Eu nasci há dez mil anos atrás

raul-seixas.jpg

Manoel Valença
 
Amigos tricolores, tá ficando difícil escrever nesse blog. Textos do nível de Artur e de Leonardo Jr. são difíceis de serem batidos. E, como eles merecem, devem realmente ser bem pagos pelo nosso editor. No meu caso, eu não sou pago para escrever no blog, muito pelo contrário, eu paguei para poder escrever aqui (mestre Dimas, manda o número da conta depois).
 
Como o inesquecível Raul Seixas, eu também nasci há dez mil anos atrás. Porém, tive visões sobre o que acontecia no mundo um pouquinho diferente, uma vez que meu mundo, há dez mil anos, começa na rua das moças e termina na Avenida Beberibe com a Avenida Canal.  Amigos, Eu não vi Cristo ser crucificado, não vi o amor nascer e ser assassinado e muito menos vi as bruxas pegando fogo, pra pagarem seus pecados. Mas vejam (ou lembrem) o que eu vi:
 
  • Eu vi um time perder de três a zero pro ABC de Natal, dentro de casa, numa semi-final da segunda divisão.
  • Eu vi um time perder de dois a zero pro Moto Clube, dentro de casa, numa semi-final da segunda divisão, levando gol de Canjerê e Brinquedo (do meio de campo).
  • Vi uma diretoria fazer um contrato para apenas um jogo. Alguém se lembra de Dias, meio campista do Vasco, que veio, jogou um jogo (justamente esse jogo acima, contra o Moto Clube), perdeu, foi embora, recebeu $$$$ e ainda colocou o Santa na justiça.
  • Vi um time contratar para um único plantel : Cafezinho, Paulo Leme, Cláudio Adão, Ribamar e Betão.
  • Vi um time perder de quatro a um pro Treze de Campina Grande, numa Copa do Brasil, com Mancuso, Paulinho Mclaren e Marabá em campo.
 
Enfim, eu vi, nesses 10.000 um monte de coisas ruins e vergonhosas. Mas, também vi o seguinte:
 
Vi desconhecidos chegarem aqui, e se tornarem alguns dos maiores ídolos da história do clube (sei que faltam muitos, mas, apesar de ter nascido 10.000 anos atrás, só tenho 30 anos):
 
Birigui
Marlon
Luiz Neto
Nunes
Henágio
Gabriel (mesmo sendo doido)
Sérgio China (jogou muita bola no início da carreira)
 
Vi que os times que tinham esses desconhecidos, nos deram alegrias. Vi que os times com medalhões, só nos deram tristeza. E, por isso, incondicionalmente, acho que Edinho está certo, trazendo jogadores baratos e de nossa região. Lembro ainda que nesses 10.000 anos que vivi, todos os grandes times que formamos foram de jogadores da região. Ainda mais recentemente , temos vários exemplos de jogadores de times sem expressão que jogaram muito e foram vitoriosos em suas carreiras, pelo menos aqui em Pernambuco : Chiquinho, Juninho Petrolina, Leonardo, Moura, Bia, Fernando, Marco Aurélio, entre outros tantos.
 
Então, por que ser tão negativo ? Custa acreditar um pouco? Custa acreditar que Amaral será muito útil e demonstrará raça com nossa camisa? Custa acreditar que Miro Bahia é craque? Custa sonhar que conseguiremos chegar com um time barato e bom?
 
Pois é, gente. Ter fé, apoiar, acreditar, incentivar, pois, só assim, viveremos para ver mais 10.000 anos na frente. E, pra quem provar que estou mentindo, eu tiro o meu chapéu.

16 Comentários

  1. Hehe… diz aí, velhão. Lá no jogo, você não parecia ter 10 mil anos. Prazer em conhecê-lo e parabéns pela crônica.

    Embora toda contratação seja uma aposta, concordo contigo: a política é essa! prata-da-casa + jogadores da região. Tendo mais grana, podemos arriscar mais, mas sempre de forma prudente e planejada.

    Do jogo, gostei de César Baiano, pois mostrou toque de bola; de Miro Bahia e de Russo, o melhor do jogo. Acho que Marco Antônio será banco. Russo, titular. Amaral, ainda tem que convencer. Bora ver.

    O 3-5-2 adotado só será interessante se a marcação for do meio em diante. Esperar o adversário é fatal. Esse Leandro (aposta de Muniz) joga bola.

  2. É isso aí Manoel!

    Desde a fatídica decisão do Pernambuquinho 2006 a gente vem tomando uma overdose de negatividade. Cofres vazios, dívida estratosférica, contas miúdas – dinheiro pro óleo diesel, a que ponto chegamos!- estádio ameaçado de interdição e o presidente quase vai preso. Até o STJD nos atormentou, indevidamente, com uma fatura.

    Chega, caramba!

    Eu quero ser torcedor de novo, sem analisar fria e racionalmente o meu time, ao menos por uns tempos; chegar rouco ao trabalho, depois de uma tarde nas arquibancadas do arrudão ou em frente ao telão da sede.

    Não vou entrar em transe hipnótico como o povo da ilha da fantasia, mas tenho que começar a próxima competição com esperança de, pelo menos, uma boa campanha. Me emocionar é preciso, ou então é melhor assitir a umas partidas de golfe pela televisão; tudo muito técnico, calculado, chique e chato pra carai.

    A diretoria fez uma política correta e acredito, até prova em contrário, que temos um bom grupo para disputar a segundona; e para quem já se viu obrigado a gritar os nomes de Wellington, Batata, Waaaashington e outros menos cotados, torcer por Marcelo Ramos, César Baiano, Miro Bahia, Russo, Hugo, Jairo, Marquinhos, Leandro, Amaral, Marcelo……, não parece ser uma tarefa das mais ingratas.

    Com a licença de Luiz Fernando Veríssimo, eu vou bancar a velhinha, não de Taubaté, mas de Beberibe mesmo. Com Frevo e caldinho, que ninguém é de ferro.

    PS: Eu acrescentaria vários nomes a essa lista de jogadores da casa e/ou desconhecidos que fizeram boa figura no Arrudão. Mas para ficar só nos contemporâneos de Nunes e pós-78/79: Joãozinho, Carlos Alberto Barbosa, Ricardo Rocha, Zé do Carmo, Levir, Edson…..

    PS2: Artur, gostei muito das cantoras que você divulgou no seu blog. Para mim, Winehouse na veia, ou com caldinho. Mas um torno amassante com a gordinha Beth Ditto não está descartado, se ela cantar durante. Tem uma pá de material das duas no youtube, mas eu vou catar os CDs (minha doença). Valeu pelas dicas.

  3. Ducaldo,

    a gordona é demais. E quebra com muitos estereótipos de beleza.

    Eu e Dimas caçamos vosmecê no jogo. Tínhamos negócios a tratar. Trouxe uns apetrechos da minha fase Tamarineira para utilizá-los na persuasão. Não ia ser delicada a conversa, mas creio que você sairia convencido da proposta.

    Fica para a próxima.

  4. Espero que os choques não sejam nas jóias de família, para o bem do esquerdo varicocélico. Antes de ousar um texto eu tenho que cuidar melhor da colocação dos pronomes e outras coisinhas.

    Danado é que às vezes até me vem um tema, mas minha autocrítica me atrasa (eu sempre acho uma porcaria tudo que escrevo) e alguém chega primeiro. Desta vez, Samarone no blog do santinha e Manoel aqui no torcedor coral.

    Um dia, quem sabe, veremos. Ou não.

  5. milton pereira
    5

    E mais: Anibal, Diogo e Sidney. Zequinha, Aldemar e Edinho. Lanzoninho, Rudimar, Faustino, Mituca e Jorginho !

  6. Marcelo Beltrão
    6

    Que crônica Massa ! Esse Manoel é bom ! Dimas e amigos: Hoje é o aniversário de nosso presidente Edinho. Sáude e sorte para ele. Será que dá para mandar uma mensagem para ele ?

  7. milton pereira
    7

    /Continuo dizendo: Em 1950, a CBD, com dinheiro público do Governo Federal, ajudou a Coisa para reformar o CAMPO da Ilha para um único jogo da Copa do Mundo de 1950. POR QUE O SANTA NÃO SOLICITA O MESMO TRATAMENTO PARA O ESTÁDIO DO ARRUDA, AGORA, PELO MENOS PARA O JOGO DAS ELININATORIAS DE 2010 ?

  8. Leonardo Jr.
    8

    Manoel,

    Belo artigo!

    Não tenho 10.000 anos, muito longe disso. Talvez por esse detalhe, o time tricolor que mais tenha me chamado a atenção foi o de 1987(calma aos tricolores mais antigos, pois infelizmente não tive o privilégio de acompanhar o tricolor na década de 70). O escrete encarnado, preto e branco era o seguinte: Birigui, Orlando, Ivan, Lula e Lotti;Zé do Carmo, Ataíde e Sérgio China; Edson, Dadinho e Gilson Gênio.

  9. Grande Manoel Valença!

    Eu que tiro meu chapéu para o que você escreveu. É isso ai, Edinho está coberto de razão em dar prioridade aos pratas e a jogadores da região e mais um treinador da terra.

    Nada de copiar Homerda Lacero, que só vive a bajular treinador e jogador do sul. E como você disse, os melhores times que formamos foram com jogadores da região. Essa lista de grandes craques que já atuaram pelo nosso Santinha, diz tudo. Nunes, Givanildo, Zé do Carmo, Ricardo Rocha… e mais o contemporâneo Rivaldo.

    E outra coisa, o Santinha era um dos melhores clubes brasileiros da década de setenta. Estava olhando os grupos de jogadores convocados para a seleção brasileira nas copas de 74 e 78, não tinha um vindo do Santa.
    Já não dava valor a essa seleção formada por jogadores do eixo sul-sudeste, e agora com essa.

    SAUDAÇÕES TRICOLORES!!! O AUTÊNTICO.

  10. insatisfeito
    10

    Seleção pernambucana 0 x 2 seleção paulista

    A seleção pernambucana decepcionou os torcedores que foram Arruda. O time comandado pelo técnico Charles Muniz perdeu, por 2×0, para a seleção paulista, no amistoso que marcou o lançamento do programa Todos com a Nota.

    Além da falta de entrosamento, o time pernambucano se atrapalhou com o gramado molhado e, por isso, quase não criou oportunidades de gol.

    O time paulista levou uma ligeira vantagem no gramado pesado e abriu o marcador através de Valdívia, de cabeça.

    No segundo tempo, os pernambucanos melhoraram, especialmente por conta da saída de Vítor Júnior e entrada de Marquinhos Paraná.

    Definitivamente, Vítor Júnior não atravessa uma boa fase. O meia do Sport estava apagado no jogo. Com entrada de Marquinhos, a seleção estadual passou a pressionar o adversário, mas ser oferecer perigo ao goleiro Felipe (que entrou no lugar de Diego no segundo tempo).

    Os paulistas resolveram apostar no contra-ataque e conseguiram marcar o segundo gol novamente através de Valdívia.

    A curiosidade ficou por conta do técnico da seleção pernambucana, Charles Muniz, que fez poucas alterações no intervalo de jogo e só resolveu mexer no time após os 42 minutos do segundo tempo.

    Post do Blog do Torcedor. – Desentrosamento da Seleção Pernambucana, com NOVE jogadores da leoa?
    Fala sério, né?
    E que bola horrível e desnecessária tava na camisa de Pernambuco?

  11. Leonardo Jr.
    11

    Eu é que não perco meu tempo acompanhando uma pelada dessas…

  12. Marco - de Natal/RN
    12

    Acho que o pessoal deve chegar junto, se associar ou se manter em dia. Já li por aí que tem um monte de gente que atrasou o pagamento da mensalidade. Os mesmos que queriam anistia pra voltar a ser sócio.
    LAMENTÁVEL!

    Depois querem cobrar da direção.

    Cada um que faça a sua parte. A minha eu estou fazendo: sou sócio em dia com o Clube mesmo morando em Natal.

  13. Leonardo Jr.
    13

    Eu também sou Sócio em Dia!

    Colaborem!!

  14. Manoel Valença
    14

    Oi Gente,

    Passou uma reportagem no intervalo do jogo entre PE x SP. Ricardo Rocha, um grande ídolo nosso, foi contratado por 10 pares de chuteiras, 10 bolas e um conjunto de camisas.

    E deu certo ???

    Gostei da raça e da vontade de César Baiano, Miro Bahia e Cláudio. Enfim, fé no que virá.

  15. ERICK RAMO
    15

    Moro em São Paulo. Estive em Recife no feriadão do dia do trabalho e, como não poderia deixar de ser, fui ao Arruda acompanhar o Santinha e aproveitar para pagar as mensalidades em atraso (já que os boletos bancários nunca chegaram por e-mail). Sabem o que aconteceu? Só pude pagar uma mensalidade, pois o sistema estava fora do ar! Estava em manutenção!
    Como um clube que vive sem dinheiro coloca seu sistema de informática em manutenção no dia de um amistoso, sabendo que muitos iriam ali para fazer o que todo o sócio e torcedor deve fazer? É MUITA INCOMPETÊNCIA!

    Saudações Tricolores,
    Erick Ramo

    Sócio que tentou ficar em dia e não conseguiu pela incompetência do clube.

  16. Caro Erick,

    Não houve incompetência da diretoria neste caso, pois o sistema não estava em manutenção. Ocorre que alguns funcionários da informática foram demitidos um ou dois dias antes do amistoso, por questões que não nos cabe discorrer, pois se tratam de assuntos internos do clube, e, coincidentemente, o sistema saiu do ar.

    Alguns torcedores com conhecimentos de informática, voluntariamente, tentaram emergencialmente resolver o problema, mas não obtiveram sucesso.

    A diretoria está se empenhando em resolver o problema definitivamente nos próximos dias.

    Infelizmente, algumas adversidades só acontecem com o nosso clube. Estará o universo conspirando contra nós?

    Saudações cósmicas,

    Dimas Lins

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *