo parecia dar errado. Os pontos eram disputados com toda a disposição pelas equipes e demoravam minutos para que fossem decididos. Torcia de olho no relógio da quadra. Entrei em quadra às...

Leia Mais