Santa Forte é o Santa do Povão

 

Não tem quem não fale do Santa Cruz e não cite sua torcida. Pode ser um desses raros casos em que a criatura superou o criador.

Poucas torcidas no Brasil têm similaridades com a torcida do Santa Cruz, não apenas pelo seu tamanho ou condição social. Mas, sim, pela forma como a paixão nasceu, pela luta que sempre trava  contra o preconceito, pelas vitórias que conseguiu, pelas derrotas que superou e pela força que tem. É algo difícil de explicar, ainda mais quando se sente parte dela.

O que estou falando não é algo novo, ainda mais para quem é pernambucano ou conheça minimamente o futebol do estado. Logo, qualquer ação feita em um clube como o Santa Cruz tem que ser pensada, primeiramente, nesse perfil de torcedor.

Depois de um segundo semestre de 2016 catastrófico, e que ainda perdura as consequências até os dias atuais, o Santa Cruz resolveu desprezar quem o fez grande ao longo dos seus mais de 100 anos: a sua torcida.

Não é preciso nem lembrar da crise econômica que o País passa, com a maior taxa de desemprego da história, nem tão pouco desconhecer que o futebol necessita de dinheiro. Mas, para um clube que não nasceu rico – inclusive que já esteves prestes a fechar as portas – e que não foi escolhido para fazer parte da “elite” financeira do futebol brasileiro, o único caminho sustentável de sobrevivência é via torcida! É através do tripé ‘torcedor, vitória e administração’, que se faz um clube vencedor, no sentido mais amplo da palavra.

SantaxPaysandu

Santa x Paysandu. “Amistoso” Asa Branca. R$ 5,0

Pois bem, ainda em janeiro, na “primeira” apresentação do time após a vice-lanterna da série A, cerca de 15 mil torcedores foram ao Arruda pagando um ingresso de R$ 5,0. O público presente foi inesperado – para aqueles que desconhecem tudo isso que citei acima. Mas, ignorando a sua própria história de inclusão, que sempre foi uma característica do Santa Cruz, o clube passou a cobrar o preço de R$ 40,00 para o torcedor ir assistir ao jogo na arquibancada superior; comumente o local mais barato (e pior) do estádio. Se não quisesse pagar esse valor, o torcedor era “forçado” a se associar (na verdade, a ser “doador”) e antecipar pagamentos. Precisa ser pouco inteligente para saber que a atração de sócios não pode ser feita através da força, principalmente, quando boa parte da torcida simplesmente não pode ser “doadora”. Cabe ao clube atrair a massa. Incluí-la e não forçá-la ou excluí-la!

A massa coral, a que me refiro, é o torcedor apaixonado, mas “liso” financeiramente. É  este torcedor que, proporcionalmente, contribui mais! É esse torcedor que faz sempre questão de assistir ao seu time, que é o último a sair e o primeiro a chegar nos momentos difíceis!

Antes do jogo contra o Itabaiana-SE, o maior público que tínhamos conseguido colocar na arquibancada superior foi de 300 (TREZENTOS) torcedores em um clássico contra o Sport cobrando R$ 40,00. Isso mesmo, cerca de 300 torcedores em uma arquibancada que suporta, ao menos, 15 mil pessoas. Essa foi a forma que o clube escolheu para se tornar o “Santa Forte”. Em um público de 12,4 mil pessoas, cerca de 300 torcedores (menos de 2,5%) foram para a arquibancada superior. Ou seja, arquibancada vazia, mas com seus custos financeiros (segurança, banheiro, bar…) e imateriais (exclusão do povão).

SantaSport

Santa x Sport. Arquibancada Superior vazia

Obviamente, algo estava errado. No Arruda era comum os relatos dos torcedores que diziam que não tinha dinheiro para ser doador do clube nem para comprar o ingresso. Mas, o clube do povo ignorava.

Finalmente, no jogo contra o Itabaiana-SE a política de exclusão foi alterada! Houve uma redução de 75% do valor do ingresso. O preço baixou de R$ 40,00 para R$ 10,00. Na arquibancada superior o público foi de 6.400 (SEIS MIL E QUATROCENTOS) – 30% do total do estádio. Em resumo, o povão voltou!

SantaItabaiana

Santa x Itabaiana. Arquibancada Superior do Povão

No borderô oficial do jogo (Santa x Itabaiana-SE) não foi computado nenhum ingresso vendidos pelo Plano de Sócios Todos com o Santa Cruz – o plano de sócio de até R$ 30 mensais, o mais barato. O plano forçava o torcedor “liso” a se associar caso quisesse acompanhar o Santa Cruz no Arruda. Não sei os números de sócios dessa categoria, mas os resultados vistos no estádio já demonstram que a política para este torcedor não foi a adequada.

Novamente, precisa ser pouco inteligente para saber que o Arruda é grande, tem espaço para todos, de todas as classes sociais, e que o povão está sem dinheiro!

Feito esse desabafo, vem o aplauso. Primeiro por ter revisto sua política, admitindo o erro. E segundo pela campanha lançada recentemente da “Arquibancada Móvel”. Uma ideia simples, já feita anteriormente, mas que agora foi incrementada com a venda de ingressos. Ir atrás do seu torcedor é função do Santa Cruz! Os que debocharam da campanha certamente desconhecem que cerca de 75% da torcida coral ganha até 2 salários mínimos mensais. Ou seja, 3/4 da torcida não tem dinheiro para pagar um plano de sócio-doador, mas ama o Santa Cruz e quer ir ao Arruda. Cabe ao clube convidá-lo e dar oportunidade ao mesmo de participar.

Desde o nascimento do Santa Cruz, que a torcida coral escreve a sua história. Sem a torcida, o Santa é fraco.

Essa campanha foi um ótimo passo para trazer o torcedor de volta! Afinal, o Santa Forte é o Santa do Povão!

SantaCampanha

O Santa vai até o Povão!

 

Com ingressos para todos os gostos e bolsos, trazer o povão de volta ao estádio é muito mais do que ser contra a “elitização” do futebol, é sim, devolver o Santa Cruz a sua torcida.

Para não dizer que falei da semifinal do Pernambucano: o Santa enfrenta o time de melhor campanha do Hexagonal, o Salgueiro. Somente com o apoio da massa, tem chance de ir em busca do título. Com essas medidas tomadas, o povão estará ao lado do time.

Agora é com os jogadores..

TRI…

 

5 Comentários

  1. Fred Arruda
    1

    Acho as atuações do Santa Cruz em 2017 pra lá de sofríveis. Mas isso não importa agora. Chegaram as decisões, e precisamos mostrar a força do nosso clube: time de garra + torcida apaixonada. Vamos pra cima de Salgueiro, Sport e o que mais vier pela frente. Nesse sábado, é Arruda lotado e pressão no adversário. E eu estarei lá!!!

  2. André Tricolor Virtual
    2

    Isso Paulo,

    Acho que o valor simbólico de 10 reais pro Anel Superior deveria ser mantido até o final da Serie B resgatando o povão, excluído com o fim do Todos com a Nota.

    Claro que a ação “casadinha” a 15 reais pra acompanhar o Santa contra o Salgueiro e coisa foi muito bom. Hoje se percebeu a Arquibancada Superior com bom público. Sem contar que muitos torcedores compraram no “Arquibancada Móvel”, trazendo facilidade e comodidade.

    Como falou Fred acima, jogo sofrível, onde criamos algumas boas oportunidades, vamos bem na defesa e na bola parada. De 1 em 1 a 0 vamos chegando longe. Foi pouco mais não deixa de ser fantagem pro novo embate lá no Sertão.

    VIVA SANTINHA !!!

    #auauau

  3. André Tricolor Virtual
    3

    *vantagem

  4. André Tricolor Virtual
    4

    Parabéns ao Salgueiro!

    Time covarde que joga por empate, abdica de atacar com um ataque que já não presta, apenas pediu pra apanhar. E poderia ser de buchuda.

    Alírio que admiro e reconheço algum esforço, ficou tanto tempo afastado, sem dá entrevista, na oportunidade que tem, acaba cometendo a ousadia de falar em títulos, esqueceu ele o elenco fraquíssimo, limitado (ataque zero), que temos ??

    Eu achava melhor Eutrópio voltar pro sul do país, é um bom caráter, maos fraquinho como técnico. E olha, leva David, Everton Santos … (!!!!)

    Perdemos renda (estamos com salários em dia dos jogadores e funcionários, com isso dinheiro não é problema), de quebra, perdenos público para a Copa do BR, e agora é esperar a eliminação na Copa do NE. E o que esperar da Série B? Melhor nem pensar!

    VIVA SANTINHA !!!

  5. marcelo almeida
    5

    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, perdeu a bola…
    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, perdeu a bola…
    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, perdeu a bola…
    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, caiu pra marcar falta..o juiz mandou seguir…
    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, perdeu a bola…
    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, perdeu a bola…
    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, perdeu a bola…
    Lá vai o Santinha…Chuta pra frente, FALTAAAAAAAA…Dessa vez não foi gol..
    AÍ É FODA!.. foi azar…

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *