É festa!

aniversario-do-tc-2013

Parte 1

Dezembro é tempo de rememorar a trajetória de Jesus Cristo na terra e de comemorar a família e as amizades construídas ao longo do caminho da vida. Dezembro também é mês de celebrar o aniversário do Blog mais diverso do mundo, no entorno do nome do Santa Cruz, o Torcedor Coral. Assim, com tanta coisa boa junta e misturada, o fato não poderia passar em branco neste importante período. Então, ficou decidido que a comemoração da equipe responsável pelo Blog seria, novamente, no meio da mata atlântica. Quem sabe receberíamos mais uma vez a visita da convidada mais ilustre – a cobra coral.

Durante a semana preparatória, Toy era o mais ansioso. Todo dia olhava para o céu, resmungava quando ele vertia pingos de chuva. Pedia, todo dia, que eu olhasse a previsão meteorológica para saber se ia chover no sábado 21. O negócio estava tão sério que cheguei a pensar em TOC, mas logo percebi que se tratava da popular síndrome do peru. Ele morreu três dias antes, com medo da chuva. Dimas ficou de fazer os contatos com os demais companheiros. Paulinho se apressou em confirmar presença. Perrusi anunciou presença todo animado com a perspectiva de por aqui encontrar não apenas a cobra coral, mas uma anaconda coral. Eu prometi fazer o bolo comemorativo. Expectativas no ar.

Chegou o grande dia. Devido ao tamanho do quintal não seria possível chamar a grande massa de irmãos tricolores como gostaríamos, mas por certo brindaríamos a todos e todas que participam das nossas rodas de conversa virtuais. Ducaldo foi o único que respeitou o horário marcado. Chegou exatamente às 11h30. Os demais vieram atrasados. Durante o trajeto até a mata, Murilo comentava com o taxista que estavam se dirigindo à casa da ex-psicóloga do Santa Cruz, que agora estava atendendo os participantes do TC, que tinham ficado com os parafusos trocados, nestes longos anos de limbo do mais querido. Enfim reunida, a cúpula do TC iniciou os trabalhos. A reunião mais informal e bagunçada de todos os tempos. A senha para os convivas entrarem na festa era apresentar cerveja ou petiscos; a feijoada estava garantida pelos anfitriões. Imagino que o povo só pensava em beber, pois as cervejas não paravam de chegar. Tantas que algumas foram parar na geladeira da casa, enquanto outras foram espalhadas, estrategicamente, pelo quintal em isopor e baldes de gelo. A manguaça correu solta no meio da canela. Todos vestindo o manto coral, sem ao menos ter combinado isto.

Parte 2

Não tive tempo de fazer o bolo, encomendei-o. No entanto, já passava do meio dia e nada de o bolo chegar, liguei para a minha irmã de coração, Ana Carla, pedindo que me salvasse. Como poderia eu deixar de cumprir uma promessa? Ana trouxe uma torta para fazer o papel de bolo. Ao chegar trocamos mimos, ela me deu uma bonequinha de Psicóloga e eu doei o poderoso anel da cobra coral; só assim agora poderíamos brincar de super gêmeas – ativar, nas horas de dificuldade do Santinha.

Não gosto muito de ficar em festa observando as pessoas no lazer; acho isto muito sem propósito, mas houve episódios que não puderam passar despercebidos e como fui convocada para fazer a resenha aqui vou eu. Fábio, do site Loucos Pelo Santa, veio, junto com a noiva, compartilhar da nossa alegria. Aline Moura, dividida, não queria perder o evento de jeito nenhum, mas precisava comparecer a uma confra do trabalho e, em plena efervescência da folia, saiu à francesa. Cobrão, de roda em roda, não parava de falar da Portuguesa e do advogado do Fluminense, defendia aquela causa com unhas e dentes; Paulinho, concentrado nas redes sociais, a cada notícia que via ou ouvia sobre o tricolor do Arruda anunciava as novas. Ensaiei uns goles de cerveja, foram exatos três copos, mas ao me movimentar pelo ambiente cheio de obstáculos e pés espalhados, comecei com minha costumeira mania de tropeçar e cair. Resolvi parar com a cerveja, pois meus pares poderiam confundir dificuldade motora com bebedeira. No toca CDs rolava MPB da melhor qualidade tipo Grande Encontro, mas a galera logo pediu para tocar o brega rasgado de Reginaldo Rossi, que apesar de ter vestido as cores dos três grandes times do Recife, torcia pelo Náutico. Foi a festa tricolor mais atravessada pela música de um alvirrubro que já vi. Cobrão só parou de falar da Portuguesa quando Ramsés Antonioni, que tem nome de craque italiano, começou a cantar bem alto as músicas do Rei. Logo formaram uma dupla de sucesso e não tinha jeito de parar aquele som, ia e voltava, sempre a pedidos.

Perrusi, de pé, parecia estar brincando de Mandrake, tendo a suposta pessoa que brincava com ele ido embora sem gritar cessa. Minha coluna doía só de acompanhar as horas passando e o cara estatelado feito estátua de sal. Não adiantavam meus pedidos para que se sentasse, mas eu sentei. No entanto, ele preferiu se curvar para conversar comigo, ao invés de se acomodar numa cadeira. Dimas fazia às vezes de dono da festa e era. Afinal o blog tão amado e respeitado tinha sido invenção de sua cabeça. Foi ele quem recebeu e fez as honras da casa aos dois diretores de futebol do Santa Cruz que compareceram ao encontro. Depois deles chegou Valda Colares e sua amiga Nara. Dimas ficou feliz, pois viu ali a chance de fazer um novo contrato para o seleto grupo de cronistas do blog, tudo pago em merreca como diz Perrusi. Conheci Valda pelas redes sociais e depois, pessoalmente, numa serenata em Olinda. Ela me deu o abraço mais gostoso que recebi no ano de 2013. Uma grande felicidade.

Cobra-coral-Santana

Parte 3

Quanto ao bolo de verdade, este só chegou altas horas da tarde; creio que a tricolora que confeccionou a guloseima pensava que se trataria de um aniversário de criança, e era. Viramos crianças após muitas doses da mardita. Contudo, como muitas pessoas precisavam sair para outros compromissos, propus quebrar o paradigma das festas de aniversário de só cortar o bolo no final. Dimas apagou a velinha que somava sete anos de muita labuta e dedicação. Esqueci-me de avisar a Toy que a festa continuaria depois de apagada a vela. Ele tomou banho e trocou de roupa. Quando o viu sem o manto coral Dimas tomou um susto e perguntou: isto significa que temos que ir embora? Claro que não, nos apressamos em desmanchar a má impressão. Daí pra frente Dimas entrou num processo persecutório, a cada gole de cerveja perguntava: vocês querem que a gente vá embora? E continuava martelando. “Recebi uma mensagem anônima dizendo que vocês não vão nos convidar no próximo ano, mas sou como a igreja católica, não aceito mensagem apócrifa.” Risos, risos.

Depois de ganhar de Toy a disputa de copo de cana, Felipe subiu no banco da mesa e passou a imitar um alemão declarando amor ao Santa Cruz, muitos risos. Violla, meu genro, fugiu da festa sem nos avisar, ficamos preocupados, pois ele estava pra lá de Bagdá e não seria prudente voltar sozinho para seu domicílio. Felizmente, ele chegou inteiro. Enquanto isto, Dimas e Valda cantavam músicas dos anos 70; houve discurso, declarações de amor ao clube das três cores. Lembrei-me que Aline compara umas bicicletinhas nas cores do Santa, confeccionadas por um artesão, para presentear os editores do blog, mas eu perdi as bikes. Não sabia onde as colocara, subi e desci as escadas da residência umas três vezes tentando encontrá-las e nada. Quase pedi ajuda ao nosso alienista para que me internasse, mas antes que isto acontecesse avistei-as penduradas no meio da mesa onde estávamos confraternizando.

Entreguei os presentes, contudo, talvez associando as bicicletinhas com as sacolinhas que distribuímos nos aniversários de criança, sempre no final da festa, Dimas voltou ao assunto que o incomodava. “É pra gente ir embora?”, perguntou de novo. Não. Retrucamos pela enésima vez. Eu alertei: não fale muito nisto, pois praga quando repetida muitas vezes pega. Ele se aquietava um pouco e pedia: “tragam as cervejas”. Só depois que fui arrumar a geladeira percebi que havia uma caixa de cerva guardada por lá, então, entendi porque ele insistia tanto no pedido. Será que ele poderia imaginar que escondemos a bebida para acabar o folguedo? Logo aquela que tinha a marca do Santa Cruz estampado na lata? Fiquei sem jeito, mas a meleca já estava feita. Sem a loira gelada, restou-nos a conformação. Demos as mãos para rezar; até os que se diziam não religiosos participaram do momento. Agradecemos a Deus.

Por fim, quando a lua já estava no meio do céu a galera resolveu chamar o táxi. Hora de partir; desligamos o som de Reginaldo Rossi e fomos para a rua; Perrusi não se conformava com a farrapada da anaconda coral. Ela não veio. Tratei de consolá-lo, avisando que a cobra já tinha feito a parte dela, quando nos visitou, no outro encontro, para anunciar que seríamos campeões da Série C. Respiramos o ar puro da mata; divagamos, estava difícil sair dali; o transporte chegou e os amigos partiram. A festa continuaria noite adentro, desta feita, num outro espaço, mas sem a magia daquele lugar.

Eu e Toy não conseguimos dormir naquela noite, passamos o tempo todo conversando sobre como era bom comungar de uma mesma paixão com tanta gente boa. Só o Santa Cruz para agregar tanta diferença e tanta diversidade e, também, só o mais querido para congregar nos corações santacruzenses sofrimento e felicidade. Que venha 2014, o tetra nos espera, assim como, todos os outros títulos que disputarmos; queremos continuar pensando no melhor. Então, boas festas a todos e todas, que a estrela do Natal, Jesus Cristo, continue iluminando nossas almas enamoradas por toda eternidade.

32 Comentários

  1. Rapaz, essa turma bebe muito, pensei que não iam dar conta de tanta cerveja.
    Que tarde boa danada! Tivemos até a presença de dois diretores do Santa.
    Um abraço para todos do grupo.

  2. Um FELIZ NATAL para toda a nação tricolor das bandas do Arruda e SE ES TRICOLOR DEUS TE ABENÇOE, se não es, paciência, Deus te perdoe.

  3. Feliz Natal para todos. Em especial para vc Santana Moura!
    Amigos, estou preocupado, talvez sem razão, com a falta de uma política de atração de recursos. Vejam o caso da barbie. Levou cacete de todo mundo. Teve a pior campanha de todos os tempos no brasileiro. Não ganha nem torneio início há dez anos. Foi protagonista da pior vergonha do futebol mundial. Tem 19 títulos em quase 45 anos. (Se não fosse o heroico Santa Cruz, a coisa de satã estaria ainda mais hegemônica). A philco (não confundir com aquela tradicional marca americna) pagou à barbie para ver seu nome desonrado por todo o Brasil 3 milhões de reais. Com tudo isso, aquela desgraça ainda recebe mais que o Glorioso Santa Cruz? Não podemos permitir isso. Boicote total a qualquer patrocinador “master” que investir naquela vergonha. Entrar na justiça se a sua cota de tv for minimamente superior à nossa. Santa Cruz deu um atrativo fenomenal à Série C. Viva Giap e Vica!

  4. Lixo completo e absoluto essas tal de prussian blue (parece que essas porcas fascistas e racistas estão meio arrependidas). Prefiro ignorar esse tipo de lixo. É melhor Mahler. Prefiro AC DC com Bon Scott. Vou tratar de comprar essa camisa de Thiago Costa. Alguém já disse aqui ele foi o nosso maior goleiro. Eu concordo. E olha que vi Luiz Neto e Jair jogarem. Fazer o que? Agente não teve uma philco para nos apoiar. Ainda ontem, fiz a mesma coisa para manter Mazinho.

  5. Paulo Aguiar
    5

    Santana,
    Que festança! Obrigado pela acolhida no Castelo Coral. Você é show.
    Toy, figuaraça! E viva o RICO, Santa Cruz.

    A fidelidade do seu texto nos fez relembrar a maravilha da confraternização do TC.

    Um detalhe importante, na hora de partir o bolo, nada de “Parabéns pra você”…. mas sim “SANTA CRUZ, SANTA CRUZ, JUNTA MAIS ESSA VITÓRIA…”

    Isso sim, é felicidade.

    • santana moura
      5.1

      Felicidade nossa de ter contado com sua alegre presença Paulinho! Felicidades, sempre!

  6. Feliz Natal !!!

    Ho,
    Ho, Ho, Ho,
    Ho, Ho, Ho, Ho, Ho, Ho, Ho!

    Que o aniversário de Jesus seja uma bênção para todas as famílias!

  7. Ricardo Cavalcanti
    7

    Que o nascimento do menino Jesus represente o nascimento de um homem novo em cada ser, para que possamos viver com mais respeito, paz e fraternidade!
    Que possamos viver o Natal durante os 365 dias do ano, em nome do respeito as nossas crianças e as nossas famílias!

    UM FELIZ NATAL A TODOS QUE FAZEM O BLOG CAMPEÃO!!!

    O MOMENTO SEMPRE FOI DE UNIÃO, AGORA MAIS DO QUE NUNCA!!!

    • santana moura
      7.1

      Ricardo, tudo de melhor pra você e sua família, você que compartilha conosco as alegrias e sustos do nosso Santa.

  8. Feliz demais com todos os amigos de meus pais presentes!
    Feliz Natal!

  9. Tribomjardim
    9

    2013 feliz…2014 mais ainda para nós…com dirigentes com simancol que agora jogam a responsabilidade do fico do nosso paredão para a torcida……fora que pagam mais aos empresariados do que os da casa como Renatinho….Feliz Natal e ano Novo tricolor para os guerreiros da Torcida e desse Blog vencedor……e só.

  10. Santana, entre panelas, preparativos & um tinto das terras do Douro, idas e vindas à cozinha (nos preparativos do Natal), leio sua crônica, ou melhor, uma organização linguística daquilo que foi a grande alegria de sábado, só tu mesma para dizer com tamanha propriedade o que é um encontro, um grande encontro, um encontro ancestral, um anelo de pessoas que comungam de tantas verossimilhanças. Ninguém, ninguém que não tenha estado lá, conseguirá sentir o que foi a magia daquele momento, proporcionado por algumas paixões: o Mais Querido, a música, a Serenata de Olinda, a concepção de vida, os valores, a ética, o respeito e a amizade… E ainda teve o Reiginaldo Rossi cantando, Tão Sofrido, seu paraíso no meio da mata atlântica, sua família linda, uma República Tricolor repleta de alegria. Algumas ausências foram sentidas, mas haverão outros encontros.

    Que 2014 nos brinde com mais momentos felizes como este. Um beijo grande querida e que o de melhor sempre nos aconteça!

    • santana moura
      10.1

      Eita, meus olhos marejaram de água, de alegria e emoção, benditas palavras, Dimas tinha razão escreves demais!

  11. rubemjunior
    11

    Um feliz natal a todos que fazem parte deste espaço.

    Deus abençoe a todos nós, que 2014 chegue repleto de vitórias a serem comemoradas com todos os amantes do Santa Cruz.

    Abraços a todos.

  12. rubemjunior
    12

    Santa Cruz: Renatinho não aceita reajuste proposto pela diretoria.

  13. rubemjunior
    13

    Linda essa matéria.

  14. Eduardo Ramos
    14

    A todos os Tricolores, um Natal de SANTA Felicidade!

    Uma observação: a foto é de uma cobra Coral falsa. Na verdadeira Cobra Coral, a cor branca não permite que as cores encarnado e preto estejam juntas.

    • Artur Perrusi
      14.1

      Vc acabou de destruir um mito. O segredo da falsa cobra coral é mais pra ser olvidado do que dito e anunciado. Assim, esqueçamos desse pequeno detalhe 🙂

    • santana moura
      14.2

      Discordo Eduardo, a cobre á coral verdadeira, pois a falsa tem a barriga branca e esta é toda colorida de dentro pra fora e de fora pra dentro em todas as direções.

    • Tribomjardim
      14.3

      Nossa cobra é a Ibibipoca,que tem haver com os o tamanho dos olhos….no norte ela não tem o vermelho…é cinza,preto e branco……já apareceu na minha casa e na do meu pai…….quase pica meu irmão….

  15. Artur Perrusi
    15

    Dois dias de ressaca… foi o preço da confra. Era um oceano de cerveja. Nunca vi tanta cerveja junta. Nos bebemos, caros tricolores. É um fato. Nesse quesito, não brinque conosco. Cobrão que o diga.

    As confras do TC estão se tornando históricas, principalmente porque é na casa espetacular de Santana e Toy. Dizer que a gente se sente em casa é ser injusto com a recepção do casal. Nós nos sentimos amados. É um carinho tão imenso que se espalha até pela mata atlântica. Os bichos da mata aparecem, incluindo as cobras-corais, para ver o paraíso etílico.

    (faltou a danada da anaconda coral, mas, na ressaca, vi até crocodilo debaixo da cama)

    Ainda bem que tem tua crônica, Santana, do contrário o alcool teria eliminado tudo da memória (hehe).

    E eu fiquei uma estátua de bebum.

    • santana moura
      15.1

      Eu ri demais, quando a noite avançava e a cobra esperada não chegava, alguém pegou a cobra de pano do painel do carro e colocou na entrada do portão, quanta ilusão e muito humor, é uma vez em um milhão que um bicho assim tão esperado comparece à festas!

  16. André Tricolor Virtual
    16

    Feliz Natal a todos amigos Corais.

    Dona Santana que comemoração maravilhosa!

    “Ante o golpe da ofensa, não te vingues. Perdoa. Esquecer agressões é garantir a paz. O vento quebra os troncos mas não destrói a grama. Uma só vela acesa vence o poder das trevas. Abraça na humildade a própria resistência. O revide é dos homens, o perdão é de DEUS.”

    Abraços a todos!

  17. santana moura
    17

    Perrusi você é encantador e um encantador… de serpentes. Foi a energia poderosa que brotou de sua mão na hora de apagar a vela que manteve distantes os animais ofídicos que costumam passear por lá! rsrsrsrsrs

    • André Tricolor Virtual
      17.1

      Dona Santana,

      O que assusta nosso nobre Cobrista Artur é as baratas de asas.

  18. Reportagem interessante nessas épocas de tapetão pra todo lado:

    http://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2013/12/justica-comum-se-torna-ultima-cartada-de-clubes-mas-gera-discussao.html

    Boas Festas e um ótimo 2014 a todos!

  19. Vladimir Biro Biro TOSA Arcoverde/Maceió
    19

    Atacante contratado pelo santa pingo.http://www.youtube.com/watch?v=OEAVivhj6do

  20. O STJD, unanimemente, acaba de selar o recurso da Portuguesa. A Lusa foi rebaixada, diga-se de passagem, do ponto de vista jurídico, MERECIDAMENTE, como já vinha dizendo antes!

    • Agora bora ver se Luluzinha tem peito de entrar na justiça comum e impedir o início das séries A e B… nas séries C e D todo mundo faz o que quer porque a CBF não tá nem aí.

  21. Tá dificil…contratar atacante reserva do ABC. Melhor renovar com DM9 ou dar chance de vez a Wagner sub-20.

    • André Tricolor Virtual
      21.1

      Coral,

      É bem difícil mesmo.

      É o Santa Aposta Futebol Club. É aguardar se vai dar certo. Precisamos vê-lo jogar para sabermos de seu potencial

      Ainda acho que existe a necessidade da contratação de um jogador de “nome” para animar a Torcida e deixar o elenco mais forte.

  22. Será que o presidente da Portuguesa vendeu a sua vaga na primeirona ao Fluminense mandado escalar um jogador irregular?
    Soube que era seu último ano de mandato e não se dava bem com os torcedores da lusa.
    Investiguem que nesse mato há coelho!
    Quanto ao santinha, temos um novo contratado: Pingo ou será um Pinguço. Vai fazer uma boa dupla com o Dênis (caso renove).

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *