Preocupante, muito preocupante!

triste-vida

Decisão do 2º turno do Campeonato Paraibano de futebol de 2009. Os finalistas eram Treze e Souza. Na primeira partida da decisão, o Souza (treinado por Reginaldo Sousa, atual técnico do Treze) estava vencendo por 2 x 0 e com jogadores a mais em campo, visto que o Treze já estava com vários jogadores expulsos. De repente, um jogador do time do Treze cai em campo. Resultado: fim de jogo. Com um número menor que o permitido para continuar, o juiz dá o jogo por encerrado. E o placar ficou em 2 x 0 para o Souza.

No jogo da volta, em Campina Grande, o Treze ganhou por 2 x 0. E, como jogava por dois resultados iguais, sagrou-se campeão do 2º turno do Campeonato Paraibano.

Mas, deixemos a conclusão desta análise para mais tarde. Vamos falar do amistoso entre Santa x Treze, sábado no Arruda.

(….)

Sábado, tive a alegria de assistir ao primeiro tempo ao lado de Fred Arruda e o segundo tempo, ao lado de Josias, Bosco, Dimas, Claudemir. Conosco, estavam mais de 10 mil torcedores mal tratados pela direção do Santa Cruz.

(Prefiro não comentar sobre este assunto, por motivo de educação. Vou me deter apenas ao futebol apresentado pela equipe do Santa, afinal, estamos prestes a iniciar o campeonato da série D).

– Preocupante, muito preocupante!

Foi esta a sensação que senti após o jogo. Depois de dois meses com Sérgio China treinando a equipe, espero que Alexandre, Leandro Camilo, Gobato e Reinaldo comandem o time dentro de campo e não esperem pelos conselhos que vêm do banco.

O time não tem esquema algum. Quem assistiu o jogo em Campina Grande ou no Arruda pode facilmente comprovar isso.

O jogador mais caro do elenco coral, o goleiro Gustavo, agarrou muito quando era jogador do Sport. Parral foi uma vergonha; ainda mais, tendo Tamandaré no banco. Marquinhos, depois que fez o gol de falta, foi imediatamente substituído por um meia de armação, justamente quando o time adversário estava com um homem a menos e a lógica indicava que seria melhor jogar pelas laterais. Alexandre Oliveira, mesmo sem apresentar um grande futebol, era superior a maioria dos jogadores, mas também foi substituído. Anderson, o cabeça-de-área marcador, ficou em campo quando o time estava com dois jogadores a mais. Juninho, emprestado pelo Sport, não consegue criar uma jogada sequer (parece até que não o viram jogar no primeiro semestre pelo Botafogo-PB, onde foi banco lá). Enfim, preocupante! Jogamos, pelo menos, 40 minutos com 1 homem a mais em campo, e perdemos. Levamos 4 gols!

De proveitoso mesmo, foi o extra-campo. O juiz tentou ajudar. Para aqueles que acham que o Santa sobrará em campo na série D, está na hora de cair na real ou então virar diretor do Santa Cruz. Precisamos (e dependemos muito disso) ganhar fora de campo, também. Infelizmente.

Temos que usar todas as “armas”. O juiz tem que ser nosso!

Temos que ir à justiça tentar eliminar o Treze, fora de campo, por ter abandonado o jogo. Afinal, dentro de campo, temos perfeitas condições de perder.

Mas, sejamos otimistas. Temos que acreditar que a sorte brilhará do nosso lado! Já sofremos muito e não merecemos o time e a comissão técnica que temos. Mas é o que possuímos. Alguém, lá em cima, deve olhar com bons olhos para nós. Com certeza!

Vai dar tudo certo! Em Maceió, o time mostrará que estava escondendo o jogo. E que Sérgio China será o novo Dunga!

(…)

Ah, concluindo a história iniciada lá em cima, depois de ganhar o 2º turno do campeonato paraibano, o Treze perdeu a final para o Souza e ficou com o vice-campeonato. Justiça feita, dentro de campo.

28 Comentários

  1. Nem tanto ao mar nem tanto a terra.

    1 – o santa nao perdeu de 4×3, ganhou de WO

    2 – se o jogo tem continuado, teriamos ganho facilmente. e a discussao agora era outra

    3 -Ah.. porque com 3 a menos eu tbm ganho com meu time de pelada vao dizer… futebol eh assim… os cara acertaram 3 chutes de fora da area, quando deram no jogo todo, 5 chutes a gol…

    4 – estao criando chifre na cabeça de cavalo a hora eh de apoio…

    5 – santa campeao serie D 2009

  2. André Tricolor Virtual
    2

    “Paulo”

    Não tive condições de ir ao jogo, estava bastante motivado, até porque estou a exatos 2 meses sem ver o Santinha jogar … Mas, o melhor é que você estava em ótima companhia lá nas sociais!

    Estou otimista ainda, sempre sou, em qualquer circunstâncias de minha vida, estamos ‘sofrendo ainda’ porque ainda tem algo muito bom para acontecer (outras já aconteceram, apenas lembrando a Reforma em Nosso Templo)! Ainda bem que não gosto de Futebol, apenas tenho um apreço imenso pelo SANTA CRUZ e isso não muda mesmo sabendo que vamos disputar uma Série D e com um ‘time’ ainda em ‘formação’ …

    Abraços !

    >>> VIVA SANTINHA !!!

  3. Arnildo Ananias de Oliveira
    3

    Aos que estão querendo o GIVANILDO OLIVEIRA como nosso treinador, só um lembretinho: o América-MG é o líder isolado do Grupo “C” da série “C”.

    Vocês já “combinaram tudo” com o América pra saída do Givanildo Oliveira? E, SE ESTE QUISER VIR, vocês têm o $ da idenização a pagar ao América-MG? Espero que sim pois, que eu saiba, o Santa Cruz ñ tem este dinheiro.

    QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DO NOSSO SCFC

  4. A questão menos relevante é o placar do jogo ou se o Treze saiu antes do fim da partida.

    Na reta final da preparação para a Série D, é preciso se perguntar se o futebol apresentado até agora é suficiente para garantir o acesso à Série C.

    Já ouvi muita gente dizer que com esse time a gente sobe com os pés nas costas. Pode ser. Mas pelo único jogo desse time que assisti não fiquei com essa sensação. Muito pelo contrário. Por esse jogo, fiquei preocupado. Vi um time desorganizado, um amontoado de jogadores em campo sem objetividade e um goleiro que, se chutar, a bola entra.

    Não digo aqui que estamos condenados a ficar na Série D. Claro que não. O campeonato nem começou e amistosos são diferentes de partidas oficiais. Mas, como todo tricolor, já vi esse filme. Melhor mudar o roteiro, chamar os jogadores à responsabilidade, o técnico e o diretor de futebol também.

    Achar que estão vendo chifre em cabeça de cavalo é esquecer o que aconteceu nos anos anteriores e ignorar que o time foi pra lá de medíocre.

    FBC fez muito até aqui. Mas ainda precisa provar sua competência em duas áreas distintas. Primeiro, precisa organizar o clube financeiramente, coisa que ainda não aconteceu e, segundo, mostrar que é capaz de montar um time capaz de alcançar seus objetivos. E o objetivo é subir para a Série C.

    Se a hora é de a torcida apoiar, também é hora do Santa mostrar competência dentro de campo.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  5. Paulo, é realmente preocupante, em dois jogos tomamos seis
    gols desse time(Treze), equipe esta que começou a preparação
    bem depois de nós e tenho certeza que tem uma folha salarial
    inferior a nossa e isto me deixa mais preocupado ainda.
    Sergio China teve praticamente 2 meses para preparar o time
    e pelo visto até agora não conseguiu, realista como sou, já
    estou colocando a barba de molho.
    Saudações corais.

  6. China foi uma aposta arriscada da gestão FBC, assim como referendar uma direção de futebol amadora. Sabemos disso, e isso já foi comentado várias vezes, aqui. Uns mais confiantes na aposta, outros, como eu, por exemplo, com medo da temeridade. Mas a gestão ainda está pagando pra ver sua aposta. Não sabemos ainda se ela dará certo. Continuo com medo, claro — tão preocupado quanto Paulo. Mas é tarde demais para mudar de técnico, agora, como estão pedindo alguns tricolores. Não concordo em mudar o técnico faltando oitos dias antes de começar a competição. Por causa de uma má pré-temporada? Seria mais amador do que apostar em China. É tarde demais. Vamos rezar para que dê tudo certo, e que China tenha aprendido alguma lição desses amistosos. Bora ver.

  7. Eduardo Ramos
    7

    Longe de mim qualquer pensamento que leve à volta dos antepassados das trevas.

    O que vi ontem foi mais que preocupante. Um time sem esquema tático, sem comando e sem força.

    Sérgio China é muito leve para aguentar o tranco de um insucesso. Digo mais: nem ele e nem a diretoria estão preparados para uma situação de vencer ou morrer.

    Torcer para dar certo, e se não der, mudar no meio do caminho, já aconteceu nos campeonatos de 2006, 2007 e 2008. Em todos, os resultados foram desastrosos.

    Arnildo, eu nem sabia que Givanildo está no América-MG, mas, com toda a prepotência, com toda chatice, com toda sacanagem que fez ao sair de repente para o Atlético-PR, ainda é o nome com o melhor perfil para tentar dar um rumo nesta situaçào de insegurança que foi definitivamente instalada após o triste e bisonho jogo contra o Treze.

    Não precisa demitir Sérgio China: ele poderá ser muito útil ao Santa Cruz como assistente técnico.

  8. Ainda não tinha visto o, digamos assim, time do Santa em ação.

    Na era diminutiva eu fui assistir a muitos treinamentos, que eram no Arruda, e isso já me deixava de sobreaviso quanto ao que nos esperava. Agora não vou mais – pela distância e pela falta de tempo.

    Também fiquei preocupado com o que vi. Até o gol de empate – um lance anedótico – no qual o time realmente parou devido ao som de um apito* vindo das arquibancadas, nosso goleiro não viu a cor da bola.

    Não porque estivéssemos bem no jogo, mas por que havia acomodação de ambas as equipes e um ritmo absolutamente burocrático.

    Jogamos sem meio campo, no que se refere à criação, e depois, com os gols que tomamos desmontou-se a falsa impressão de que o time pelo menos estaria bem defensivamente.

    Descontado o primeiro gol do treze, um lance que serve para medir o nível de atenção do time, todos os chutes do treze resultaram em gol. O que danado Gustavo está fazendo lá? A impressão que me ficou é que ele sofre da síndrome de espectador e esquece que tem uma função a cumprir.

    Um lateral – o direito – corre como um cavalo, e joga bem parecido. O outro me pareceu fora de forma física.

    O sistema (???) defensivo absolutamente confuso, pelo menos depois que tomou o primeiro gol. Quando sofremos o segundo e o terceiro, já estávamos com um ou dois jogadores a mais e jogando com três volantes. Como pode um time com dois jogadores a mais e uma penca de volantes tomar gols com aquela facilidade, independentemente do goleiro espectador?

    Até acho que os volantes e os zagueiros (+/-) dão pro gasto. O problema é de arrumação/posicionamento. Com três volantes tudo fica mais confuso – mais até do que com três zagueiros.

    Alexandre Oliveira foi sacrificado, pois nem é o meia (falta-lhe condição pra isso) que precisamos e não conseguiu cumprir a função para a qual está mais qualificado – a de volante.

    Juninho jogou como auxiliar de Parral, ao invés de chegar pelo meio e fazer a ligação com o ataque – que era feita com chutões da defesa, ou sempre pelas laterais do campo.

    Roger e Reinaldo, dentro das circunstâncias, foram bem. Mas, isolados na frente, não sei se darão conta do recado – não por falta de qualidade, mas pela desorganização que vi em campo.

    Resumindo: falhas demais para um time que está às vésperas de iniciar uma competição de vida ou morte. Realmente preocupante.

  9. O lance do apito merece um comentário à parte.

    Eu estava bem perto do palhaço apitador, que levou uns saanões e foi salvo pela polícia,s endo retirado logo em seguida.

    Confesso que também achei que o árbitro apitou, e tanto o nosso time quanto o adversário foram enganados pelo tal apito.

    O jogador do Treze finalizou como quem não quer nada e só comemorou quando viu o bandeirinha correndo para o meio de campo.

    Mas, acho preocupante que nenhum dos nossos jogadores, principalmente o goleiro, que estava de frente pro lance, tenha observado a movimentação do árbitro, dando mais atenção a um som vindo das arquibancadas de um estádio grande como o nosso.

    E nos campinhos pequenos, com alhambrado à beira do campo, como será?

    E depois, indenpendentemente de apito ou não, a bola não pode ir para o gol e fim de papo. Nunca se sabe que m**** os árbitros vão aprontar.

    Defensor ou goleiro que tocam a bola nessse tipo de jogada – diferentemente dos atacantes – não sofrem punição. Então, tem que ir sempre.

    Esse lance deu a medida da desatenção e acomodação do time até tomar o empate.

  10. O negócio tá feio, hein?! Mas, Eduardo Ramos, vc disse que China está sem comando. Ora, falhas táticas e de posicionamento podem ser concertadas (China não parece ser burro), porém, se China perdeu a moral com o grupo, aí a situação é catastrófica. Perdeu o comando, como?! Em tão pouco tempo? O que aconteceu? Vc tem informações a respeito?

    Se os jogadores não respeitam mais China, aí temos sim que pensar noutro técnico. “Grupo fechado”, como se diz, é o básico numa competição como a D. Sem básico não dá.

    Mas… como é difícil montar um time razoável no Santinha. O razoável parece inaceitável pelas bandas do Arruda.

  11. Desde o anúncio do Prof.Sérgio China como técnico do Santa Cruz, que acho a situação Preocupante, muito preocupante!
    A natureza desta aterrorizante série D , não permite testes , experiências, improvisos, laborátorios… è literalmente matar ou morrer.
    Talvez numa série A ou B, pudessemos nos dar ao luxo, de lançar um técnico sem trabalho algum.
    Mas igualmente preocupante, é que se estar trabalhando errado.Pois Muito mais grave do que não ter planejamento, é operar mal o que foi planejado. Foi assim com Capella/Bittencourt,e está sendo assim agora.
    Vivemo uma grande ironia, temos um elenco inchado (Falam em 36 atletas), e ao mesmo tempo estamos precisando de jogador. O melhor dirigente vai embora, e ninguém vem para o seu lugar.
    Igualmente Preocupante, é a tal Coral Investimentos e o tal Fernando Silva, o que danado estão fazendo, onde estão os atletas que disseram que viriam. O que de verdade é esta grife.
    Mas , bem mais que preocupante,muito preocupante! È se o prenúncio do Autor Paulo Aguiar se confirmar. Esperar que o comando da nossa subida seja feito por Alexandre Oliveira, Leandro Camilo, Reinaldo Preguiça e Gobatto, é algo assustador.
    Se é assim, só nos resta seguir os conselhos do Autor, Sejamos Otimistas, temos que acreditar que a sorte brilhará do nosso lado. Pois o nosso realismo é desestimulador.

  12. Luiz Ferraz
    12

    Assim, essa série D vai ser um comendo o outro tanto dentro como fora de campo, e eu acho que esse é o momento ideal para colocar ex-presidentes no setor de futebol…
    quando eu digo EX,n qro dizer a corja que acabou com o santa e sim da década de 80 p trás.Ainda existem ex-presidentes com condições e assíduos no futebol, é necessário ter a criação de um colegiado para cuidar disso o mais rapidamente possível, botar jogador de futebol em seu devido lugar e saber colocar o time p cima,jogador tem q mostrar em campo pra q veio, e n ficar falando ou achando ruim…
    mte mt gente boa por aí,q entende,é raposa no quesito que pode se juntar a gente nova, sem tanta experiência e colocar o santinha pora ganhar dentro e fora…
    Há reuniões de expresidentes,que realmente sabem oq fazem e podem ajudar e muito a gestão atual…
    vamo se ligar

  13. Fita Azul do Brasil
    13

    O que mais Preocupa foi a impressão de um péssimo clima entre os jogadores e o treinador, o quais nao se falavam durante a partida, nem mesmo os jogadores olhavam para o treinador, seja durante a partida , durante as substituiçoes e até mesmo, na comemoraçao dos gols, em nenhum dos 3 gols do santinhha o treinador foi comprimentado com um simples olhar ou aceno. Isto é pessimo é tradauçao de que tem um racha no elenco para com o treinador.

  14. Fabiano Pinheiro
    14

    Muito bons os comentários de Dimas Artur e Ducaldo.
    Mas esse negócio de China não ter comando não tem a menor base. É só porque o time foi mal. Se houver fundamento, s e alguém sabe alguma coisa que eu não sei, aí sim, é caso até de se tirar o treinador, ou seja, um mal menor. Mas não creio que seja isso.
    Vivemos um difícil momento de transição que nos deixa num paradoxo incômodo: Quem mais entende de futebol, não ama o Santa Cruz, mas seus bolsos e, mesmo entendendo de futebol “lato senso” (entendasse o mundo do futebol como um todo, incluindo o famoso extracampo), foi responsável pela falência e endividamento do Santa Cruz.
    Não houve transição, não queriam dividir a boquinha, nem permitir gente honesta que os impediriam de se locupletar com o clube.
    Por isso, numa ruptura brusca e necessária com o passado, sofremos com a gestão do clube e do futebol. estamos aprendendo. Errando e aprendendo com os erros. Mas são muitos erros e muitos riscos. Mas e aí, o que fazer???????
    Da minha parte, apoiar, criticar de maneira construtiva (sem cornetar), e rezar… Rezar muuuuuuuuuuuuuuito!
    Internamente evia conselho é que a crítica precisa ser mais aguçada e dirigida.

  15. Não estou otimista.
    Esse papo de otimismo vem desde 2006 com a queda para série B.
    Apoiar continuo apoiando mas dizer que estou otimista estaria mentindo.
    Será que os jogadores do Santa pensa que são craques e o sapato alto está aparecendo?
    Tá na hora de acordar, pq série D e peladão de várzea para mim é a mesma coisa. E sábado isso ficou evidente.

  16. Eduardo, cadê a diretoria de Futebol que não vê que o grupo está rachado?
    São apenas 6 jogos nessa primeira fase e não temos tempo para racha no elenco ou boicote ao treinador.

    Ainda dá tempo.

  17. Assino em baixo do comentário de Dimas.

    Eu fui ao jogo animado, esperando ver um time preparado depois de tanto tempo treinando, mas saí preocupado com o que pode acontecer na Série D.

    A minha esperança é que o futebol mostrado sábado não seja o real futebol desse time, é que os jogadores tenham realmente relaxado após o gol no início.

    Caso contrário, com o futebol apresentado no sábado, não subiremos.

  18. Paulo Aguiar
    18

    Santacruzenses,

    No texto eu não cito o placar do jogo pois era o menos importante.
    O fundamental era ver o padrão de jogo do Santa. E, ví que não tem. Depois, passei a observar a capacidade do treinador de mudar a atitude, o esquema do time. Nada feito. Por isso, a preocupação.
    Alguns reclamam que o time é ruim. Mas, já vi os mesmos jogadores jogarem bem mais. Não vejo como Neto Maranhão e Tamandaré possam ser reserva neste time. Não vejo como Juninho possa ser o meia de ligação deste time.
    Para mim, a solução depende dos jogadores: união. Temos que pagar bichos elevados! Temos que chegar junto dos jogadores! Dependemos deles!

    Digo, dos jogadores, porque para mim o treinador não conseguiu unir o grupo. O seu comando é fraco. Explico.
    1. Tamandaré reclamou na imprensa a perda da vaga, e, o treinador respondeu via imprensa também. 2. Quando Alexandre foi subsituído, ele jogou a tarja de capitão no chão. Duvido que ele faria isso se o treinador tivesse pulso. 3. Quando o goleiro levou o frango, o treinador ficou gesticulando e dando esporro no goleiro à beira do campo. Enfim, atitudes que não condizem com quem possui o respeito do jogadores.
    Só na Era China já são 9 contratados e ele ainda quer mais 2 (no início falou que eram poucos). No total, depois do PE, já são mais de 15 (quinze) atletas.

    No meu ponto de vista, quando um problema é detectado, deve-se resolver. Independente do momento.

    Mas, e o time, tem jeito? Claro que tem. Individualmente, os times que iremos enfrentar são iguais ou piores que o nosso. Mas, temos que ter atitude! Espero que tudo mude até domingo!

    Se o presidente e seu vice passarem lá pelas bandas do arruda já será um bom incentivo. Mostrar o que é o Santa aos jogadores já ajuda muito.

  19. Fabiano Pinheiro
    19

    Concordo com tudo do comentário acima de Paulo Aguiar. E ainda acrescento minha preocupação com o texto bem coerente que colhi no blog do santinha:

    “Faltou planejamento, bastava um time titular de qualidade e os reservas pratas da casa.

    Pra que tanta contratação num setor apenas como se fossemos disputar um campeonato de pontos corridos?

    O grupo tá “inchado”.

    Ninguém quer ser reserva em série D, imaginem regra 3. (só os pratas da casa para aceitar tal situação).

    Os jogadores tão querendo se escalar na “marra” para sobrevivência deles no mercado.

    Daí o racha, portanto, tem que se decidir já que vai para fora, ou técnico ou jogadores que ele não irá utilizar.

    Se contratarem um novo técnico, vai enfrentar a mesma situação, com um agravante: vai querer trazer os desempregados dele, sem ritmo e de qualidade duvidosa.

    Não dá tempo. Pra bom entendedor meia palavra basta.”

    Por isso que, apesar de tudo, continuo defendendo China. Mudar agora seria pior. E entre o ruim e o pior, fico com a primeira opção.
    Por outro lado – e para não desmerecer meu título de Otimista – acho que a diretoria abriu os olhos para o que estamos comentando aqui (nisso, o amistoso de sábado acabou sendo muito bom pra gente. Pior seria se iludir) e estas reuniões de hoje são pra definir premiação e exigir compromisso com o clube, além de dar respaldo ao treinador para que ele não perca o comando do grupo.

    Portanto, podem esperar uma vitória (ou até um empate já seria bom) domingo e tudo entra nos eixos, o time embala, a torcida apoio e vamos finalmente ver a história mudar de rumo.

  20. João Tiago
    20

    Fabiano Pinheiro disse tudo. O comentário 14 é uma síntese do momento atual do clube.
    O que fazer?
    Apostar em depto. de futebol e comissão técnica com gente séria e honesta mas sem experiência?
    ou dar lugar aos experientes e desonestos?

    De minha parte, já comecei a rezar. Todos os dias estarei recitando o terço e pedido a Nossa Senhora que interceda pelo Santa Cruz.

    Preciso de uma caixa de Rivotril até Domingo.

  21. Thiago Teixeira
    21

    O time é bom e tem qualidade mas o esquema ou a falta de esquema poderá dificultar o desenrolar da competição.

    O treinador é uma anedota, além de ser fraco é arrogante. Onde trabalho entrou em confusão e se salvo engano levou a pior em todas.

  22. Acho que o time tem falhas. Aliás, isso está evidente. As principaus para mim: fraca marcação na entrada da área (confusão entre os volantes e entre estes e os laterais) e poder ofensivo insuficiente. Mas não acho que o time não tenha tido esquema de jogo. O fato é que ao levar o segundo gol o time se perdeu, e para completar Gustavo tomou dois perus incríveis… O 3o e 4o gols foram uma piada (além do primeiro…). Essa história de que o resultado de nada valia é história para boi dormir. O clube e o time queriam uma vitória e a torcida idem. Penso que a atuação de Gsutavo foi determinante para o degringolar da equipe. Falta meia no Santa, jogador que China cobra há algum tempo. Continuo acreditando no trabalho dele. Não vejo por que chamá-lo de arrogante. No caso específico do TC, foi de uma cordialidade e uma acessibilidade sem restrição. Não tem o comando do grupo? Não sei. Sei que até antes dessa partida ninguém havia falado isso…
    Infelizmente acho que havia 3 jogadores do estadual que deveríamos ter contratado: Guego ( e não Tiago Laranjeiras), Joélson – ambos do Porto; e Júnior Xuxa. Esses caras estriam nos dando mais consistência de ataque. Agora é encontrar bons nomes… é difícil!

  23. Realmente acho difícil explicar porque temos um elenco tão “inchado” ( estimo em 35 jogadores) e mau distribuído. Em certas posições, como zagueiros, temos 8 jogadores (precisa e jogamos no 4-4-2 ou 4-5-1?). Este excesso de jogadores, muitos deles já cobra criadas, é o caldo de cultura para fofocas, intrigas e panelinhas. Este caldo misturado com um técnico que precisa se provar, é nitroglicerina pura. Principalmente se o time desandar nas primeiras partidas. O que explica isso? provavelmente a falta de um diretor/gerente de futebol profissional correto (não agente de empresários) que auxiliasse o técnico a montar o grupo. Adicionalmente, o caminhão de jogadores da Coral Investimentos revelou-se mais um pau-de-arara às avessas. Que fazer? duas alternativas

    1. Trazer um técnico cobra criada que tope trabalhar com este elenco, sem pedir novas peças e capaz de impor respeito. O elenco é suficiente para subirmos, creio. Riscos: Este técnico é difícil de achar, caro pra trazer e vem com aquela desculpa no bolso do colete de que “eu não montei o time”.

    2. Reconhecer o erro na formação do time e dar uma reduzida boa no elenco. Isso deve ser feito mesmo após um resultado positivo domingo. Demitir custa caro, mas manter o grupo numeroso e propenso a conflitos pode custar a classificação

    FBC, é sua a decisão!

    sds tricolores

  24. NOTÍCIAS DOS NOSSOS ADVERSÁRIOS ( AINDA BEM QUE NÃO NADA BOAS)

    a série D começa no próximo domingo, mas a preparação dos times, assim como acontece com o Santa Cruz, vem se arrastando há pelo menos dois meses. Neste último fim de semana, o tricolor pernambucano fez o último amistoso antes da estreia na competição nacional. Porém, não foi apenas a equipe Coral que jogou a uma semana do início do Brasileiro. Seus adversários também se movimentaram.

    Outros dois times da primeira fase, Sergipe e CSA, também foram a campo. O primeiro, jogou no sábado, contra o São Domingos, pela Copa Governador do Estado, e foi goleada por 4×0. O resultado deu o segundo turno da competição ao time do interior do Sergipe. Assim, o São Domingos decide a Copa com o próprio Sergipe, que venceu o primeiro turno do torneio.

    Já o CSA, com a equipe reserva, perdeu para a Seleção de Roteiro, cidade do litoral Sul alagoano, por 2×1. Comenta-se que pelos maus resultados da equipe alagoana na preparação para a série D, dispensas sejam feitas no elenco. Recentemente, o clube anunciou a contratação do atacante Serginho Baiano, que estava no ASA, de Arapiraca.

    Em contra partida, o Central não jogou neste fim de semana, mas também segue se reforçando. O time comandado por Adelmo Soares anunciou a contratação do atacante Bibi, ex-Sport.

    O Santa Cruz estreirá no domingo, contra o CSA, em Maceió. Já o Central, no mesmo dia, pegará o Sergipe, em Caruaru.

  25. Minervino
    25

    Caros leitores.

    Torcer pelo Santa Cruz é questão de vocação e não de satisfação. Devo ter sido péssimo em outra encarnação, pois, este é o único argumento que vejo para tanto sofrimento. Santa Cruz!

  26. Claudemir Pereira
    26

    Cidadãos Corais,

    Esperei um pouco mais para exprimir meu pensamento em relação ao jogo, se é que pode assim ser chamado, do ultimo sábado. Diferentemente do que escutei dos outros jogos vi um time sem saber o que fazer, nem com a bola no pé e tão pouco sem ela, pois, com a bola o time não criou e sem ela não se posicionou para defender. O resultado disso foi levar quatro gols desse treze que, provavelmente, será nosso adversário na próxima fase, se lá chegarmos. Confesso que antes da partida estava bastante confiante, mas agora a confiança já não é tão grande.
    Ontem houve uma reunião entre diretoria, comissão técnica e jogadores. Espero que tenha havido um chamamento a responsabilidade, pois, me pareceu que o time estava, totalmente, irresponsável nesse sábado, digo isso baseado na qualidade individual dos jogadores, que achando um ou outro nome menos qualificado, sou de opinião que o grupo que aí está tem condições, não apenas de subir, mas subir sendo o campeão. Agora, para que isso aconteça faz-se imprescindível que todos estejam com o mesmo objetivo, é o que se chama de grupo fechado.
    Quanto a Sérgio China espero que o que foi demonstrado nesse jogo tenha sido apenas, um acidente e não o que pareceu que ele, ainda, não tem o grupo sob seu comando.
    Vou mudar um pouco de assunto. Foi lastimável o tratamento dado aos torcedores neste dia. Como se trata o maior patrimônio do clube desse jeito? Como explicar que às 16h havia uma fila com mais de 1000 pessoas esperando para comprar ingresso? Por que poucos funcionários no clube sendo dia de jogo? A Diretoria tem a obrigação moral de responder a isso e de promover ações que impeçam essa lamentável situação. É necessário olhar com maior respeito para sua excelência o TORCEDOR.

    Saudações Corais

  27. Eduardo Ramos
    27

    Fabiano, se você não quis enxergar a falta de comando, eu não discuto com você. O único jogador que se dirigiu a China foi Marcos Mendes quando fez o gol. Lembra-se de outro jogador? Entendesse o esquema tático? E as jogadas ensaiadas?

    Vou copiar o que postei no Blog do Santinha:

    Muitos de vocês já se detiveram numa estrada com muita lama e uma buraqueira de lascar. Aí você fica na dúvida: eu tento atravessar com meu carro 1.0 ou vou buscar ajudar e tento atravessar com um 4×4?

    Há um problema a mais: o tempo. Você tem pouco tempo para decidir e menos ainda paraq tentar atravessar. Só que, você tem que atravessar.

    Cabe a você, a decisão. O carro 1.0 pode ser um bom carro mas tem momentos que um 4×4 é mais apropriado. É possível atravessar com o carro 1.0? É mas é muito mais arriscado. Se teu maior receio é o tempo, então encare com o 1.0.

    E boa sorte na travessia, pois todos nós estamos dentro deste carro.

  28. Prezado Paulo, por motivo tb de educação prefiro nem comentar o seu texto! dizer que o Santa Cruz foi ajudado pela arbitragem, e fazer apologia a maneiras inescrupulosas para se ganhar os jogos, pra mim foi demais.

    Abraços.

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *