O momento do Santa Cruz

Compareci na quinta ao lançamento da chapa Aliança Coral. As impressões foram as melhores possíveis. Chamam a atenção nesse grupo postulante a assumir o clube, a qualidade do projeto de gestão e o compromisso com princípios fundamentais para o soerguimento do Tricolor. A mim, tais qualidades não foram uma surpresa. Conheço os integrantes do grupo e sei de seu esforço de anos na reflexão sobre os problemas e soluções para o Santa Cruz. Isto é, a Aliança Coral tem projeto, e este é um excelente projeto – viável e exeqüível.

Outro aspecto importante é a consciência da necessidade de se alcançar uma composição com os diversos grupos de oposição. O presente do nosso clube clama por uma ampla mobilização de nossa torcida e de nossos sócios, e pela união daqueles que estão decididos a modernizar o Santa Cruz, profissionalizá-lo, afastar àqueles que se utilizam dele para se promover e galgar postos políticos. Precisamos unir todos os que desejam uma ruptura radical com essas últimas décadas marcadas pelo erro do amadorismo, personalismo, uso eleitoreiro do clube.

Não se trata aqui de desonrar pessoas. Sei que muitas delas agiram de boa-fé, com as melhores das intenções. Cito aqui os nomes de Raimundo Moura e Edelson Barbosa, como exemplos. Mas a forma de governar e gerir o clube foi sempre obsoleta, ultrapassada. O futebol atual não perdoa falta de profissionalismo. E estamos sentindo isso na carne, a custa de diversos vexames e episódios que deslustram o nosso Tricolor.

Mas nada está perdido, O Santa não morreu. Os planos da Aliança Coral, grupo capitaneado por Fred Arruda, são uma prova disso: ações de curto, médio e longo prazo, que passam pela geração de receitas, gestão do passivo, qualificação da marca Santa Cruz, campanha de sócios, recuperação patrimonial, maneiras de captar recursos com o patrimônio, prioridade nas divisões de base. Visão empresarial, empreendedora e, não menos importante, democrática. Um clube que volte a escutar seus torcedores, seus sócios, seus conselheiros, sua imensa legião de aficionados.

 É gratificante saber da existência de muita gente séria, que ama o Santa, disposta a ajudar. Alguns sendo lançados por seus grupos como candidatos a presidente: Fernando Veloso, Felipe do Rego Barros, Ramon. Apenas me parece que o momento é de Fred Arruda. Por quê? Porque é a liderança de um amplo movimento, renovador, possuidor de um sólido e consistente projeto; porque tem acumulada uma profunda reflexão coletiva sobre o clube; porque tem consciência da necessidade de aglutinar as forças vivas, democráticas e modernizadoras; por ser uma pessoa carismática e aglutinadora; porque tem experiência do desafio de administrar o clube, pois esteve “lá dentro”.

Seria uma grande conquista para o Santa Cruz a união desses setores durante o processo eleitoral que se avizinha e, sobretudo, durante a gestão dos próximos biênios. É legítimo, por parte de qualquer torcedor, ter pretensões de assumir cargos no clube. Mas há os momentos. Esse é o momento de Fred. Pensam assim eu e as cerca de 150 pessoas presentes ontem ao lançamento da chapa. Pensamos também da grande vitória que seria uma composição harmônica, equilibrada e responsável das oposições. A hora é de juntarmos forças. Quem sabe uma chapa que seja composta por uma combinação de alguns desses nomes citados? Pode-se ainda compor, unir, congregar. Tentemos, ao menos.

Pessoas como Jomar Rocha e Tininho teriam também muito a contribuir, acaso voltassem a pugnar por uma renovação das estruturas do clube. O Santa precisa de gente séria, que o ame. Seria bom tê-los do nosso lado. O debate sobre o passado travemos depois.

O momento é delicadíssimo, de sofrimento, de dificuldades enormes a enfrentar. Mas ainda há tempo de mudar as coisas, ainda há muita vida ao Terror do Nordeste. O momento é um enorme desafio, que vai obrigar a mobilização da massa coral. O timoneiro adequado para atravessar o nosso barco nessa tormenta é Fred Arruda.

13 Comentários

  1. Fabiano Pinheiro
    1

    De todos os candidatos que se apresentaram até agora, não vejo nenhum que melhor represente a vontade dos tricolores e que tenha maior chance de unir as lideranças corais em torno de um projeto para o Santa Cruz do que FRED ARRUDA. Cabe acreditar no desnudar de vaidades neste sábado, que possibilite uma composição da oposição decente do tricolor.

  2. André Tricolor Virtual
    2

    Parabéns pelo texto “Josias” ,

    Eu acredito muito nesse grupo, o que não podemos é continuar com um tipo de Gestão que DEVASTOU o nosso Clube acabando a auto-estima de muitos torcedores, ainda bem que muitos ainda estão na ESPERANÇA de dias melhores e sei que eles virão !!!!

    Abraços …

    >>> VIVA SANTINHA !!!

  3. wilton de souza junior
    3

    Entendo que realmente o momento é de união, mas não devemos trazer essa situação na base da emoção e sim na razão.
    Os chamados baluartes que levaram o satinha a essa situação devem ser afastados do clube, sem fazerem partes de qualquer diretoria a ser composta pela nova chapa, pois, se assim fizerem veremos a continuação da mesmiçe.
    Agora, seria interessante que Fred Arruda apresentasse os integrantes de sua chapa, bem como, os projetos que o faz se candidatar à presidência do Santa Cruz.
    Abraços de um Santacruzense de coração.
    Wilton de Souza Júnior

  4. Fabiano Pinheiro
    4

    Wilton, isso já foi feito na reunião realizada quinta feira no Sindserp. De qualquer maneira, o site http://aliancacoral.com.br/ está sendo construído para esse fim. Atualmente já está disponvel a carta de princípios. Em breve deverá estar disponível o projeto de gestão e outras informações de interesse dos torcedores.

  5. Fabiano Pinheiro
    5

    Wilton, isso já foi feito na reunião realizada quinta feira no Sindserp. De qualquer maneira, o site da alianca coral está sendo construído para esse fim. Atualmente já está disponvel a carta de princípios. Em breve deverá estar disponível o projeto de gestão e outras informações de interesse dos torcedores.

  6. Adriano Lucena
    6

    Belo texto.

    No ditado popular: “A União faz a força”, mas é preciso que essa união seja no mesmo sentido e, o mesmo sentido são idéias principais de gestão semelhante. Logo, não pode haver um ajuntamento de pessoas em prol de interesses diferentes.

    Se esses conhecidos baluartes são realmente baluartes. Façam um gesto de grandeza, pois até agora tem atuado de forma pequena e incompetente, e nem um deles é mais ou menos amantes do Santa Cruz do que qualquer um de nós. Então eu peço humildemente vão para os seus camarotes, fiquem em casa, cuidem dos seus negócios que todos nós sabemos que são cuidado de forma diferente de quando administraram o Santa Cruz…

    Pedido atendido, Amém!

  7. Enrique Pazo
    7

    Ótimas considerações. Deus queira que essa chapa seja encorpada com mais integrantes das outras facções da oposição e vença as eleições!

  8. Amigo Geó,

    Vou ter a ousadia de discorrer sobre alguns pontos do seu texto, pois entendo que o bom debate é o livre debate.

    Embora entenda a sua intenção – deixar claro que a forma de gerir o clube sempre foi obsoleta – não vejo razão na citação dos nomes de Edelson Barbosa e Raimundo Moura, a despeito da boa fé ou boa intenção. Suas administrações foram obsoletas e ultrapassadas. Ponto. A citação soa como um atenuante. Infelizmente, amigo Geó, não há atenuantes. Há apenas responsabilidades. Os ex-presidentes, todos eles sem exceção, envolveram o clube num modelo de gestão que só causou danos ao Santa Cruz. Nenhum deles foi capaz de reverter o processo retrógrado e colocar o clube nos eixos. Ao contrário, contribuíram para que este modelo se perpetuasse. Repito: entendi sua intenção, mas achei importante destacar meu ponto de vista: não há atenuantes.

    Também não acho que Tininho ou Jomar tenham alguma coisa a contribuir com o momento atual. E pouco importa em seus interesses em expiar faltas supostas. O mal que foi feito não será desfeito jamais. Eles contribuíram decisivamente, na gestão do futebol, para afundar o clube.

    Não tenho, pessoalmente, nada contra os dois. Até hoje, nas poucas vezes que tivemos contatos, sempre mantivemos uma relação de respeito e cordialidade. De minha parte, isto permanecerá inalterado. Ainda assim, não há como negar suas responsabilidades no período em que estiveram à frente do departamento de futebol. O pior time do Santa Cruz de todos os tempos foi montado sob suas tutelas. Caso, como diretores, não tivessem poder de mando, seriam apenas massa de manobra, o que não acredito. O fracasso foi incontestável e absoluto. Além do mais, houve o posicionamento político, tácito ou expresso, em favor da administração de Edson Nogueira, a mais desatrosa da história do Santa. Isso é muita coisa e ficará manchado em suas costas para o resto da vida.

    Infelizmente, boa fé não é salvo-conduto.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  9. Tricolores!

    O perigo ainda não acabou, o bate chapa não vai levar a lugar nenhum.
    Já tem candidato dizendo nas rádios que se Fred Arruda e Veloso forem candidatos “…eu sou melhor que eles…”, e outros dizendo que se Ricardo de Paula for “…eu abro mão da candidatura…”, ou ego desgraçado, é um verdadeiro Inferno Coral!(Esse nome dá azar)

    Tricolores esse câncer tem que acabar no Santa Cruz, chega de incompetência, demagogia e de divisão, o que esses candidatos que se dizem amar o Santa Cruz devem fazer, é realizar uma assembléia com todos os sócios, independente que estejam em dia ou não, e nela apresentarem um planejamento em conjunto com todos os grupos UNIDOS.

    Nesse planejamento deve constar a atual situação e o que será trabalhado para 2009. Ai vai ter alguém dizendo, mais o clube tem estatuto, agora me diga de que adianta se com ele estamos indo para a 4ª divisão nacional.

    Dessa maneira o sócio vai confiar na diretoria, e vai fiscalizar para onde está indo o dinheiro que é pago na mensalidade, vai ver como é fechado os novos contratos com os jogadores (acaba com a desconfiança como, por exemplo, o dinheiro da venda de Carlinhos Bala, Hugo, Jailson…). Agora pelo contrario continuaremos no mesmo abismo, “É ônibus e placar eletrônico que nunca chega” e pior e ver os nossos rivais ironizar e destruir a nova geração Tricolor.

    Precisamos da união da campanha “Queremos o nosso clube de volta”

    “O meu amor pelas três cores nunca acabará”

    Rafael Gonçalves
    Imbiribeira
    Recife/PE

  10. Marcos Costa
    10

    Concordo plenamente com a carta de intenção da aliança coral. Acredito também que vários candidatos de oposição sendo lançados simultâneamente será ruim para o processo. Correremos o risco de vermos Jatobá de volta, por exemplo.

    Por isso, a aliança não pode apenas apostar apenas no nome de Fred Arruda como presidente e aglutinador. Ela deve apostar principalmente num grupo forte de apoio como Ramon, Felipe, Fernando Velozo, etc.

    O que deve ser feito é um trabalho de convencimento das oposições de que os princípios da aliança são fundamentais para o ressurgimento do Santa Cruz como uma grande força do futebol regional e nacional.

    Esses princípios devem nortear o Santa Cruz nos anos vindouros.

    Parabéns à aliança pela iniciativa.

    Saudações tricolores.

  11. http://pe360graus.globo.com/esportes360/matler.asp?newsId=138484

    O presidente do Santa Cruz, edson nogueira, é um dos convidados do programa Lance Final deste domingo (31). Ele vai falar sobre a crise no clube, que demitiu o técnico Bagé e vários atletas esta semana, e a antecipação das eleições no Arruda.

    Sendo torcedor do Tricolor ou não, você também pode participar do Lance Final e da entrevista com Edinho. Basta clicar aqui e responder a esta pergunta: se você fosse presidente do Santa Cruz, o que você faria para salvar o clube?

    – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

    Taí a minha mensagem (envie a sua!):
    Se fosse o futuro presidente do Santa Cruz, agiria com transparência, fazendo prestação de contas regulares e atraindo assim investimentos, pois ninguém quer botar dinheiro onde não sabe o seu destino. Se fosse o atual presidente, renunciaria AGORA!

  12. Sei que para qualquer projeto precisamos de um ponto de apoio e vemos que Fred é esse ponto. Mas o mais importante é o projeto e não o nome do presidente inicialmente. O nosso clube precisa é de profissionalismo, o poder que é um perigo a qualquer administração deve ser o mais descentralizado possível. Não precisamos inventar nada, apenas seguir as regras da administração. O amor, a paixão deve ficar na torcida …… na administração o profissionalismo. Deveremos escolher a nossa chapa pelo projeto mais “pé no chão”, pois no momento o temos é muitas dívidas e uma série D de rendas e patrocínios muito baixos, além de um pernambucano muito difícil e um patrimônio sucateado. Sugiro uma união de tricolores que tenha experiência administrativa e que estejam dispostos a trabalhar a um baixo custo ajudando a chapa que for eleita. Vamos profissionalizar o nosso clube, nada de milagres.
    Sds corais.

  13. Espero e confio em DEUS que o nosso Santinha volte aos dias de glórias. E que nunca, nunca mais, apareça uma catástrofe para nós, chamada EDINHO…

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *