Valeu SM. Boa Sorte ALN.

Valeu SM. Boa Sorte ALN.

Valeu Sérgio Murilo, graças ao seu comportamento pudemos assistir uma matéria brilhante feita pelos jornalistas Laura Cortizo e Breno Pires retratando os bastidores da eleição do Santa Cruz e também conhecer um sócio tricolor que não teve medo de demonstrar sua insatisfação. http://migre.me/1P9bf Sérgio Murilo, graças ao seu comportamento pudemos conhecer a opinião do nosso mais novo ex-presidente, que deixou um déficit de R$ 1,8 milhões, sobre a denúncia de fraude. http://goo.gl/uVVl http://bit.ly/du6ij8 Sérgio Murilo, graças ao seu comportamento pudemos conhecer a opinião do mais novo presidente do Santa Cruz sobre a atualização instantânea dos sócios. http://bit.ly/bqbz8R Sérgio Murilo, graças ao seu comportamento foi possível àquele torcedor contrário ao “chapão” manifestar o seu desejo. Sérgio Murilo, você teve 1 voto a mais do que o necessário. Lembre-se, foram necessários apenas 300 espartanos para salvar Atenas frente a milhões de persas, afinal, não se vence uma batalha apenas aquele que destrói o exército oponente, mas sim aquele que cumpre o seu objetivo. Antônio Luiz Neto, graças a sua incansável vontade de ser Presidente do Santa Cruz, ontem você conseguiu realizar este desejo. Antônio Luiz Neto, graças a sua capacidade de unir componentes até então não misturáveis, você foi capaz de arregimentar praticamente todos os ex-presidentes em torno do seu nome. Antônio Luiz Neto, a partir de hoje estou torcendo para que você tenha mais sucesso do que qualquer um dos ex-presidentes que lhe apoiaram. Para mim isso ainda é pouco mas sei que para você já é uma boa meta. Antônio Luiz Neto, desejo-lhe boa sorte na presidência do clube da torcida mais apaixonada do Brasil. Torço para que durante o seu mandato você tenha dias de glórias, de vitórias e de austeridade administrativa, mas que em nada se assemelhe ao seu primeiro dia como presidente do Santa Cruz. Vamos em frente, ao trabalho, o Santa Cruz bate a sua...

Leia Mais

A herança de FBC e as eleições

A herança de FBC e as eleições

Chapas postas, o Editor-Mor me liberou para externar a minha opinião. Eu fico bem tranqüilo para escrever um texto sobre este processo sucessório até porque eu sei que não influencio o voto de nenhum tricolor e também porque eu não tenho o menor interesse em fazê-lo. Os torcedores que lêem meus textos aqui no blog sabem das minhas críticas à gestão de FBC e às anteriores. Eu sou um crítico por natureza. Escrevo no Torcedor Coral, porque este blog nasceu para ser crítico e assim vai continuar sendo, seja quem for o nosso futuro presidente. Não tenho dúvidas que FBC ajudou o Santa Cruz, mas foi muito aquém do que ele mesmo poderia ter sido. Ele fez o mínimo que se esperava de um Secretário de Estado, e deixou muito a desejar do que se esperava de um Presidente de um Clube. Porém, o meu discurso não é esse. Tenho em mente que nenhum dos dois candidatos à presidência do Santa Cruz vai, sozinho, tirar o Clube do buraco. Desculpem a comparação inadequada, mas o buraco do Santa é mais fundo que o buraco dos mineiros do Chile. Entretanto, também, estou convicto que não é toda união que irá salvar o Santa Cruz. Eu não conheço Antônio Luiz Neto, só de vista. Acho que não tive sorte, pois desde menino vou a jogo e freqüento o Clube, mas nunca consegui uma oportunidade de conversar com ele. Sérgio Murilo eu conheço um pouco mais, lá de dentro do Arruda, mas não é o fato de conhecer ou não que me fará votar em um determinado candidato. Gostaria mesmo é de votar naquele que possui mais competência, capacidade, equipe, apoio e entusiasmo para ajudar a tirar o Santa do atoleiro. Infelizmente, não posso assegurar quem dos dois possui mais estas características. O fato de Sérgio Murilo ter um projeto para o Santa Cruz é importante. No entanto, sinceramente, não é este o meu ponto de referência. Afinal, sei que para executar o seu projeto é preciso, no mínimo, de pessoas certas para executá-las. E, em se tratando de departamento de futebol, Sérgio Murilo parece ter errado feio. Infelizmente, eu não posso analisar o projeto de Antônio Luiz Neto, porque não consegui com ninguém uma cópia do seu projeto para avaliar; se é que ele possui. Diferentemente de Sérgio Murilo, Antônio Luiz Neto preferiu ficar livre para escolher quem vai compor sua...

Leia Mais

Pega, mata e come!

Pega, mata e come!

Antes do último jogo do Santa Cruz contra o Guarany nesta série D, o presidente do clube cearense falou que o Santa Cruz só tinha torcida e que venceria em Sobral qualquer que fosse o placar do primeiro jogo. Após o mata-mata, vimos que ele estava certo. E os dirigentes do Santa Cruz tiveram que ficar calados. Após se livrar do rebaixamento para a Série C, os dirigentes do Salgueiro pediram para que a torcida do Santa Cruz “adotasse” o time; tamanha a paixão não correspondida desta torcida. E os dirigentes do Santa Cruz tiveram que ouvir calados. Hoje, eu vi 15 guerreiros em campo [Marcelo; Rogério Rios (Rogério Serra), Eridon, Nei Carioca e Serginho; Rodolfo Potiguar, Pio, Edu Chiquita e Clébson (Lismar); Júnior Ferrim (Wendel) e Fagner] calar mais de 16 mil pessoas. Jogou muita bola este time do Salgueiro. Está na Série B, com apenas 5 anos de existência (profissionalização). Eles têm um presidente, José Guilherme, e um “diretor”, Clebel Cordeiro. E os dirigentes do Santa Cruz, indiretamente, foram humilhados. Hoje, sem dúvidas, os comentários dos torcedores do Santa Cruz é um só: “se colocar a camisa do Santa Cruz nestes jogadores do Salgueiro, eles vão tremer, não vão jogar nada”. É uma autodefesa, sem dúvida, que pode ser até verdade. Mas, de uma coisa eu tenho certeza: Se colocássemos os dirigentes do Santa Cruz no comando de um time feito o Salgueiro, dificilmente o Carcará teria alcançado tal feito. Eleições 2010 Com a definição das chapas na corrida presidencial do Santa Cruz, o Torcedor Coral quer saber se você é sócio e em quem votaria no dia da eleição. Participe da nossa enquete! Você é sócio votante do Santa Cruz? Sim (61%, 51 Votos) Não (39%, 32 Votos) Total de votos: 83  Carregando ... Em quem você votaria para presidente do Santa Cruz? Sérgio Murilo (76%, 68 Votos) Antônio Luiz Neto (21%, 19 Votos) Brancos e nulos (3%, 3 Votos) Total de votos: 90  Carregando ... Votação encerrada Qual o presidente ideal para o Santa Cruz nas próximas eleições? Sérgio Murilo (54%, 89 Votos) Jonas Alvarenga (15%, 24 Votos) Não sei (13%, 21 Votos) Fernando Bezerra Coelho (8%, 13 Votos) Antônio Luiz Neto (5%, 9 Votos) Lula Cabral (2%, 4 Votos) Sebastião Oliveira (2%, 3 Votos) Joaquim Bezerra (1%, 2 Votos) Total de votos: 165  Carregando...

Leia Mais

Mudança de Rumo?

Mudança de Rumo?

O cenário político atual do Santa Cruz me fez acreditar que o dia 28 poderia se transformar em um dia histórico, de mudança de rumo. Vou explicar. Depois da decepcionada gestão de FBC, estamos (ou estávamos) prestes a repetir o que aconteceu com a gestão do ex-presidente José Mendonça e do ex-presidente Romero Jatobá. A gestão de José Mendonça terminou sem que o mesmo conseguisse fazer um candidato sucessor na disputa eleitoral. E a gestão de Romero Jatobá terminou fazendo com que um candidato de oposição vencesse o pleito eleitoral. Nesse sentido, este dia 28 próximo poderia ser novamente um dia marcante na vida do Santa Cruz. Contudo, para o renascimento do Santa Cruz, é impreterível que o resultado final fosse diferente do dos anos anteriores. Sem querer entrar em detalhes das propostas de cada candidato (até porque o candidato Antônio Luiz Neto não apresentou projeto algum, já o do professor Joaquim Bezerra estipula como meta a Copa do Brasil em 2011 e a Libertadores em 2012, restaria apenas o projeto de Sérgio Murilo para debate), conforta-me um pouco saber que apareceram três candidatos que, embora não se denominem de situação, seus atos deixam claro que são de oposição haja vista que nenhum deles esperou o apoio do Presidente do Santa para sair candidato.  Todos, em uníssono, fizeram críticas à gestão “atual-passada”. Cada dia parece que fica mais claro que só quem não faz oposição à situação do Santa Cruz é quem quer a continuidade, a continuidade da série D, da escassez de títulos e a continuidade do empobrecimento da história do Santa Cruz. Este é o lado positivo desta sucessão coral. A poucos dias da eleição ainda não apareceu nenhum candidato “goela abaixo”. Todos, há meses, já anunciaram suas candidaturas e nenhum deles é visto como salvador da pátria. Gostaria que estes candidatos não retirassem suas candidaturas em nome da historicamente tão propalada união. Foi essa união que elegeu a maioria absoluta dos presidentes dos últimos trinta anos do Santa Cruz. Para não ir muito longe, há dois anos essa união pregou investimentos milionários, Centro de Treinamento, salários em dia, treinador de série A (Sérgio China, Lori Sandri, Dado Cavalcanti?), time vencedor, recenseamento coral, dentre outras promessas. E o resultado foi que não conseguimos nem vencer o Porto, o Central, o Guarany, o Sergipe. Como disse, isso é o que eu gostaria que acontecesse. Mas, conhecendo a história recente do...

Leia Mais

Agora (?) o presidente precisa assumir!

Agora (?) o presidente precisa assumir!

Alguns dos nomes que estão sendo cogitados para Presidente do Santa Cruz não causam estímulo ao menos apaixonado torcedor coral. Ficam na mesmice da não tão recente história de fracassos. Tem ex-presidente querendo voltar, tem candidato vitalício que só aparece em período eleitoral e tem candidato que nem sabe o que é uma bola de futebol querendo virar presidente do Santa Cruz Futebol Clube (fico me perguntando como é possível algum indivíduo almejar ser presidente de um Clube/Empresa sem ter o mínimo conhecimento sobre o futebol, a realidade econômica, e a história do Clube). Mas, voltando ao assunto, de comum, tanto nesta quanto nas edições anteriores, está o fato de que quase todos os candidatos especulados são políticos de profissão. Eu já escutei pelo menos o nome de uns quatro. Tem vereador, tem deputado estadual e até prefeito. Porque será? – a resposta é muito longa. Mas, sem dúvida, a característica popular do Mais Querido contribui e muito para isso. A história do Santa Cruz nos mostra que nos últimos títulos levantados pelo Clube, o então presidente não tinha como profissão a política. Deixo claro, de antemão, que não tenho nada contra a classe dos políticos, mas tudo contra a classe dos incompetentes. Assumo como incompetente aquele que não consegue administrar aquilo a que se propôs por total desconhecimento da causa. Na semana passada duas frases me chamaram atenção e ilustram a realidade do Santa Cruz. Imaginem só o que virá pela frente. A primeira frase veio de um ex-presidente campeão na década de 90 que chegou até a sonhar com Tóquio. Em entrevista à rádio ele falou que o principal erro de FBC foi “não estar tão presente no Clube, mesmo administrativamente tendo feito uma boa gestão”. Menos de dez segundos depois se contradiz e faz um questionamento-afirmativo “se todos administramos nossas empresas bem, porque não podemos administrar o Clube bem?”. A resposta é tão óbvia que acredito ter baixado o espírito “político/light” do ex-presidente para analisar a gestão de FBC. Somente para ilustrar minha resposta, peço que este ex-presidente relembre quantas horas diárias o presidente anterior a FBC (toc! toc! toc! três vezes na madeira) dedicava ao Santa Cruz (e, ainda, se gabava disso). Ou seja, digo ao nobre ex-presidente, para quem eu não tenho a mínima dúvida do seu amor e da sua dedicação pelo Santa Cruz, que não transfira à ausência do presidente no clube...

Leia Mais

O jogo dos milhões

O jogo dos milhões

Quanto vale este jogo contra o Guarany-CE? Vale milhões, argumentam os contadores. Vale todo o custo que teremos em amargar mais um ano na Série D, pensam os economistas. Vale uma vida mais tranquila, diriam os cardiologistas tricolores de plantão. Vale a sobrevivência do blog, exclama o nosso editor-mor Dimas. Vale o maior presente do mundo para encobrir nossa incompetência, diriam aliviados os dirigentes. Sem dúvida, este jogo vale muito. Vale milhões! Vale o resgate da nossa história. Vale a nossa superação frente à desconfiança de um time altamente limitado. Precisamos de um resultado positivo. Sinceramente, pelo jogo que eu vi no último domingo, não acho que o time do Santa tenha mais qualidade técnica do que o time do Guarany-CE, haja vista que fomos dominados na maior parte do tempo. E digo mais, pelo jogo que eu vi no último domingo, não acho que o time do Guarany-CE tenha mais qualidade técnica do que o time do Santa Cruz, haja vista que eles só conseguiram fazer três gols em uma defesa fraca. Some-se, ainda, que dois gols foram contra e um gol foi sem goleiro. É um jogo sem prognóstico porque o nosso momento atual faz questão de não olhar para o passado. Se Givanildo conseguir transmitir aos jogadores um pouco do que representou e representa o Santa Cruz Futebol Clube, voltaremos felizes de Sobral. Se passarmos desta fase, quiçá com uma vitória lá em Sobral, já estaremos praticamente garantidos na última fase da série D classificatória para a Série C. Podemos jogar o próximo mata-mata apenas para cumprir tabela, pois, se hoje estamos em 5º lugar geral (atrás de times como o CSA que terá que fazer 5×0 no jogo da volta contra o Sampaio Correia para passar de fase), temos grandes chances de ficarmos entre os três primeiros após o término dessa fase, o que nos garantirá automaticamente na fase final do acesso à Série C. Por isso, a importância de um resultado positivo. A vontade de ver o arruda novamente cheio de tricolores, de ver os torcedores se associando, de comprovar que temos a torcida mais apaixonada do Brasil, de nos encontrarmos nos dias de domingo antes do Santa entrar em campo, sem dúvida, vale muito. Vale milhões. Vale o resgate de antigos tricolores. Vale o nosso renascimento. Vale o sonho de em 2014 comemorarmos o nosso centenário em uma Série A, e quem sabe, já...

Leia Mais
19 de 28...10...181920...