Habemus tecnicum!

Talvez, a expectativa para os tricolores tenha sido a mesma dos católicos enquanto esperam por um novo papa, mas enfim, já temos um técnico para a próxima temporada, com opção para dois anos de contrato. Givanildo está de volta, após a excelente campanha de 2005, onde sagrou-se campeão pernambucano e levou o Santa de volta à primeira divisão. Está é a quarta passagem de Givanildo pelo Santa Cruz. Givanildo aceitou a proposta do Mais Querido, mesmo conhecendo a atual situação financeira do clube. Para tanto, foi determinante a amizade e a confiança em Edson Nogueira, presidente coral. Givanildo terá uma semana difícil pela frente, pois junto com a diretoria de futebol, tentará manter alguns jogadores e partir em busca de outros para formar sua equipe, pois o time foi completamente esfacelado com o fim do campeonato brasileiro da Série A. E Givanildo não terá vida fácil pela frente. O elenco coral já sofreu mais uma baixa. Desta vez foi o zagueiro Valença, prata da casa e ídolo da torcida, que acabou de conseguir passe livre na justiça, por causa do atraso de quatro meses no salário. Pelo visto, os atos da diretoria anterior ainda vão causar muitos estragos no Arruda. Saudações tricolores, Dimas...

Leia Mais

E Evaristo não veio

Paralela ao grande debate sobre a dívida astronômica do Santa Cruz, outra polêmica, secundária é verdade pela atual situação financeira do clube, passou a fazer parte das conversas dos torcedores corais: afinal, Evaristo vem ou não? E Evaristo não veio. Nem para a posse. Os motivos que levaram o treinador a desistir ainda são desconhecidos. Em entrevista a uma das rádios locais, Edinho, presidente eleito do Santa Cruz, disse que, durante toda a manhã, tentou sem sucesso contato com Evaristo. Assim, até mesmo Edinho foi pego de surpresa. A esta altura do campeonato, não creio que valha a pena especular sobre a desistência de Evaristo. Mas o fato é que, apesar de todas as especulações da imprensa local e do Rio de Janeiro, a decisão do treinador nos pegou desprevenidos. Mesmo assim, a diretoria eleita não perdeu tempo e foi em busca de Givanildo Oliveira, que ficou de dar uma resposta até a próxima segunda-feira. O torcedor coral conhece bem Givanildo, principalmente pela sua última passagem no Arruda, à qual conquistou o campeonato pernambucano e levou o Santa de volta à primeira divisão. O torcedor deve lembrar também que faltando apenas três jogos para o fim do campeonato pernambucano, tendo o Santa como favorito, Givanildo foi embora para o Atlético/PR e nós vimos o título ir junto com ele. É interessante como essas pequenas coisas do futebol, para mim, perderam o sentido diante das dificuldades dos dias de hoje. Por isso, apesar da forma como Giva saiu do Arruda, espero que ele seja o novo treinador para a próxima temporada, ou como quer a diretoria, para os próximos dois anos. Talento ele tem para fazer um bom trabalho. Apesar deste imprevisto, apesar do buraco negro tricolor, que transformou a nós torcedores em dublês de economistas e, para os cachaceiros de plantão, apesar de não haver comemoração na solenidade de logo mais, nada tirará o brilho coral do dia de hoje. Mesmo de volta à segunda divisão, mesmo falido, mesmo com uma revoada de jogadores, mesmo assim, o dia de hoje mudará a história tricolor. Reforço minhas palavras que a queda da “Bastilha” foi apenas um marco, pois a verdadeira revolução coral só se dará com o tempo. E hoje, mais que tudo, é tempo de acreditar e de reconstruir. Vamos hoje para o Arruda, como se fosse uma decisão de campeonato. Vamos receber e apoiar o novo presidente do...

Leia Mais

A hora é de dar as mãos

Edson Nogueira, o Edinho, iniciou, antes mesmo de sua posse, a peregrinação juntos aos credores do Santa Cruz a fim de buscar soluções de curto e longo prazos para os problemas do clube. Ontem pela manhã, Edinho reuniu-se com advogados para analisar e resolver as pendências com a justiça em relação aos débitos cíveis e trabalhistas. À tarde, o peregrino procurou a direção da Celpe na tentativa de renegociar uma dívida que, segundo os jornais de Pernambuco, gira em torno de R$ 226 mil. A direção da companhia energética mostrou-se aberta à iniciativa de Edinho. Situação difícil, muito difícil. Entretanto, Edinho, o peregrino, não está só nesta romaria. Recentemente, Ricardo Rocha disse que iria usar sua influência para tentar trazer parceiros e patrocínios ao Santa Cruz. O Blog do Santinha, defensor de primeira hora do nome de Edinho para presidência do Santa, também aderiu. Após a recusa de Edinho para a confraternização conjunta do Blog e da Sanfona Coral, alegando que diante da situação do clube não há clima para comemorações, Inácio França, fez seguinte chamamento à nação Coral: “Vamos marcar a confraternização no Arruda, a casa de todos os tricolores. Vai ser no domingo, dia 17, mesmo. E, pelo blog, vamos pedir que todo mundo que iria para a festa no mercado, leve o dinheiro correspondente ao que gastaria em cerveja e tira-gosto. Acredito que o pessoal da Coralnet, das comunidades do orkut e do TricolorPE vão entrar nessa. Vamos ajudar na folha de pagamento e entregar o dinheiro diretamente para você.” Da minha parte, eu estarei lá. Vai ser um porre sem cachaça. A nação Coral também vem aderindo. Ouço diversos tricolores falar que agora tem confiança que, ao se associar ao Mais Querido, vai saber ao menos o que será feito do seu dinheiro. O Torcedor Coral também se engaja nessa reconstrução. Estamos, eu e alguns colegas, fazendo uma campanha no local onde trabalho para tentar associar o máximo de tricolores possível. A hora é de todos nós tricolores mostrarmos nosso valor e nosso amor ao clube. Vamos apoiar toda iniciativa que venha contribuir com o Santa Cruz. Vamos nos dar as mãos. Nesse momento nebuloso, não adianta apenas torcer para que tudo dê certo. Temos que cumprir o papel que nos está reservado na história do Mais Querido: Soerguer o Santa Cruz. Saudações tricolores, Dimas...

Leia Mais

História, Parte II – A Nova Queda da Bastilha

Queda da Bastilha inicia a Revolução Francesa Para facilitar o estudo da história do homem, os livros dividem os períodos em razão dos marcos ou eventos que, em parte, representam geralmente nascimentos e declínios de sociedades ou mudança de comportamento e nos ajudam a compreender a evolução humana. De acordo com os livros, a história geral é dividida entre os seguintes períodos: a Pré-História, a Idade Antiga, a Idade Média, a Idade Moderna e a Idade Contemporânea. De acordo com o site Brasil Escola, a História se devide nas seguintes fases, de acordo com os acontecimentos e os fatos que marcaram cada ciclo: A Pré-História representa a origem do homem, o criacionismo, evolucionismo, o paleolítico ou idade da pedra lascada, o neolítico ou idade da pedra polida e a idade dos metais, quando o homem substituiu a pedra pela metalurgia. A Idade Antiga representa as civilizações da antiguidade como o Egito, a Grécia antiga, a Mesopotâmia, os persas, a guerra de Tróia, a guerra do Peloponeso, o Império Romano, Espartas, Atenas, os bárbaros e os fenícios. A Idade Média representa as sociedades medievais, como o império bizantino, as invasões bárbaras, o feudalismo, as cruzadas, as crises do sistema feudal, do Império Romano, maias, incas e astecas, a guerra dos cem anos e as revoltas camponesas. A Idade Moderna representa as sociedades modernas, como a passagem do feudalismo para o capitalismo, as monarquias nacionais, o renascimento cultural, mercantilismo, o estado absolutista, a revolução inglesa, a revolução industrial, o iluminismo, o despotismo esclarecido, a independência dos Estados Unidos, a reforma protestante, a reforma da igreja católica ou contra-reforma. A Idade Contemporânea representa as sociedades contemporâneas, a revolução francesa, a independência das colônias latino-americanas, as revoluções liberais, o socialismo, a unificação da Itália, da Alemanha, a primeira guerra mundial, a revolução russa, o fascismo, o nazismo, a crise de 1929, a segunda guerra mundial, a ONU, os blocos econômicos, a revolução chinesa, a revolução cubana, a crise do petróleo, o fim da União Soviética e a doutrina Keynesiana. A essa altura, o leitor deve estar se perguntando por que estou escrevendo este texto, o que pretendo afinal, se nem historiador eu sou e o quê isto tem a ver com futebol ou com o mais querido, com o nosso Santa Cruz. Explico-me. A história é divida em fase e a passagem dessas fases é marcada por eventos ou conjunto de eventos que...

Leia Mais

Blog do Torcedor Coral é inaugurado na internet

A partir de hoje, o blog Torcedor Coral está disponível na internet para todos os torcedores, simpatizantes e apaixonados pelo Santa Cruz Futebol Clube. Nosso objetivo é informar e opinar sobre tudo o que acontece no nosso clube do coração. O nosso blog surge motivado pelo momento histórico nas Repúblicas Independentes do Arruda: pela primeira vez na história do clube a oposição ganhou uma eleição. Dessa forma, esperamos estar contribuindo para registrar esse momento histórico e acompanhar a partir daí, através de uma análise independente, os fatos que dizem respeito ao Santa Cruz. Esperamos que o nosso clube do coração siga agora novos rumos e resurja das cinzas, como a Phênix. Como novato no mundo dos blogs na rede mundial de computadores, espero, de coração, atingir o objetivo a que me proponho. Não pretendo fazer deste um blog de reportagens, até mesmo porque não sou repórter ou jornalista. Apenas gostaria, como torcedor, de usar este espaço, da maneira mais informal e irreverente possível, discutir os fatos de interesse do nosso clube. Estou tratando, através da ajuda de um amigo webdesigner, das mudanças do visual do blog para que seja voltado para as cores corais. Por hora, desejo a todos os possíveis leitores que sejam bem vindo ao Torcedor Coral. Participe, comente e discuta o Mais Querido neste espaço. Um abraço e estejam sempre conosco. Dimas...

Leia Mais
74 de 74...1020...727374