Um patrimônio de jogadores

jogadores

Quero começar dizendo o seguinte: concordo com FBC no que se refere à avaliação de nosso desempenho no Pernambucano: “Não ficamos satisfeitos com o desempenho no Pernambucano, ficamos em terceiro, 17 pontos atrás do Sport, dez do Náutico. O Santa Cruz é um clube grande, tem obrigação de ser campeão, de voltar à Série A”, disse, para em seguida continuar: “Estamos longe do ideal e por isso precisamos mexer no time, não entendo por que alguns jogadores não gostaram. É normal fazer uma avaliação para decidir pela manutenção de alguns e pela saída de outros”, disse (Coralnet). Nossa campanha foi fraca e sou daqueles que acham que o padrão de comparação não pode ser os últimos campeonatos, quando chegamos em sétimo, oitavo, sei lá. Nosso referencial deve ser nossa história e essa diz que temos de brigar por títulos. Sempre.

Por isso ainda, seguindo a lógica do raciocínio, sou a favor das mudanças no elenco. Mais: não admito que jogadores do nível que temos fiquem “botando banca”. Acho absurda a discussão difundida pela imprensa sobre a propriedade ou impropriedade da atitude do presidente, quando o mesmo chamou parte do elenco para uma conversa. E daí? O clube chama quem ele quiser. Quem não foi chamado, aguarde sua vez. E se não interessar ao clube, adeus. Tem o direito de receber o que lhe é devido e só. Acho covarde e inaceitável, por exemplo, o ato de Marcelo Ramos que, após rescindir e acertar com o Ipatinga, saiu dizendo-se chateado com “aquele dia” e colocando a torcida contra FBC.

Hoje, já são quatro jogadores que foram embora: Marcelo Ramos, Wagner, Zuba e Thiago Matias. Para mim aconteceu o melhor. O único dentre eles que merece algum destaque é Ramos. Mas é velho demais para se investir muito nele, sobretudo em nossa condição atual. Quanto aos outros, Zuba e Wagner são fracos e Matias é mediano. Os dois primeiros, era obrigação nossa demitir. O último é facilmente substituível. Pelo que acabei de dizer sobre Ramos, desvio para o que de fato quero argumentar.

O Santa precisa urgentemente entender que patrimônio não se restringe apenas a concreto, gramado, cadeiras, refletores, etc. Parte fundamental do patrimônio de um clube de futebol é a “posse” de jogadores. Temos de começar a ter nosso elenco. A forma de conseguir isso é revelando jogadores e atletas ainda desconhecidos. Some-se uma política criteriosa de multas rescisórias. E, nesse aspecto, discordo do trabalho da diretoria. Não fizemos o aproveitamento devido dos jogadores da casa. Insistimos com jogadores, caso de Adilson, por exemplo, inferiores aos que já possuíamos. Temos de produzir jogadores, ser referência no mercado e sabermos negociar! Não dá para entregar jogador de graça a vida inteira… Quer jogar no Santa Cruz? Pois bem, haverá uma multa de tanto. E ponto final.

É preciso que façamos dinheiro, que levantemos recursos com negociações de jogadores. E isso nunca vai acontecer de continuarmos do jeito que estamos: contratando jogadores por empréstimo, de qualidade duvidosa, preterindo nossos pratas-de-casa e sem exigir qualquer multa rescisória em caso de abandono do clube. Essa política é suicida.

Para a série D, façamos um elenco que mescle jogadores revelações (de Pernambuco e do diabo a quatro) e jogadores criados em nossas divisões de base. Há nomes para serem explorados já: Miller, Tiago Henrique, Gilberto, Yuri, Jéferson, Thomas Anderson. Nunca é demais recordar que, nos últimos anos, quando apelamos para a prata-de-casa, tivemos retorno. Em 1999, subimos à primeira divisão; em 2007 tiramos a invencibilidade do Sport; e em 2008, evitamos o vexatório rebaixamento no Bode Rouco.

O Internacional, por exemplo, tem uma meta de uma grande negociação por ano: Sobis, Pato… Acrescentou uma competente campanha de sócios e tornou-se um clube invejável. É preciso que comecemos. Nunca é tarde (será?). Começamos o ano errando no futebol, terminemos no caminho certo. Daí, juntaremos as grandes conquistas dessa gestão no patrimônio físico, ao lento, contínuo e inacabável processo de criação de um patrimônio de jogadores.

31 Comentários

  1. Paulo Aguiar
    1

    Caro Sr. Josias de Paula Jr,

    Belo comentário. Precisamos, urgentemente, olhar com mais carinho para a base. Sou, por natureza, um crítico. E, foi com base nas críticas passadas, que te digo que as condições físicas de trabalho dos meninos da base melhoraram muito. Ainda estão longe do ideal, mas o passo dado já foi grande.

    Não vejo com bons olhos, a princípio, esta levada (8 jogadores) que devem vir de São Paulo. Resta saber como será feito o contrato.

    Sobre o desempenho do time, sou de pensamento igual a você. Eu fiquei irritado quando FBC disse “Estamos satisfeitos com o trabalho que vem sendo feito. O Santa Cruz está em terceiro na tabela, com quase dez pontos de vantagem frente ao quarto colocado. Ano passado, por exemplo, o time ficou em sétimo. O desempenho está sendo satisfatório, mas sempre queremos mais” (está também no Coralnet). Ou seja, em uma hora ele diz que está satisfeito com o 3º lugar, outra hora não. – Eu nunca ficarei satisfeito. Então, que desempenhos melhores venham.

    Discordo apenas da tal “reunião” de FBC com um grupo restrito de jogadores. O motivo é simples: discutir questão salarial com 9 jogadores (quando devem a todos os outros) é falha grave, na minha opinião. E, o pior, foi o segundo erro grave na questão salarial. Da primeira vez a diretoria queria pagar o salário APENAS dos jogadores que viajam (acho que para Serra Talhada, não lembro). Os outros receberiam depois. Existe isso?

    Ah, discordo também do Thiago Matias. Desde quando ele foi contratado eu falei aqui no TC: é um jogador que terá propostas pra sair. Ele joga bola e é de grupo. Não é a toa que foi titular na maior parte do campeonato passado da série B quando ajudou a subir o Santo André.

    Abraços!!!

  2. Fábio Belmino
    2

    Parece redundante e antigo o discurso apontado por Geó nesse texto, mas na verdade é atualissimo e nunca constatamos que o clube esta trilhando este caminho.
    Esse ano não foi diferente o nosso treinador preteriu os da casa e valorizou outros pernas de pau, tudo bem que a qualdade dos nossos é duvidosa, porém me recuso a acreditar que são piores que Adilson, Vagner, Helder, Host etc. etc. etc.

  3. André Tricolor Virtual
    3

    Muito bom o texto, parabéns!

    Acredito que a Série D possa servir de ‘vitrine’ para os bons valores do Arruda. É importante, que
    à partir de agora os ‘jogadores da base’ tenham o status de protagonistas dessa competição que não será fácil! É colocar os meninos pra jogar, pois dessa maneira, se valoriza o jogador, dá a oportunidade dos mesmos adquirir experiência e confiança!

    Abraços a Todos!

    >>> VIVA SANTINHA !!!

  4. Na teoria, ao menos na teoria, Thiago Matias se despediu, mas continua fazendo parte do grupo, pois tem multa contratual até o fim da Copa do Brasil. A princípio pensava que a multa estava vinculada à participação do Santa na Copa do Brasil, depois soube que não.

    Isto quer dizer que Thiago Matias tem contrato até o fim do ano e multa até junho.

    Acabo de ouvir uma entrevista de Capella na Rádio Olinda, onde ele confirma a sua saída do Santa.

    Embora ele confirme ser adversário político do Fernando Silva (Coral Investimentos) no Santos, informou que sua saída não tem nada a ver com ele. Mas insinuou que ele não entende de futebol, talvez um pouco de economia e de marketing esportivo.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  5. IH! Essa reunião vai render…..

    “É normal fazer uma avaliação para decidir pela manutenção de alguns e pela saída de outros”. Concordo.

    Porém, a reunião deveria se restringir à diretoria e à comissão técnica e, em seguida, com a situação de cada atleta definida, comunicar formalmente a cada um deles quem estaria dispensado e quem ficaria.

    A outra alternativa seria fazer a reunião com todos que estavam sendo avaliados e não com uma parte deles.

    Nos moldes em que foi feita ficou um clima de indefinição, especialmente por que alguns dias antes havia uma história de 10 nomes em uma lista de dispensas e, logo após, tanto o técnico quanto o presidente falaram em manutenção de 12 ou 13 jogadores dos que foram contratados.

    Como resultado dessa estratégia, e se não houve uma conversa esclarecedora com os excluídos, poderemos enfrentar o Vasco com um time que não sabe se vai ou se fica. Dentro de campo o resultado poderá não ser dos melhores……

  6. Quanto às divisões de base, meu primeiro e único texto publicado no TC e trocentos comentários corroboram com a tese defendida por Geó.

  7. Erick Ramo
    7

    Depois de ler e reler os vários comentários e textos publicados aqui e no blogdosantinha, parece-me que não foi um verdadeiro erro de FBC, PORÉM o processo poderia ter sido conduzido de forma um pouco diferente. Talvez uma decisão muito empresarial em um meio que ainda não está acostumado com isso…

    Em relação ao Capella, prezado Dimas, acredito que a opinião dele contra um adversário político não deve ser muito levado em consideração. Tenho vários amigos santistas aqui em São Paulo que não querem ver Capella nem com altar de ouro… Vou procurar saber o que eles acham desse Fernando Silva…

    []’s
    Erick Ramo

  8. Para a série D, é aproveitar da base o que for possível; não cometer erros do tipo Adilson, Juca, Wagner, Hudson, Willian, Juan Felipe….. e muito trabalho.

    Como não haverá jogadores diferenciados na disputa da série D, prevalecerá o coletivo. Subirão os mais bem organizados.

  9. Nós vamos subir esse ano! Tenho Fé no Mais Querido. Simplesmente não é possível mais frustrações. Nós não merecemos. A base sempre será uma saída. Mas até para usufruir dessa virtude é preciso ter a virtude de lançar os garotos com naturalidade, condições de trabalho e mais 2 ou 3 jogadores mais rodados e calibrados pela técnica.

  10. josias geó de paula jr
    10

    Só quero reforçar um aspecto, caso não tenha ficado devidamente claro no texto. A base é um componente importante, o mais importante, nesse projeto de construir um patrimônio de jogadores. Mas haverá sempre jogadores que “descobriremos”, que jogarão no Santa porque este é um clube grande e possui enorme força de projeção. Esses, no futebolo atual, só podemos segurar com contratos bem feitos, com multas rescisórias dignas, ou seja satisfatória para o clube. Temos de voltar a fazer dinheiro com transações.
    Aplicando isso para a atual fase, fala-se que contrataremos Neto Maranhão, Fabinho, Júnior Xuxa etc etc. Ótimo, caso sejam bons jogadores. E acrescento: e que sejam feitos contratos que dificultem a saída dos mesmo do Arruda e, quando o desligamento for inevitável, que traga dividendos significativos aos nossos cofres.

  11. josias geó de paula jr
    11

    Desculpem os erros: “ou seja, satisfatórias para o clube…”

    “a saída dos mesmos do Arruda…”

  12. Paulo Aguiar
    12

    Caro Sr. Josias de Paula Jr.

    Concordo em relação a questão contratual. Sinceramente, talvez, no estágio atual, ela consiga render mais do que a própria valorização da prata de casa.

    Em outras palavras, o ex-presidente da Coisa chegou a fechar as categorias de base do seu time. Hoje, está funcionando normalmente. Mas, não revela ninguém. Ciro não vem da base; Kássio, vem da base do arruda; Moacir, não vem da base. Estes três são os maiores benefícios e exemplos do time do mangue. Mas, todos tem contratos bem amarrados!

    Abs

  13. joãozinho
    13

    olha, qual o bom jogador que vem jogar num time de série D, com multa rescisória?
    olha, acho q a gente tem q ter conciência que viramos time pequeno.

  14. Acabou agora o julgamento de Márcio e do juiz cabeçudo:
    http://justicadesportiva.uol.com.br/gmsonline/index.asp?idtribunal=1#

    19:16 RESULTADO DO JULGAMENTO: POR UNANUMIDADE DE VOTOS, DESCLASSIFICAR A INFRAÇÃO DO TÉCNICO DO SANTA CRUZ, MÁRCIO BITTENCOURT PARA O ARTIGO 186 II, APLICANDO 60 DIAS DE SUSPENSÃO. POR MAIORIA DE VOTOS, SUSPENDER O ÁRBITRO PATRÍCIO ANTÔNIO E O TÉCNICO DE JUNIORES DO SANTA CRUZ, WILTON BEZERRA, POR 120 DIAS, AMBOS POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 185 II DO CBJD.

  15. Thiago Teixeira
    15

    Marcelo Ramos foi um belo de um escroto, é a segunda vez que sai do santa por causa única e exclusa de dinheiro. A diferença foi grande de salário? Foi, mas se achar no direito detonar com a diretoria para justificar sua decisão.
    Atitude como esta enfraquece o clube e dificultam as negociações.

  16. Joãozinho pôs o dedo na ferida.

    Mas, falando de bases:

    O Santa teve o ataque mais positivo do campeonato de juniores com 77 gols marcados.

    Gilberto foi o artilheiro com 23 gols, Yuri ficou em 3º com 16 e o meia Ibson marcou 9. Juntos, os três atletas, promovidos recentemente para o profissional, marcaram 48 gols.

    Miller marcou 4 e Thiago Henrique 2. Ambos participaram de poucas partidas, pois passaram um bom tempo fazendo número no elenco profissional, ao qual foram reintegrados.

    Resta saber se esses atletas terão uma sequência de trabalho e serão efetivamente aproveitados ou se ficarão, mais uma vez, guardando o lugar dos “reforços”.

  17. Marcos Costa
    17

    O Santa Cruz tem que investir nas categorias de base, construir um CT, enfim. São muitas as ações necessárias para formar novos talentos.
    E isso leva tempo – mas são necessárias ações de imediato nesse sentido.
    Senão vamos ficar eternamente importando jogadores do interior de SP – que com certeza não são os melhores.

  18. Paulo Aguiar
    18

    Joazinho,

    A questão não é a multa rescisória. São duas coisas importantes: Salário e Tempo de contrato.

    Multa rescisória já está em desuso.

    Agora, o que não podemos fazer é “benefício rescisório”. Ou seja, é criar cláusulas para que o jogador saia antes do contrato, sem pagar nada ao clube.

    E, contrato bem feito, não depende da série, do estágio do time. O jogador Kássio, da coisa, em 1 ano saiu do Santa sem pagar nada e no outro ano teve seu “passe” estipulado em R$ 5 milhões. E hoje irá disputar uma série B.

    Abs

  19. geraldinho
    19

    pow, como eh que vamos ter bons contratos na base, se naum temos nem dinheiro para o profissional?
    todo mundo sabe que eh importante trabalho de base, tah todo mundo cansado de ouvir essa conversa. a bronca eh ter dinheiro para investir na base e conseguir concorrer contra a coisa. eh simples: zeh piaba eh um jogador do karai lah do açu do rn, aí vai santa e sport atrás dele, pow, o time que tem mais dinheiro vai levar. aconteceu assim mesmo com moacir.
    falaram aí de kássio, ele naum era profissional qdo saiu do santa. saiu pq naum tinha contrato. mas ali era na epoca do cabeçaum.

  20. Milton Santos Jr.
    20

    Pelas informações que tenho, o pessoal da base do Santa Cruz é o que tem de mais organizado no CLube. Talvez fosse interessante, Geó, conhecer de perto o que eles estão fazendo.
    No mais, precisamos de jogadores experientes no grupo para esse troço chamado série d. A torcida já está ansiosa agora, imagina quando começar o torneio da morte. Isso tem que ser compensado com liderança dentro de campo para o time não se contaminar: um volante, um meia , um zagueiro, rodados, mas com fôlego (Ramon e Marcelo eram perfeitos, mas isso é passado).Bastante jogo áereo para superar os tapetes em que vamos jogar, muito chute fora de área. Assim, bons cruzadores, bons cabeceadores, bons chutadores de longa distância e cobradores de falta. Muito preparo físico. Vamos pegar times sem estrutura nesse campo, mas a motivação de aparecer contra o Santa vai ser a maior de todas. Portanto, paciência para vencer alguns jogos no segundo tempo.

  21. Geraldo Tricolor da Iputinga
    21

    E essa conversa sobre a reunião não para nunca. Ocorreu algum erro? Se realmente ocorreu, foi mínimo junto a todos os fatos acontecidos nos últimos dias. É valorizar demais uma atitude que se errada, a diretoria já teve tempo de sobra para avaliar e se for o caso, nortear ações futuras. Decepcionante foi a atitude do Marcelo Ramos com as declarações inconsequentes.
    O importante é saber o que está acontecendo dentro do clube, mas sem as tradicionais especulações e valorização do lado negativo mesmo que seja formado por pequenos fatos.
    Aliás, o grande assunto da semana deve ser: as novas contratações, a notícia da implantação da nova loja de material esportivo e o jogo de sábado, afinal estamos ou não com saudade de ver o Santa jogar. Então todos ao Arruda sábado para o clássico Santa Cruz x Vasco.

  22. joãozinho
    22

    olha, paulo aguiar, para fazer contrato tem que ter dinheiro para pagar. o santa cruz não tem dinheiro nem para pagar aos profissionais.
    olha, é triste, mas é a verdade. hoje não passamos de um clube intermediário. veja, não estou falando na história e na torcida.

  23. josias geó de paula jr
    23

    Caro Joãozinho, claro que há jogadores que querem jogar a série D! Tanto é assim que estamos contratando desde o começo do ano. À execeção de Marcelo Ramos e Tiago Matias, os demais jogadores estão presos ao clube por multas rescisórias. Exemplo: Márcio Barros – você pode até achar ruim, mas foi um dos artilheiros da equipe – por que ainda não saiu do Santa? Simples, seu contrato prevê uma multa de 1 milhão!! A Ponte Preta já desistiu de contratá-lo. Não tem nada de absurdo nisso. Nesse caso, por exemplo, a diretoria está de parabéns.
    Caro Milton, sei sim do trabalho de Fred Arruda à frente da base. Aliás, não falie mal da gestão da base. Agora, veja bem, não adianta nada a base ter um bom trabalho se os jogadores não são aproveitados no profissional. Tem que começar de fato a haver planejamento para o aproveitamento dos garotos.

  24. Paulo Aguiar
    24

    Tricolor joãozinho,

    Discordo do não ter dinheiro para pagar. Fernando Silva ganha R$ 50.000. Mais do que arrecada o Conselho Deliberativo do Santa. Capella foi contratato por R$ 35.000 e Márcio Bittencourt ganhava R$ 45.000. E o dinheiro para pagar eles… tem?

    A base TODA do santa custa 50 mil. É barato.

    A torcida do Santa, via tcn e ingressos, injetou no clube mais de R$ 1.200.000 LÍQUIDOS em 4 meses. (fiz estas contas com base na receita líquida do TCN + com o número de socios). Náo levei nem em consideração as outras fontes (patrocínios, camarotes, cadeiras, etc….). O problema é que o ROMBO é bem maior.

    Se formos mais realistas no orçamento, teremos melhores resultados. Por isso, acho correto esta nova metodologia que FBC está querendo aplicar.

    Sobre a situação atual do Santa, concordo. Não é intermediário não. Intermédiário é o Salgueiro que está na série C.

  25. Luiz Ferraz
    25

    BOA IDÉIA!?!EU COMPRARIA!!

    MARKETING -JOGO DA SELEÇÃO – VENDER CAMISA EM ALUSÃO AO JOGO EM JUNHO!!!

    Tava pensando aqui, bem que a gente podia fazer uma camisa ,n precisa ser cara n…mas só p arriar com os chiqueirinhos…tipo o escudo do santa (em vez do preto e vermelho dentro do escudo,colocaria verde e amarelo,e as delimitações em azul…)
    e depois um desenho estilizado do arruda,só com as delimitações tb(formato,mas moderno) na parte de trás,com os dizeres…Eu posso!!

    A diretoria poderia arrecadar dinheiro com isso…
    ou colocar a bandeira do brasil nas cores tricolores…e por a data,e vender as camisas nos dias próximos ao jogo,seria uma boa jogada p ganhar mais um dinheirinho…
    Afinal!Se não fosse o mundão, quando veríamos a seleção!? uheauhauhae
    abração!

  26. O trabalho de Fred e demais componentes da equipe responsável pelas divisões de base está sendo bem feito, dentro das possibilidades atuais do Santa.

    Havia muito tempo que o Santa não fazia sequer uma campanha decente no campeonato de juniores. FEz um primeiro turno sensacional, mas, perdeu os dois clássicos e ficou fora da disputa pelo título.

    No segundo turno o negócio desandou, o time não foi mais o mesmo e mudaram o treinador. Mostrou sinais de recuperação quando já era tarde – ganhando, inclusive, o clássico contra a coisa.

    O problema é a relutância do departamento profissional em aproveitar os garotos.

    Desde a era diminutiva eu venho assistindo ao mesmo filme: contrata-se um monte de porcarias, dispensa-se as porcarias e joga-se sobre os ombros do pessoal da base a responsabilidade de segurar as pontas.

    Depois, quem tem idade volta para os juniores e quem estourou fica fazendo número no elenco principal, esperando para dar lugar a novos contratados.

    Deu M**** de novo? Apela-se para a rapaziada da casa, que fica esquentando o lugar dos próximos contratados, mais uma vez.

    Como formar um bom profissional dessa maneira?

    Na era FBC pelo menos eles recebem a merreca em dia, a concentração foi melhorada e ninguém tem que jantar pão com guaraná.

    Com o perdão pelo repeteco, teria sido bem melhor para o time e para a contabilidade do clube se eles estivessem no lugar de Adilson, Willian,Juca, Juan Felipe, Wagner, Hudson e outros, já dispensados, que engrossarão a fila dos reclamantes na justiça do trabalho.

  27. josias geó de paula jr
    27

    Paulo, que danado é tcn? Não entendi o cálculo.

    Luiz Ferraz, a idéia é boa. Só lembrar que o mais correto é estilizar o escudo do Santa, pois, em tese, é proibido mexer com símbolos nacionais, tais como a bandeira.

  28. Luiz Ferraz
    28

    Josias,
    Não é só se usar o escudo para formas agressivas não?ou se manchar a imagem da bandeira nacional,no meu ver,isso seria uma honra para eles,e eles deviam nos pagar…=D

  29. Arnildo Ananias de Oliveira
    29

    PREÇO DE INGRESSOS: grandes equívocos

    Não vou falar nem dos 5 e 10 reais do amistoso de sábado próximo: isso é preço de jogo no campo do Cacique aqui próximo.

    Dez e quinze reais não diminuiria nem aumentaria o público que se fará presente, sábado próximo, no Arruda. Seria EXATAMENTE O MESMO. O resto é demagogia barata. Tá me cheirando a época de um ET de cabeça enorme que passava o dia jogando merda no ventilador, lá pras bandas do Arruda. Para com isso gente! Onde já se viu fazer FUTEBOL PROFISSIONAL a 5 reais ?

    Porém, o que queria falar mesmo é sobre o fato de ter sido preterido à CBF, a Organização do jogo da Seleção, no Arruda e s entgue à FPF, a organizção do evento. O Presidente da FPF já fala em algo como 50 REAIS o ingresso: ISTO É RIDÍCULO !

    A Coisa cobrando mais de 80 paus pra se ver um LDU da Vida num chiqueirão daqueles e um BRASIL X PARAGUAI, DISPUTANDO A LIDERANÇA de uma CLASSIFICATÓRIA PRUM MUNDIAL a esses preços!

    Ora, não sejemos hipócritas, nesse tipo de jogo, temos como ÚNICA FINALIDADE ANGARIARMOS O MÁXIMO DE GRANA possível pro nosso minguado cofre, pra nos mantermos por 2 ou 3 meses nesses tempos de vacas “magérrimas”. Outra, seria, é claro, além da divulgação Mundial dos melhoramentos do Arrudão, tentarmos convencer O PODER DECISÓRIO que o Arruda é, na atual conjuntura, o palco mais VIÁVEL para a provável escolha de Recife como sub-sede da Copa .

    O PÚBLICO não será majoritariamente da torcida pernambucana, nem muito menos do nosso tricolor, aí sim: pelo preço PROIBITIVO do ingresso pra grande massa das bandas de cá. O público-típico par umjogo dessa naturza será, com raras exceções,COMO SEMPRE, de “filhinhos de papai”, mais aquinhoados, de todo N/NE do Brasil. Aquele mesmo público que paga, sem pestanejar de 300 a 500 paus, pra ver um show de um Iron Man da vida. A tribuna já é seqüestrada de cara, para convidados VIP. Conselheiro vai é pra cadeira dele mesmo (se tiver).

    Portanto, olho aí Diretoria: é só 10% que fica pra nós: 60 mil a 50 dá 3 milhões e, portanto, 300 mil LÍQUIDOS. A 100 reais, já SERIA O DOBRO.

    E pensar que aceitamos todos os desmandos da CBF “calados” só pra patrocinarmos tal jogo (com previsão de “embolsarmos” algo em torno de 1 milhão LÍQUIDOS).

    Sou a favor que tão logo após este evento, a não se confirmar o Arruda como a sub-sede da Copa em Recife, que comecemos a “peitar”, INTELIGENTEMENTE e sem açodamento,algumas mazelas por esse Brasil afora (à exemplo do TRIUNVIRATO Máfia C13-CBF-Rede PLIN-PLIN), procurando aliados ESTRATÉGICOS evidentemente, pois termos que perder mais o QUE ?

    Volto a relembrá-los: 50 mil sócios PERENES em dia a 20 REAIS dá 1 milhão/mês ou 12 milhões ano. A Coisa Maldita “parte” DE CARA com 14 a 18 milhões ano, da Máfia do C13, SEM NENHUM ESFORÇO. E não se enganem: por razões óbvias, com um quadro social bem mais forte.

    Como esquecer isto? Minha formação é DE EXATAS e não tiro isto da cabeça TODO SNTO DIA: ou entramos ou MORTE AO C13!

    QUE DEUS NOS AJUDE, MAIS DO QUE NUNCA

  30. Arnildo Ananias de Oliveira
    30

    Quanto aos PRATA DE CASA, autêntico Patrimônio Tricolor, tem mais uma coisa: ou nos tornamos GRANDES EM TODOS OS ASPECTOS ou mesmo que se faça contratos de 200 anos com um THOMAS ANDERSON da Vida, o que adianta se o Vasco quizer comprá-lo por exemplo após um amistoso desses ?

    Ganhariamos dinheiro se se paga 10 reais por mês ao mesmo ?
    Evidentemente que 10 reais é força de expressão mas quero me ater a uma simples equação matemática: salário X tempo de contrato. Não adianta o tempo tender pro infinito se o salário tende pra zero. ntenderam né ?

    QUE DUS NOS AJUDE MAIS DO QUE NUNCA

  31. Milton Santos Jr.
    31

    Ok, Geó. Concordo. Por isso seria importante ter alguém da casa supervisionando esses “detalhes” com critérios estritamente técnicos. Agora mesmo, estão trazendo jogadores jovens desconhecidos. Espero que alguém da comissão técnica os tenha aprovado, pois jogador jovem é uma aposta de alto risco, até quando vem de São Paulo e Atlético-Pr, quanto mais quando vem da série A3 do paulista. Aí reside ponto de interesse mercantil que me incomoda. O Santa ainda é uma vitrine e uma porta aberta e barata para se ganhar dinheiro por esse mecanismo. Um campeonato ainda que da série d no Santa Cruz com uma torcida desse tamanho, vai dar mídia. então é isso que os aproveitadores querem. Se o jogador dá certo, o dinheiro vai para o apostador.E um cara que não valia 10 mil, vai passar a valer 500mil em 6 meses (pense em negócio mais rentável do que esse). Se der errado, a gente é que experimenta o prejuízo, até por preterir valores nossos que poderiam despontar, um irremediável custo de oportunidade. Então, é isso que vc falou, aproveitar os da base com muito critério ou outros que surjam com algum potencial, mas que nesse processo o Santa veja a cor do dinheiro, pois é o Clube que dá o palco, a platéia e a mídia para funcionar a engrenagem

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *