Um jogo sem sal

Foto: coralnet
nildo.jpg

 Amigos do Blog, coube a mim fazer o relato sobre o jogo entre Santa Cruz e os amarelinhos do Petrolina. E, infelizmente, não há muita coisa boa para relatar.

Inicialmente, queria parabenizar os 13 mil torcedores que, mesmo com o risco de levar uma chuva e com o risco de levar uma lapada, ainda compareceram. Nossa torcida é impressionante!

Voltando para o jogo, não entendi a escalação de Max. Esse garoto é novo, acho até que tem certo potencial, mas, por enquanto, não dá de jeito nenhum. Não pode nem figurar entre os concentrados para um jogo. A presença de Max foi uma festa para o Petrolina. Tudo foi em cima dele. E o pior, quando ele levava nas costas (ou seja, em toda jogada do lado esquerdo), quem fazia a cobertura era Josemar. Amigos, que time do mundo consegue não tomar gols com Josemar e Max jogando juntos? Acho que se a intenção de Zé do Carmo era não queimar o rapaz, ele conseguiu justamente o contrário.

Outra coisa que não entendi foi a substituição realizada ainda no primeiro tempo: sai Juninho (que nem na bola havia pegado) e entra Leandro. Tirar um atacante e colocar um volante empatando de 1×1 com o Petrolina em casa? Essa me lembrou os tempos de Mauro. Porém, Brunão, grande tricolor e cachaceiro das sociais afirma que viu uma veemente discussão entre Juninho e Zé do Carmo. Garante Brunão que até um “vá tomar no cú!” rolou. Se foi isso, ótimo! Ponto para Zé que tem de punir esse Juninho hoje mesmo. Porém, se foi uma substituição por ordem tática mesmo, Zé assinou um atestado duplo de burrice: deixou Max em campo e tirou um atacante.

Do meio para a frente, vi o tal do Rafael batalhar muito. Que cara brigador! Tem boa presença de área e faz um pivô muito bem feito. Enfim, achei que acertamos nessa contratação. Nildo, nitidamente morto em campo. Parece que ainda não acordou das férias. Rosembrick, só firula e nada produtivo. Agora, o que enche os olhos mesmo é Carlinhos Paraíba. Amigos, como joga bola esse cara. Corre, lança, marca e bate faltas. O dono do time.

Depois de falar dos três setores, gostaria de falar um pouco sobre todo o jogo. Eu via o Petrolina tocar a bola muito mais conscientemente do que o Santa. E, se era para haver um vencedor no primeiro tempo, tinha que ser o Petrolina. Eles perderam uns 2 gols feitos. O time estava perdido em campo. Três jogadores estavam dando raiva: Genalvo, Max e Josemar. E, inteligentemente, o Petrolina só jogava em cima dos três. Gente, foi um caos. Não marcávamos nem criávamos. No segundo tempo, crescemos de produção, parte por causa da retranca do Petrolina e parte por causa da saída de Max. Tentamos de tudo. Paraíba se superando a cada lance, Russo melhorou, mas não conseguimos. Perdemos muitos gols e no fim achei o placar justo, pelo nosso segundo tempo e pelo primeiro tempo deles.

E, como estamos no início de temporada, para que os torcedores que ainda não foram ao estádio e não viram nosso time, vou fazer algo que não gosto de fazer, falar das atuações individualmente:

Paulo Mussi – Gostei dele. Vibra muito, fez boas defesas e ainda subiu para tentar um gol de cabeça num escanteio no fim do jogo.

Russo – Procurou jogo o primeiro tempo todo e ninguém o acionou. No segundo tempo, jogou bem e cruzou boas bolas. Só tem que parar de fazer firula e inventar. Além disso, é um rombo na defesa.

Marcelo Heleno – Esse ainda não tem condições físicas nem de jogar botão. Mas achei o mais consciente da defesa. Em forma, vai ser bastante útil.

Josemar  – Horroroso. Péssimo. Triste. O mesmo do ano passado.

Max – Desse, eu me recuso a falar.

Genaldo – Mais perdido que cego em tiroteio. Não tem condições nenhuma de jogar nem o pernambucano. Mas não tinha ninguém para entrar no seu lugar.

Carlinhos Paraíba – Um monstro. Um gigante. Temos que comprar esse camarada logo.

Rosembrick – Devia ir para a dança dos famosos, pois, faz mais passos de dança que produz. Em alguns momentos até dá bons passes, mas na maioria das vezes, dois dribles pro lado e um toque para trás.

Nildo – Ainda está fora de forma. Mesmo assim, é um jogador diferenciado.

Juninho – Nem pegou na bola.

Rafael Rebelo – Gosto muito desse jogador. Se movimenta bastante, luta até o fim, cabeceia bem. Um guerreiro.

No resto amigos, é compreender que estamos no início da temporada e que ainda temos uns 4 jogadores para estrear. É muito cedo para criticar. Acho que teremos uma vida muito difícil no primeiro turno, mas, vamos ter paciência.

Um grande abraço e até domingo!

8 Comentários

  1. Almir Xavier da Silva
    1

    Acho que ainda falta para o Santa Cruz:

    – 01 volante de verdade, qualquer um que seja melhor que Genalvo;

    – A morte do Josemar;

    Com isso, muitos dos problemas do time seriam resolvidos.

    A escalação ideal para mim seria:

    Paulo Mussi

    Carlinhos
    Cleberson
    M. Heleno
    Chiquinho

    Um cone
    Paraíba
    Nildo
    Rosembrick

    R. Rebello
    T. Almeida

  2. Marcelo Beltrão
    2

    Engraçado Dimas, eu não consigo gostar da enceradei… ops, Carlinhos Paraíba. Claro que não se trata de um mau jogador. Mas, me parece que essa carencia de bons jogadores faz com que a gente valorize em demasia, qualquer jogador razoável que surge no Santa. E esse é o caso dele.

  3. Amigos,

    Por uma falha minha, o artigo apareceu inicialmente como se eu fosse o autor. Tudo porque eu publiquei o texto e esqueci de mudar o status do autor do artigo.

    Na verdade, o artigo é de Manoel Valença, o popular Manequinha.

    Infelizmente não assisti ao jogo e por isso não posso opinar. Mas quanto a Paraíba, concordo com Marcelo Beltrão. Acho que ele é um jogador esforçado e se movimenta bem, além de ser um bom carrapato. Mas não tem um bom passe e nunca o vi batendo uma boa falta. Para ser sincero, fiquei até com medo quando ele foi bater o pênalti contra o Ypiranga.

    Vai ver que ele esperou eu faltar um jogo para jogar o que nunca jogou. Isso ou quem tem um olho em terra de cego é rei.

    Saudações corais,

    Dimas

  4. Paulo Aguiar
    4

    Também não fui ao jogo, mas vou dar uns palpites:

    1. Sobre Carlinho-PB, concordo com Dimas. Acompanho ele desde os tempos da Paraíba (ele só fez 1 gol no campeonato lá e era o craque do time)… o seu chute, é totalmente sem direção. Mas, é ótimo marcador, e tem muita raça!
    2.A nossa defesa é toda reserva. Assisti 2 treinos e vi que George (dos juniores) joga bola; Anderson e Cléberson, na zaga e Chiquinho, na lateral, são titulares hoje, indiscutivelmente. Não sei o porque, mas Zé tá puto com carlinhos paulista (ele jogou de meia em dois coletivos), dado que temos 4 laterais direito.
    3. O time é fraco… mas pode melhorar um pouco ainda, com as peças que já temos.
    4. Zé tb é fraco… mas não pode melhorar tanto o time com as peças que temos.
    5. Rose e Nildo no meio não dá! Algum dos dois tem que ser atacante; temos que jogar com 3 ¨pegadores¨ no meio de campo. Ora, se o time não é lá essas coisas, podemos nos dar ao luxo de temos 4 jogadores que não marcam ??
    6. A prata da casa que deveria assumir era: george, memo e leandro! Eles jogam bola.
    7. Max não dá mais. Ele já jogou com o santos na vila em 2006, teve 2007 todo pra fazer algo… e agora começa assim 2008… o futebol dele, infelizmente, é pequeno.

    abraços!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. Marcelo Beltrão
    5

    Votem no Santa, na pesquisa sobre torcida, no site www,extracampo.blogspot.com. Estmaos perdendo pra coisa. É simples, não precisa nem login.

  6. insatisfeito
    6

    Marcelo Caneco Beltrão, se eu pudesse entrar aqui, votaria 20 vezes no Santinha, hehe

  7. com todo respeito, mas me desculpe o manoel valença, sua análise tá do nível daquelas que saem nos jornais.
    achar que marcelo heleno pode melhorar e que max tem potencial, é gostar muito do santa cruz.
    e russo? esse não jogou nada. como sempre fica fazendo firula e pipocando. jogador medíocre e maloqueiro. o time é ruim e não vai melhorar.

  8. Eduardo Ramos
    8

    Concordo com Paulo Aguiar.

    Quanto a Carlinhos Paraíba, o seu maior problema é pra quem largar a bola. Nildo Chupa-Sangue deveria sair do time. Prefiro Juninho. O araque tem que ter dois atacantes. Josemar e Genalvo já deveriam ter pego o caminho de volta pra casa.
    Ah! Também necessita de um técnico!

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *