Virando a casaca

Casaca Euro-star - Masculina

Amigos, tenho que confessar, sou obrigado. Recentemente eu virei casaca. Não tenho nenhum problema em admitir. Futebol não vive só de derrotas e não tem amor que aguente tanta bordoada. É claro que essa decisão não foi tomada de supetão. Não, de forma nenhuma. Na verdade a decisão de virar a casaca sequer foi tomada. Foi algo que foi acontecendo e, de repente, eu já me vi torcendo fervorosamente para outro clube. Como se fosse o mais fanático dos torcedores. É preciso reconhecer também que eu já nutria alguma simpatia por este novo clube. Entretanto, só me dei conta disso, realmente, semana passada.

O caso eu conto como o caso foi

Quando cheguei à Espanha, na verdade antes de ir morar lá, eu me declarava um torcedor do Real Bétis Balompié. Não tenho a menor idéia de quando nasceu a simpatia pelo Bétis, mas sei perfeitamente quais foram os motivos. Fazendo uma comparação besta, o Bétis, acredito, é uma versão espanhola do Santa Cruz. Bem, uma versão um tanto melhorada, é verdade. É um dos clubes mais populares da Espanha, o 5º em preferência, ficando atrás apenas de Real Madrid, Barcelona, Valência e Atlhetic de Bilbao, nesta ordem. A torcida do Bétis, além de ser grande é tão apaixonada como a da sua versão brasileira, ou seja, os béticos são tão doidos como nós tricolores.

Além da grandeza da torcida, há outras características que aproximam os dois times. O Bétis é de Sevilha, capital da Andaluzia e uma das regiões mais pobres e discriminadas da Espanha. Em segundo lugar, o arqui-rival do clube verde e branco é o Sevilla, que, da mesma forma que o nosso principal rival, tem uma mania de grandeza desgraçada. O famoso come queijo de coalho e arrota queijo do reino. Tudo bem que o Sevilla está no seu melhor momento histórico e deve andar provando uns queijinhos melhores, mas a essência é a mesma. Portanto, também não é preciso dizer que, além de bético, virei um antisevillista convicto.

O problema, amigos, é que o Bétis também resolveu copiar o Santa Cruz nos resultados. O clube espanhol, na temporada passada, andou perdendo pra gato e cachorro. Como no futebol quem perde se lasca, a esquadra andaluza acabou rebaixada. Tudo bem que ainda é o primeiro rebaixamento, mas se algo não mudar politicamente ali dentro, pode ser o primeiro de muitos. Nem adianta discutir, o diagnóstico é esse mesmo. Desgraçadamente temos pós-doutorado em rebaixamento.

Na temporada passada, entretanto, comecei a perceber que paulatinamente eu tava mais preocupado com o Barcelona que propriamente com o Bétis. Eu já tinha uma simpatia grande pelo clube catalão, sobretudo por sua filosofia de jogo, além do mais, digo em meu favor, torcer contra o Barcelona da temporada passada era torcer contra o futebol. Cada derrota do Bétis era minimizada com uma vitória do Barça. Quando eles se enfrentaram, torci pelos dois.

Até que um dia percebi que algo realmente tinha mudado. Por acaso era a minha última semana na Espanha. Estava em um bar de Granada, semifinal de Champions, contra o Chelsea em Londres, um jogo que o juiz deixou de marcar uns cinco pênaltis para o clube inglês. O Barça perdia de um a zero e precisava empatar. Último minuto dos acréscimos e, no único chute que a equipe catalã acerta no gol, Iniesta inventa um golaço. Subi na mesa. Parecia que o Santa tinha sido campeão do mundo. Meus amigos ficaram tirando onda, dizendo que eu era o mais culé do bar. Respondi, sem (me) convencer, que era bético e que tava feliz pela vitória do futebol.

Pois bem, semana passada eu tava abestalhado vendo uma partida do Barça na TV, quando meu sogro perguntou já afirmando que eu torcia pelo Barça para compensar ruindade do Santa Cruz. Respondi brincando que o futebol de um era inversamente proporcional ao do outro. Caiu a ficha. Não me sobrou mais remédio que reconhecer que tinha virado a casaca. Troquei o Bétis pelo Barcelona.

No fim das contas, cheguei a óbvia conclusão que um Santa Cruz na minha vida já está de bom tamanho. Como sofrimento tem limite, arranjei uma forma de amenizar minhas dores futebolísticas. Se o futebol do Santinha ultimamente tem merecido uma nota zero, o Barça, por sua vez, merece um dez com louvor. A média, cinco, já é suficiente para uma aprovação. Assim, sou do Santa aqui, na Rússia e em Mogi das Cruzes, mas também sou do Barça, desde que não seja contra o Mais Querido, lógico.

O único perigo é o Barça começar a cair antes do Santa voltar a subir. Se isso acontecer, talvez seja obrigado a virar a casaca novamente. Quem sabe para o Real Madrid…

17 Comentários

  1. André Tricolor Virtual
    1

    Eita “Bosquímano”, também virei a casaca, semana passada passei a torcer pelo time do “Blog do Santinha”, mas, tem sido uma decepção , nosso amigo “Fabiano Pinheiro” ganhou a fama de “Lecheva Moderado” … e “Gerrá”, é um ‘beque parado’ que literalmente fica parado em campo, só corre quando sua mulher grita das arquibancadas !!!! “Sama” só dá chutão pra qualquer lado … (rsrsrs)

    Abraços !!!!

    >>>

  2. André Tricolor Virtual
    2

    … Tenho que fazer uma correção: O “Lecheva” do Arruda é do time da “Mega Liga Etílica” … foi mal companheiro !!!

  3. Fábio Belmino
    3

    SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA

    Atenção torcedores: Ao acessarem o estádio para assistirem o espetáculo de futebol fiquem atentos ao canhoto do ingresso que é entregue ao torcedor, no verso tem que informar que é a via do mesmo e em hipótese alguma recebam a via que deve ir para urna, caso o responsável negue entregar a via correta dirija-se imediatamente ao juizado do torcedor de plantão em cada partida e registre o ocorrido.

    Motivo deste relato: o canhoto do torcedor é a prova que assegura ao mesmo de qualquer eventualidade.
    No episódio do jogo inacabado contra o 13 inúmeros torcedores, inclusive eu, recebemos o canhoto que deveria ir para urna e ontem no julgamento da ação contra o clube de Campina Grande o mesmo derrubou nossa ação ( só ontem mais de 30 torcedores) alegando que o bilhete que apresentávamos não servia como prova, pois era o que deveria ir para urna.
    O Juiz informou que vai envir ofício aos clubes para que corrijam esta falha.
    E nós torcedores levamos mais um revés devido a incompetência e amadorismo, infelizmente, tão comum no Santa Cruz.

  4. Por falar em virar a casaca ontem torci pelo bostafogo. Pois é, o bota ganhou e empurrou mais pra baixo a coisa e a barbi.

  5. Fabiano Pinheiro
    5

    Andrezinho, caba safado, Perdi um penalty, mas havia convertido o meu penalty na fase anterior. E olhe que é porque tô jogando no sacrifício.

  6. Gaspar (Óia a Cobra)
    6

    Moderação vocês foram no mínimo chatos e exclusivistas no e-mail que me mandaram. A característica de um bom blog é a arriação, comentários inteligentes, divertidos, tudo é claro dentro de uma linha ética de moral e respeito, (ás veses exageramos um pouco, isso é normal e para isso existe moderação), ninguém precisa ser intelectual pra participar de um Blog de um time futebol. Quanto a qualidade e não quantidade citada no e-mail, qualidade mais ou menos, agora quantidade? que quantidade?
    7, 10, comentários??
    Sou tricolor, mas confesso estou me sentido estranho aqui.

  7. Arnildo Ananias de Oliveira
    7

    BOSQUÍMANO,

    E o Atlético de Madrid acabou é? Será q tem menos torcedores q o Betis?

    SAUDASANTA.

  8. Arnildo Ananias de Oliveira
    8

    O Bétis tem mais torcedores que o Atlético de Madrid? É isto mesmo?

    SAUDASANTA

  9. André Tricolor Virtual
    9

    >>> VIVA Barce(Santinha)lona !!!!

  10. Aline Moura
    10

    Real Bétis Balompié!!!!!! Nunca ouvi falar na minha vida. Vivendo e aprendendo.

  11. Bosquímano
    11

    Arnildo,

    é isso mesmo, pelo menos é o que garante a rede de tv “La sexta”, que transmite em aberto a liga espanhola.

    Aline,

    O Bétis chegou a ganhar uma liga nos anos 30 e participar de uma champions nesta década.

  12. Eduardo Ramos
    12

    Próximo estarei em Aracaju, terra de Nunes, Joãosinho, Mirobaldo, e tantos outros bons jogadores que honraram o Manto Sagrado Coral. A minha viagem impedirá de conhecer os craques que Dunga insiste em manter fora da seleção brasileira.

    Assisti pela TV Nova, os últimos 20 minutos do jogo de ontem. Infelizmente, o locutor não dizia os nomes dos jogadores. E Zé de Carmo, como comentarista de arbitragem é pior que na função de comentarista esportivo. Mesmo com 9 jogadores em campo, o Santa Cruz ainda fez o segundo gol e teve oportunidade para empatar. Pelo que vi, jogo muito fraco. Não sei porque ainda “experimentam” Marcos Mendes. Raras exceções, os jogadores que não tiveram futebol para classificar o Santa Cruz na Série D, têm que ser mandados embora. Chega de tantos experimentos. Ainda podem errar por mais 15 dias, pois a partir de novembro, os trabalhos têm que ser objetivados para formação de uma equipe vencedora e campeã. Vamos encarar nossos adversários diretos, devidamente rebaixados para a Segundona.

    Mudando de assunto: alguém sabe o motivo do Diário de Pernambuco omitir o Santa Cruz no caderno esportivo? Boicote que merece ser rechaçado pela assessoria de imprensa do clube.

  13. Eduardo Ramos
    13

    Esclarecendo o texto acima: os craques são os que mostram suas qualidades futebolísticas no Poeirão do Arruda, aos sábados.

  14. André Tricolor Virtual
    14

    “Dudu Ramos”

    A muito tempo que o DP não publica nenhuma matéria do Santa Cruz nos Domingos … Lamentável !!!!

    Abraços !!!!

  15. O Bétis já foi rebaixado não uma mas onze vezes. E não tem a 5ª mas sim a 6º torcida da Espanha, atrás do Atlético de Madrid.
    Saudações portuguesas de um torcedor do Belenenses, clube que ainda é o 4º português em resultados mas que já conheceu melhores dias…

  16. Bosquímano
    16

    Flávio, que o Bétis já havia sido rebeixado um monte de vezes eu sabia, apenas me referi ao último rebaixamento porque era o que tinha mais a ver com o texto. Há muitos anos que são apenas três clubes os que nunca cairam na Espanha. Os dois grandes e o Atlhetc Bilbao.

    Sobre o ranking das torcidas, a informação citada foi passada pela tv “la sexta” justamente no dia do jogo do Bétis contra o Barça, no Manuel Ruiz de Lopera.

    De toda forma, agradeço o comentário e correções. Volte sempre, desde que não seja para falar bem da coisa, nem da barbie, nem elogiar o LEF. hehehe

    Sorte para o Belenenses, ou para “Osbelenenses”como dizem os Espanhóis.

  17. Obrigado, Bosquímano. Já agora, o meu time se chama Clube de Futebol “Os Belenenses”, portanto os espanhóis dizem bem.
    Quem são a barbie e o LEF? 🙂

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *