Esperança, otimismo e fatos — embalou?

Esperança, otimismo e fatos — embalou?

Torcer pelo Santinha não é para amadores. Na partida contra o Bragantino, por exemplo, teve a repetição do modelo de nossa epopeia: jogo fácil, jogo difícil, jogo dramático e, no final, redenção. Típico. Faz parte de nosso caráter.

Leia Mais

Quando tudo parecia dar errado, deu certo

Quando tudo parecia dar errado, deu certo

Estamos chegando.... Ufa! Que semana conturbada... Depois de uma bela vitória contra o Boa Esporte, tudo parecia que iria caminhar tranquilamente pelas bandas do Arruda.

Leia Mais

Semana agitada

Semana agitada

Semaninha agitada, ingresso comprado, mas não fui ao jogo. Sábado, para mim, não combina com futebol. O dia foi feito para curtir os filhos e a esposa, também farrear e ficar à toa.

Leia Mais

De tudo, um pouco do nada

De tudo, um pouco do nada

Escalada para escrever a resenha pós jogo, Santa Cruz 1 X Payssandu 2, tive que ficar de castigo até o final da partida, testemunhando a queda do gigante. Afinal, cronista que se presa não foge da raia, oops, da panela de concreto do estádio. Foi um dia torto. Ao assistir à partida eu me debatia entre vestir a roupagem de torcedora ou utilizar o olhar de analista da Psicologia

Leia Mais

Raiva desgraçada

Raiva desgraçada

Era briluz. As lesmolivas touvas roldavam e relviam nos gramilvos. Estavam mimsicais as pintalouvas, e os momirratos davam grilvos. Foge do Jaguadarte, o que não morre! Garra que agarra, bocarra que urra! Foge da ave Felfel, meu filho, e corre do frumioso Babassurra!

Leia Mais

Por que é que tem que ser assim?

Por que é que tem que ser assim?

Desde sua fundação, que o Santa Cruz e sua torcida caminham juntos, misturados. Sem dúvida, um dos raros casos de conexão mútua, uma espécie de “dependência univitelina” onde um nasceu para viver próximo do outro.

Leia Mais
9 de 129...8910...2030...