A boataria, o Conselho e FBC

santos-e-demonios

Parece que já está claro, para a maioria da torcida, que um dos grandes obstáculos do momento é derrotar a desinformação da imprensa esportiva de Pernambuco. Unha e carne com antigos e nefastos personagens da decrépita cartolagem coral. Mais do que denúncia, é preciso ações. Comentando o texto de Fred Dias – A cartilha, o quarto poder e o profissionalismo, publicado aqui no TC -, relatei fato ocorrido semanas atrás por iniciativa da Rádio Clube. Depois de dias seguidos martelando a idéia da necessidade de um “diretor interno” (e aqui me aproveito do comentário ao texto anterior, de Artur Perrusi; comentário número 17, de Geraldo Tricolor da Iputinga), na resenha do meio dia, uns tais de Roberto Nascimento e José Gustavo tiveram a ousadia de propor uma enquete por telefone, a fim de saber qual o melhor nome para ocupar o cargo que “controlaria” as ações de Capella e Bittencourt. Quais nomes sugeridos pelos digníssimos seguradores de microfone? Zé Neves, Romerito e Mirinda! Preciso dizer mais alguma coisa? Preciso dizer a quem interessa uma campanha visando alterar a estrutura organizativa do futebol do Santa, estrutura profissional montada pela atual administração? Não, não preciso. Sabemos todos a quem interessa.

Esse tipo de denúncia cada um de nós terá um exemplo. É bom e importante dividi-las. Mas passemos a outro ponto. Sabemos também que esse comportamento da imprensa faz parte de suas relações com antigas figurinhas carimbadas, “eternos abnegados”, “grandes lideranças”, “homens com grandes folhas de serviços prestadas ao clube” etc, etc… Devemos nos indagar: de quem é a responsabilidade do afastamento dessas figurinhas do Santa Cruz? De quem é a responsabilidade pelo fortalecimento do movimento de renovação, profissionalização e modernização do clube? FBC? A resposta é NÃO! Que FBC tem sua parcela de responsabilidade; enorme parcela de responsabilidade, claro que sim. Mas não podemos nem devemos nos eximir dessa tarefa. Desde a eleição que pôs no poder o diminutivo, emergiu no Santa uma mobilização democrática, unindo expressiva parcela da torcida, a qual se comunica através de vários sítios da Internet e que convive festejando na sede do clube, em confraternizações, excursões etc. Tal mobilização democrática objetiva o fim dos interesses escusos no clube. E é essa mobilização, da qual fazemos parte, que deve se intensificar, se organizar ainda mais e banir os maus tricolores do Arruda. Somos nós, por um complexo de articulações que não cabe discutir agora, que somos responsáveis pela consolidação da reestruturação coral. FBC é um importantíssimo veículo desse processo, mas não encerra nele sua totalidade.

Em qual arena, no presente, devemos centrar fogo em nossas ações? No Conselho Deliberativo. Devemos, por exemplo, estarmos muito atentos à reforma do estatuto. É preciso de uma vez por todas avançar, fazê-lo coincidir com a modernização em curso e extinguir – como bem propõe Ducaldo no comentário 20 ao texto de Artur – os cargos de “conselheiros beneméritos”, por exemplo. Podemos, já nos próximos dias, agir no Conselho politicamente (no bom sentido da palavra) e cobrar quem, entre os seus membros, está contra as medidas adotadas pela gestão FBC! Quem são os tais conselheiros que dão suporte ao comportamento da imprensa?! Façamos um ato de apoio à estrutura gerencial do futebol montada até agora, com a confecção de uma nota oficial do órgão, respaldando as ações da Presidência Executiva e rechaçando idéias que signifiquem retrocesso administrativo e político (a volta da LEF) dentro do clube. Eis, para mim, uma ação para o hoje. Um documento oficial do Conselho contra a boataria! O Conselho é a arena para enfrentamento desses atos desestabilizadores – e aqui estou concordando com o comentário 15 ao texto de Artur, do nosso grande Tricolor Coral Distante.

Por fim, FBC nos dá provas de que até o momento está bastante atento para onde sopram os ventos… A edição do último dia 27 do Diário de Pernambuco trouxe:

Santa Cruz // FBC não quer diretor da casa

Como a última palavra é do presidente do clube, Fernando Bezerra Coelho, a idéia de algumas lideranças corais de incluir no departamento de futebol um dirigente da casa não deve prosperar. Apesar de a discussão estar rolando há quase duas semanas, apenas ontem o presidente coral se pronunciou sobre o assunto. E, de cara, apesar de tentar ser bastante político nas palavras, deixou claro que essa iniciativa não lhe agrada em nada.

“Não vejo ainda qualquer razão para incluir ou realizar mudanças ou novas orientações no departamento de futebol. Temos uma linha de trabalho e ela passa pela profissionalização da área do futebol. Mesmo assim estaremos sempre abertos àqueles que queiram ajudar e cooperar neste processo de reconstrução do Santa Cruz”, disse FBC.

É necessário que façamos nossa parte e continuemos vigilantes e atuantes, exigindo sermos tratados como parte orgânica, inerente e fundamental da transformação por que passa o nosso Santinha. Não esperemos as coisas caírem do céu nem deixemos nas mãos de FBC, apenas, os destinos do clube das multidões.

25 Comentários

  1. Artur Perrusi
    1

    Cacetada! É isso mesmo!

    Mas não quero ser “parte orgânica”. Com o tempo pode cheirar mal, sei lá. Talvez plástico, quem sabe, já que plástico nunca morre!

  2. Assino embaixo.

    Observem essa nota do DP reproduzida por Geó. Notem que, mesmo quando admitem a verdade, eles ainda dão um jeitinho botar gosto ruim ou omitir algum detalhe importante.

    Em sua entrevista na CBN, que ouvi na integra, o presidente, além de rechaçar a tentativa de intromissão, mencionou mais de uma vez o nome de Fred Arruda – dirigente da casa – como o nome capaz de fornecer a Capella qualquer informação adicional que se faça necessária.

    Até por que o trabalho dos dois, um responsável pelo futebol amador e o outro pelo futebol profissional, é complementar.

    Então, já temos um dirigente “da casa” para dar uma mãozinha a Capella, se ele precisar.

    Portanto, não há vagas, com ou sem remuneração. Vão procurar uma lavagem de roupa.

  3. Fabiano Pinheiro
    3

    Só mudando um pouquinho de assunto, mas é porque o tema é urgente:
    Caros blogueiros,
    sei que muito ficaram aperreados com a foto de um burronegro no Maraca após o show da Madona, mas é bom que fique claro que aquelas marcas de gramado amarelado é da parte que fica embaixo do palco. No Arruda vai ser diferente (no mínimo isso deverá ser colocado como condição), pois o palco ficará como no show do Menudo, ou seja, atrás da barra. Além disso, aquele amarelado, segundo informação de proprietários de outros estádios (Morumbi, entre eles), em poucos dias de irrigação some e a grama volta a ficar verde.
    Existe show que coloca o gramado no meio do campo, como no caso do show da Madona, mas em outros o palco fica atrás da barra, como foi o caso do U2. No caso do Iron o Santa certamente colocará como condição que o palco fique atrás da barra.
    O show do Iron Maiden deve proporcionar algo entre 300 e 500 mil ao Santa Cruz. Não sei quanto é o valor, mas pelas cifras do show é algo em torno disso; de forma alguma será menos.
    Mas essa é a parte menor, pois o clube ganha muito mais por conta da divulgação que traz a marca Santa Cruz associada. Imagina 400 mil de publicidade com o nome do Arruda e do Santa Cruz junto. Imagina o quanto vai valorizar o espaço Arruda para publicidade. O ganho indireto é muito maior.
    Outra coisa, ninguém vai depredar nada. Por mais preconceito que se tenha, não há como achar que o público de rock que paga ingressos caríssimos seja mais vândalo do que o pessoal da Jovem. E a Jovem não entra aqui nos clássicos com a coisa? Então o Santa teria de deixar de realizar clássicos no seu estádio.
    Não tem essa de vandalismo, não. O show é cheio de seguranças, o contrato nos garante em caso de danos ao patrimônio etc.
    Agora imagina um acontecimento deste a gente perder pra Ilha.
    O Santa vai ganhar muito mais do que se pensa. Há ganhos diretos (consideráveis), mas muito mais ganhos indiretos (incontáveis) que combinam com o novo momento e a nova imagem de sucesso e modernidade que o clube quer passar.
    Já imaginaram a gente perder isso pra Ilha do Xié? Vão dizer que o show não foi no Arruda por que o estádio não presta, que o deles é o bom etc. Na verdade isso é o de menos, mas importa pela questão da imagem. Será a chance de eles restaurarem a imagem do estádio deles depois do caso da arquibancada rachada.
    Digo isso para que a gente defenda a realização desse show no Arruda. A gente só perde esse evento se quiser. Vamos apoiar o show do Iron no Arruda.

  4. 1- Qualquer grana é bem vinda, mas temos que pensar em termos de custo/benefício. O gramado e, principalmente, o sistema de drenagem e irrigação, demoraram 38 anos para chegar, além de custarem infinitamente mais caro do que R$ 500.000,00

    2 – Quero a palavra de um técnico no assunto. Nosso gramado não estará muito “novinho” para encarar as hordas metaleiras, mesmo com proteção?

    3 – A produção daqui se garante? Essa parte de cuidados com gramado, segurança e outros itens não são responsabilidade da banda. E não me consta que Pernambuco seja referência nessa matéria.

    4 – Confesso que não estou lá muito entusiasmado com a realização desse show no Arruda. Se alguma coisa der errada, por menor que seja, a notícia não será o show do Maiden (que eu até ouvia quando tinha 18 anos; hoje……

    5 – Estou me lixando pra coisa e barbie. Eles já detonam a gente de qualquer jeito, então, não fará diferença. É bem pior escutar ” quarta-divisão” no pé-do-ouvido….

    6 – A imagem do Arruda será restaurada e ampliada nacionalmente no dia 18 de janeiro de 2009. Se Deus quiser (com o perdão dos ateus-materialistas-leninistas&outros istas de plantão, mas, vou apelar mesmo), com a nossa terceira vitória no pernambuquinho. E com uma palinha do Reverendo Tsé-Tsé.

  5. Amigos,

    Não creio que o valor a ser pago pela produção do show seja de R$ 300 mil, quem dirá R$ 500mil.

    Um amigo de Brasília disse que o show do Iron Maiden no novo estádio do Gama saiu pelo valor de R$ 25 mil. Digamos que não seja isso para o Arruda. Digamos que o valor seja mais alto. Qualquer valor alto que se dê será menor do que o valor que vem sendo especulado.

    Conversei com algumas pessoas do clube, mas nenhuma me disse o valor. Mesmo assim, deu para perceber a surpresa nesta quantia altíssima.

    Agora, se afetará o gramado eu não sei. Também prefiro a palavra de um especialista no assunto.

    Quanto ao texto de Geó, tema principal do nosso comentário, a arena de nossos debates é o conselho. Mas lembro que o conselho exercita pela primeira vez a tal da democracia. Eu, pessoalmente, não acho que o CD já saiba lidar com ela. Somos incipientes em democracia no Arruda. Nossa república ainda não é independente de fato.

    Também não acredito que o presidente do conselho ou qualquer outro membro da diretoria vá propor coisas que possam causar mal estar com os diversos grupos políticos que atuam dentro do conselho. É claro que sairão boas propostas e modificações fundamentais, mas no que tange baixar o poder de fogo do LEF dependerá muito da ala independente e progressista do conselho.

    A luta será grande e algumas boas propostas certamente ficarão pelo caminho.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  6. Dimas,

    Eu também acho que, se concedeu lugar a esse povinho, FBC deverá, digamos, manter a mesma linha que tem norteado seus atos até agora.

    Mais uma vez, havemos de ter paciência e fazer nossa parte, como sugere Geó no último parágrafo do seu ótimo texto.

  7. Fabiano Pinheiro
    7

    ducaldo, tudo bem desconfiar da possibilidade de se prejudicar o gramado. Mas o sistema de drenagem???? Danou-se! Os caras vão cavar o chão por baixo da proteção pra arrancar, é????
    Eu sou Punk, nem gostar de Heavy Metal eu gosto. Mas eu gosto do Santa Cruz. E desconfio de uma posição em que qualquer clube do Brasil sonha em ter algo assim em seu estádio e só o Santa não? A gente tá certo e o resto errado?
    Por mim, se o gramado fosse completamente destruído (o exagero do exagero) ainda assim valeria a pena o show. pois o Gramado, meus amigos, se troca em 18 dias: 4 pra colocar a grama e 14 pra ela enraizar (vejam que o que demorou foi a colocação do sistema de drenagem.
    Tão falando do gramado como se toda a reforma estruturadora do clube fosse ele. E não é!
    Parece aquele car que compra o carro novo e deixa o plástico no banco pra não estragar.
    Se houver algum dano no gramado não será nada que não se conserte, afinal, Maraca, Morumbi, Beira Rio e outros grande estádios do Brasil recebem eventos deste porte e continuam com seus bons gramados. Sem falar nos estádios de fora.
    O que o santa vai receber diretamente vai um bom valor, sim, mas não é o direto o principal.
    Eu honestamente não consigo acreditar que o Santa vá deixar esse cavalo selado passar pela sua frente e não montar. Beira ao absurdo.

  8. Muito bom Josias, parabens pelo texto, faço de seus os meus pensamentos a respeito do assunto. E acresento: “Nós unidos jamais semeros vencidos”. Precisamos juntar nossas forças nesta proposta, pois a renovação deverá ser num todo. Fora LEF para sempre.

    Saudações Santacruzenses.

  9. Fabiano Pinheiro
    9

    Ainda sobre o Iron (desculpem o post fora do texto)

    “A campanha de rádio, TV e outdoor já está pronta e ao que tudo indica o Nordeste viverá três meses de Maidenmania. Só no Recife, serão 50 outdoors, e segundo a assessoria de imprensa do show, teremos “outras surpresas de grandes proporções”. Além de Recife, já é certo que as capitais e demais cidades importantes do Nordeste também vão receber sua cota de publicidade.”
    E o Santa e o Arruda podem ter seu nome em todas essa peças publicitárias. Sabem o valor disso?
    sabem a importância de um evento assim para a atração de investidores para a ARENA CORAL??????

  10. Fabiano Pinheiro
    10

    Quanto ao texto de Geó, tema principal do nosso comentário, como bem disse Dimas, o CD ainda engatinha em suas práticas democráticas. Realmente é através do Conselho que deveremos buscar o fortalecimento democrático do clube. Mas essa força motriz não deve surgir simplesmente a partir do Conselho e por conselheriros.
    Pra mim, a grande sacada do Santa Cruz, a grande revolução se dá pela participação de um bocado de gente nova através da organização nos mais diversos grupos e pela comunicação ativa facilitada pela internet nos seus blogs, sites e orkut.
    A informação passando sem a interferência da empren$a oficial, gerando debate, contraditório e unindo as pessoas que amam de verdade o Santa Cruz em torno de idéias e projetos e os aproximando cada vez mais do clube.
    Ocupar esse espaço é fundamental para que a LEF não encontre mais espaço para voltar.

  11. Roberto Gomes
    11

    O pessoal do Orkut precisa ficar mais engajado nesse Movimento de Conscientização do Torcedor Coral. Pouco se fala lá abrindo o olho do torcedor, alertando que nem tudo que a imprensa fala é verdade e que ela quer manipular o torcedor lançando inverdades para desestabilizar a gestão de FBC e trazer de volta os perdedores (LEFs). È preciso que essa onda se espalhe pela geral e arquibancada e todos esses meios de comunicação são importantes para que cada um, como um exército, faça o boca a boca para que chegue aos ouvidos do torcedor simples que não tem internet e acredita somente no rádio.
    Saudações Corais

  12. A drenagem foi um exagero, mas o gramado e o sistema de irrigação “computadorizado” , acho que não.

    Mais uma vez: a produção daqui se garante?

    E não esqueça que em março estaremos em plena disputa do segundo turno do bode-rouco 2009, que irá até o final do mês de abril.

    Os shows em outras praças esportivas acontecem, geralmente, fora da temporada ou quando há alguma pausa que possibilite a realização dos eventos.

    Essa história de ganho de imagem eu acho furada. Morumbi, Maracanã, beira Rio e outras praças esportivas não se tornaram nem mais, nem menos conhecidas pela realização de shows em suas dependências e sim pela disputa de grandes clássicos de futebol.

    Duvido que o estádio do Gama vá ficar mundialmente conhecido por causa de um show do Iron Maiden. O centro das atenções é a banda, que sempre faz suas apresentações em estádios do mundo todo. Você lembra de algum em especial? Algum ficou mundialmente famoso por causa disso?

    E considerando a quantia mencionada por Dimas…. Sei não….

    Se realmente for realizado em nosso estádio, paciência. Mas, o show que quero ver mesmo no Arruda é o do Santa Cruz.

    Mil desculpas pela divagação, Dimas.

  13. josias geó de paula
    13

    Dimas, Ducaldo e Fabiano, concordo com vocês quanto à incipiência de nossa democracia e dificuldades de rupturas drásticas. Mas, no texto, proponho uma ação concreta: solicitar do Conselho uma nota de apoio à estrutura gerencial no futebol posta em prática pela Presidência Executiva. Acho uma ação bastante plausível, não vai de encontro a ninguém diretamente e significa, em um mesmo ato, sustentação à linha de administração até aqui esboçada por FBC, expressão da opinião do órgão máximo do clube e instrumento contra a boataria da imprensa.
    Vários de nós somos conselheiros. Sugerir e articular uma tal votação não me parece algo de outro mundo… Pelo contrário, combate falsos interesses sem necessitar personalizar a discussão nem sequer fazer referências a grupos etc.

  14. Geó,

    Embora imagine que a própria diretoria não deva gostar nem um pouco da boataria da imprensa esportiva, o fato é que há um istmo entre a sua insatisfação e o desejo de manifestação pública.

    Os jogos com a imprensa são travados nos bastidores. Quem tem a caneta nas mãos pode ser responsável – e tratar os fatos como se devem – ou dizer o que quer pouco se lixando para as conseqüências (ou prevendo-as muito bem).

    Em relação ao Santa, a mídia esportiva tem dito o que quer por uma razão simples: estamos por baixo a um longo tempo.

    Mesmo assim, pelo que tenho observado do comportamento de FBC (o caso Capella reflete bem isso), duvido que ele vá para o confronto, ainda que seja através do conselho. Para FBC – imagino eu – este é o tipo de luta que não vale a pena lutar, pois a única forma de calar a imprensa é mostrando bons resultados, dentro e fora de campo. Se o Santa der certo em sua gestão, os boatos desaparecerão faltos de força.

    Talvez o desprezo à banda podre da imprensa surta um efeito mais devastador a longo prazo: a queda na audiência.

    O soerguimento do Santa Cruz será tão claro que não deixará espaço para disse-me-disse.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  15. felipe lins
    15

    bom,o que vou perguntar não tem haver com o texto.
    alguem pode me lembrar o que( lef?)lado escuro da da força?

    e quanto ao show de iron maiden,o santa cruz esta vacilando,com libertadores e tudo talvez a apresentação seja realizado na ilha da fantasia.
    não podemos perder esta verba extra!

    feliz ano novo a todos.

  16. josias geó de paula
    16

    Dimas, insisto: não é FBC que tem que querer bater de frente com a imprensa. É o Conselho! A ação do Conselho, inclusive, evita esse choque de FBC com a imprensa. Vai ser um sinal de “união”, para usar uma palavra cara aos repórteres. É uma forma não conflituosa (veja, não estou falando em o Conselho passar um pito na imprensa, contestar sua atuação etc; estou falando em uma nota de apoio à atual estrutura gerencial do futebol. E só) de fazer calar os boatos. São os conselheiros dizendo ao restante da nação coral e à sociedade pernambucana em geral: “Olha, estamos totalmente concordes com a Presidência Executiva. Pois, não há aqui nesse órgão “movimento” para colocar “diretores internos””.
    Não vejo problema em propor uma nota como essa. Não há desgaste para ninguém.

  17. Felipe,

    LEF são inimigos do mundo coral. Ex-presidentes incompetentes, nefastos e todos os canalhas e tolinhos que ajudaram o Santa ao longo dos anos a descer ladeira abaixo em direção ao fundo do poço. Destaque especial para as eminências pardas.

    Geó, conversaremos sobre o assunto apropriadamente com um copo de cerveja na mão logo mais. O debate sairá do mundo virtual para uma conversa na mesa de bar.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  18. olha, não sei. mas este show do iron no arruda pode trazer prejuízos não só no gramado mas no patrimõnio. olha, vou dizer, não vejo com bons olhos este show e acredito que a diretoria está fazendo o certo.

  19. Torcedor Coral Distante
    19

    Boa tarde, Torcida Tricolor Coral Santacruzense

    Boa tarde, Josias de Paula Jr.

    Ilustre Josias, desejo que a parte dos conselheiros que estão com o Presidente, com o Mais Querido e com essa Imensa e Fiel Torcida Tricolor Coral Santacruzense se posicione dentro dos limites permitidos pelo nosso estatuto e defenda e cobre dos outros conselheiros (LEF) uma postura mais decente para com o Presidente, com o Mais Querido e com essa Imensa e Fiel Torcida Tricolor Coral Santacruzense.
    Doravante chamarei a parte boa do nosso conselho de FBC (Força Boa do Clube).
    Boa sorte a todos!!!
    Desejo a todos e a todas que amam o Mais Querido Clube das Multidões um Feliz Ano Novo!!!
    Que 2009 seja repleto de muitas alegrias, Paz, Amor e muita Saúde para todos nós e para a família Tricolor Coral Santacruzense!!!
    Saudações Corais.
    Torcedor Coral Distante, mas sempre presente.

  20. Hilton Azevedo Barbosa
    20

    Também acho que o fato do Santa permanecer caindo consecutivamente desde 2005, quando ascendeu pela última vez, colabora. É como um cachorro sarnento, sem dono, abandonado à própria sorte, todo mundo se acha no direito de chutar, xingar e jogar pedras. FBC sabe das coisas, vai querer, como nós, bons resultados. E a imprensa, automaticamente, vai ter que reconhecer os avanços. Vivemos outro momento, temi o pior – que fechássemos de vez as portas. Agora, é começar a longa escalada e restituir a credibilidade que perdemos. Temos milhões dispostos a colaborarem, ou seja, muito mais do que umas centenas que querem evitar nosso renascimento.
    SANTA, SIMBORA!

  21. Luiz Ernane
    21

    Infelizmente vivemos em mundo de canalhas.

    É muito difícil não haver interesse pessoal em qualquer Presidente de executivo, é lamentável a disposição em administrar cofres alheios. Pensei até em uma hipótese quase absurda de realizarmos concurso para um conselho fiscal, atuando como um controle interno, mas falta estrutura legal e instrumentos para impor sanções em caso de trangressões.

    Enfim, precisamos confiar na honestidade das pessoas e acreditar que FBC é um visionário, mesmo que seu interesse em administrar um clube falido fosse um interesse em ser amado por cinco milhões de apaixonados (isso traria inúmeras vantagens pessoais).

    Alguém aqui conhece algum prefeito municipal honesto? Todos eles querem é ficar ricos, pegar a chave do cofre e meter bronca, Dimas que o diga, trabalha em um órgão responsável pelo julgamento de contas públicas, salvo engano.

    É a realidade do ser humano, eu reafirmo que há muito interesse em administrar um clube de futebol, sabem por quê? Não tem controle, olhem o último balancete divulgado (Novembro/2008), parece a divulgação de uma costureira de fundo de quintal.

    Eu apoio os senhores, mas eu desconfio.

    Saudações tricolores.

  22. Marcos Almeida
    22

    Saudações tricolores! Caro Josias, estou de acordo com seu pensamento, o grande fórum de debate tem de ser o conselho deliberativo, local onde pode geraras mudanças para profissionalização do clube, para evitar ações de aventureiros e amadores que tanto prejudiaram o clube, medidas que não permitam ações intempestivas do LEF. A propósito, pelo último balancete a contribuição dos conselheiros foi menor que no mês anterior, temos que ser vigilantes sempre e cobrar um conselho atuante em prol do Santa. Feliz 2009. Santa Cruz para sempre.

  23. felipe lins
    23

    iron maiden,mais uma vez volto a falar desta apresentação!
    não podemos perder esta oportunidade,falar que o estadio será destruido é um pensamento amador.o morumbi recentemente teve 3 dias rolando madonna e o estadio esta novinho.
    retirei um texto do blog de iuri,organizador do evento em recife.
    http://iurimoreira.blogspot.com/

    ”- Existe sim a possibilidade do show ir para a Ilha do Retiro. Sempre foi o desejo da Raio Lazer, mas existia o temor de um possível problema causado pelas pessoas que moram no entorno do estádio. A diretoria do Sport, entretanto, quer o show e garantiu que, quando o estádio foi construído, ele o foi para eventos esportivos e espetáculos. Além disso, os prédios não existiam naquela época. É mais ou menos o mesmo caso de Madonna no Morumbi, e tantos outros. Pessoalmente, acho que a diretoria do Santa está marcando touca e vai se arrepender amargamente de perder esse show para o Sport. Wembley faz, Maracanã faz, Morumbi idem. O que o Arruda tem de diferente? Ou será que os motivos são outros? De qualquer forma, isso se resolve ainda neste ano.”

  24. Caros irmãos de clube Fred e Josias,

    Parabéns pelos corajosos e belos textos que é senão o retrato da mais pura verdade.
    Sou apenas mais um anônimo apaixonado pelo nosso glorioso Santinha, clube que apredi a amar através de meu amado Pai desde lá pelos idos anos 70, que para minha saudosa, inesquicível e alegre lembrança vi jogar craques como Ramon, Nunes, Piu, Fumanchu e tantos outros craques.
    Essa manipulação da notícia e favorecimento a determinados grupos que nossa a imprensa tanto tem repetido e que vocês tanto comentam, isso há décadas vem acontecendo mas ninguém até hoje teve a coragem de revelar. É muito compreensivo porque idéias assim são logo rechaçardas e seus autores são prontamente condenados sob os mais variados adjetivos conhecidos, mas para quem tem apenas uma memória razoável, basta lembrar do campeonato que o megalomaníaco seu Homero, lá da banda da coisa, ganhou no “grito” em 2006 com uma ajudinha do vitalício e burro-negro Carlos A. Oliveira. E para ajudar ao nosso ilustre FBC a estirpar de vez este câncer que há muito nos contamina e que só nos traz prejuízo (quando conseguem alguma glória é mais por mérito da nossa imensa e apaixonada torcida, pois basta apenas um ano para eles destruirem todo o trabalho conquistado), é que proponho intitular esse nefasto grupo de ex-dirigentes de: TRAIDORES DO SANTA ou, por que não dizer autênticos ‘BURRO-NEGROS”, pois quem não está a favor das mudanças é um inimigo, e se é inimigo é um burro-negro.

    Fora os ex-dirigentes!

    Força FBC! Tome as decisões que tiver que tomar sem mêdo que nós os autênticos Tricolores sempre o apoiaremos.

    Com o SANTA contra tudo e contra todos!

    Feliz Ano Novo para todos!

  25. Paulo Gomes
    25

    Manos, façam uma campanha para essa torcida mudar de nome (inferno coral)eles simbolizam o que de pior aconteceu ao Santa, um inferno!!! eu espero que além de sair dessa (como está saindo), O Santinha dê bom exemplo com a sua torcida, esta seria uma entre as tantas medidas, que estão sendo tomadas, para torcer pelo seu clube ninguem precisa agredir o torcedor adversário, torcer pelo Santa não é torcer contra nenhum adversário, a não ser no confronto direto ou pelo título, a idade da pedra já passou…

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *