Ai que saudade…

Santa-Cruz-Retrospecto

Sou um felizardo.

Estou fora do país, mais precisamente na “Terra da Rainha”. Mas a minha sorte não é estar fora do País, longe do meu amado Clube. E, sim, de poder ter trazido comigo um livro, intitulado Santa Cruz Retrospecto: Alçapão do Arruda.

De autoria dos escritores alvirrubros (apenas um detalhe, que não minimiza a grande obra), Carlos Celso e Luciano Guedes Cordeiro, devo ter sido o primeiro santacruzense a ter, em mãos, esta obra.

A história de todos os jogos do jogos do Mais Querido, os artilheiros, os esquemas táticos, os árbitros dos jogos, de 1914 a 1959, estão contados neste Best Seller. O Santa que venceu o “inglês” Western Telegraph Company; o Santa da estréia vitoriosa de 7 x 0 sobre o Rio Negro; o Santa da virada espetacular de 1915… Ai que saudade que dá…

Hoje, ter que escutar Zé Neves reclamando da incompetência de FBC; FBC, após voltar de férias, assumir sua responsabilidade sobre o fracasso em plena Série D; ouvir Romerito Jatobá falar em descentralização de poder, e, Mirinda evocar a volta Rodolfo Aguiar, fico  cada vez mais ansioso, esperando o próximo livro do Mais Querido. Viver do passado, quem sabe, pode, ao menos, minimizar a dor sofrida.

Mas, também, fico com saudades…

Saudades do Santa de Quintino Miranda Paes Barreto, José Luiz Vieira, José Glacério Bonfim, Abelardo Costa, Augusto Flankin Ramos, Orlando Elias dos Santos, Alexandre Carvalho, Oswaldo dos Santos Ramos, Luiz de Gonzaga Barbalho Uchôa Dornelas Câmara….

Do Santa de Tará…

Do Santa de Valfrido e Estêvão…

Do Santa de Alfredo Gonzáles…

Do Santa que Alexandre de Carvalho não deixou morrer….

Do Santa que Zé Neves, Romerito, Édson Nogueira e FBC não conheceram; por incompetência ou ignorância…

Do Santa que muitos nunca ouviram falar…

Do Santa do Alçapão do Arruda…

Do Santa Cruz Futb-ball Club!

18 Comentários

  1. Paulinho,

    Estou contigo nessa nostalgia. Mas saudades eu tenho mesmo é do tempo em que me bastava a arquibancada. Que eu torcia e depois ia embora para casa viver a minha vida. Não é de hoje que só há preocupações e lamentos quando se fala no Santa Cruz.

    A sensação que tenho é que, quem de fato ama de coração nosso clube, sem pensar em benefícios pessoais, de tão desiludido, acaba se afastando de vez. Não vejo futuro em nosso clube quando ele teima em convergir com o passado. Deixei de ser tolerante com o que não presta há muito tempo.

    Já não me dão prazer as quintas santas, as peladas no Arruda ou ficar repetindo o mantra – que nada mais é que uma forma de entorpecimento – que somos a torcida mais apaixonada do Brasil. Quero torcer por um time, não apenas pela torcida.

    Para mim, o foco é o clube, a gestão e a política que se faz dentro e fora dos muros do Arruda, porque a resposta para o resurgimento do Santa, se aparecer, será por uma dessa vias. O resto é só analgésico.

    Da minha parte, eu prefiro estar bem lúcido, muito lúcido, para discutir as coisas do Santa Cruz que realmente interessam.

    Abraços na Rainha.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  2. Em homenagem a ida de Paulo à terra da Rainha, peguei uma pequena introdução aristocrática à biografia real. Peço que Paulo entregue ao The Sun:

    “Enquanto minha mãe era sodomizada por Ratclit, nosso cavalariço, meu pai praticava o felatio com William Mellors, o jardineiro, e minha avó permanecia trancada em seus aposentos, empenhada em passatempos absurdos e abomináveis”

    O Santinha está num mormaço que dá dó…

  3. Olha, o que eu gostava mesmo era alegria das arquibacandas; o sentimento pré-jogo, da irmandade com os irmãos corais; olhar e me emocionar com a entrada do Santa em campo. Saber que havia ali uma conjunção perfeita entre torcida, amor e futebol.
    Não entendo futebol apenas como rivalidade; vai além disso. Portanto, as derrotas de Sport e Náutico acabam por não curar totalmente minhas feridas, que supuradas, remoem e não me deixam em paz, pois eu amo e me importo mesmo é com o Santa Cruz.
    Carlos Celso e seu filho Luciano são dignos de admiração. Eles tem honestidade e competência. Estão de parabéns pelo trabalho memorialistico que desenvolvem em prol do futebol.

  4. Dimas,

    É isso aí. O Santa Cruz precisa demais de sua lucidez, da sua honra; do seu amor pelas cores corais. O importante é justamente isso: o soerguimento do Santa. Não perder tempo com temas estéreis. Temos problemas demais. O próprio vazio é um problema. A ausência não consentida. Mas tudo isso há de passar.

  5. Domingo a tarde sem jogo do tricolor, há de passar…!!!

  6. joãozinho
    6

    olha, Mauro Fernandes de volta é verdade?

  7. Hélio Mattos
    7

    Muito excitante, digamos assim, a abertura do blog para textos de frequentadores, Dimas.

    Mas o problema reside exatamente na sua “profecia” de que, sem futebol, fica difícil que fica medonho de bater uma inspiraçãozinha que seja e os temas de sempre, martelados à exaustão, acabam por nos deixar meio apáticos mesmo.

    Mas vamos que vamos, reorganizando as cinzas, até mesmo porque não há mais nada a fazer.
    Quanto à inspiração, deixa-te estar que ela vai dando o ar da sua graça um dia num, outro dia noutro tricolor coral santacruzense das bandas do Arruda.

    O que importa mesmo é que não estamos, como vc já chegou a temer, passando o ponto.

  8. Cláudio, você bem filosofou: temos problemas demais e o vazio também é um problema. Talvez Freud dê um jeito no Santinha. Se não for ele, ninguém mais.

    Hélio, o jogo será duro, mas não passaremos o ponto. Mas é preciso contar com os leitores para manter o pique.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  9. Os Exs presidentes citados teriam sido grandes jogadores, pois são hábeis nas “armações” e são também execelentes oportunistas.

  10. Peço a liberdade de sair um pouco o ótimo texto, para falar de algo que muito me preocupa,e que vem ganhando corpo nos últimos dias, que é a volta dos Dirigentes Urubus ao Santa Cruz.
    Leio hoje nos jornais, que teve uma reunião entre FBC e LEFs ontem a noite no apartamento de um ex dirigente, que hoje se comporta como as antigas cafetinas , abrindo sua casa para encontro escusos.
    O grande problema é que o nervo central deste encontro , não foi em estes urubus apresentarem soluções para o Clube; mas sim em procurarem saber quais as soluções que FBC tem para resolver os problemas deles.
    Não existe problema algum que um Presidente, vá buscar novas opiniões, novas idéias, novas soluções. Mas todos sabemos que esta reunião não é pra isso. O Problema é que a pauta não é pra ele mudar de idéia, é pra ele mudar d turma. E neste caso, em geral, não tem caminho de volta, quando se entra neste alçapão.
    Os que fazem o jogo da politicagem, acham natural que um Presidente para governar, se dobre para certos acordos. E o “X” da questão não é como começa o acordo, mas sim, como é que vai terminar. Onde isto vai dar.
    Pode FBC pensar que No começo podem ser todos os urubus um mal necessário , mas no final acabam sendo apenas maus e desnecessários.

  11. Hélio Mattos
    11

    Falou e disse Jânio.

    Ok Dimas, vamos manter essa peteca no ar.

  12. Edinaldo Araújo
    12

    Dimas, valeu pelo texto..

    E vamos de alguma forma nos aglutinar para o soergimento do clube. Penso que esta é a melhor maneira de sugir novas idéias.

    Saudações Santacruzenses… Sempre…

  13. Geraldo Tricolor da Iputinga
    13

    Somos contra acordos com ex-dirigentes, somos contra encontros, não aceitamos pressão vinda do grupo denominado LEFs, e até aí tudo bem. Mas na prática o que fazemos para que a reestruturação do Santa ocorra de forma positiva, atingindo os resultados que esperamos, se ficamos apenas nos comentários, nas críticas a essas ações e no grito fora LEFs?
    No próximo dia 29 ocorrerá mais uma reunião com a ouvidoria e quantos de nós participará ativamente?

  14. J. Antonio
    14

    Perguntas que nunca obtirei respostas:
    Porque os homens de influência que torcem pelo Santa Cruz, nunca usaram essa influência em beneficio do clube, quando o Santa estava prestes a entrar no clube dos treze Marco Maciel era vice Presidente e não deu uma palavra, e deixou que o deputado Luciano Bivar evitasse a entrada do Santa.
    coisa que acontece com o Náutico o deputado Mauricio Hands conseguiu aumentar a cota financeira, no time da seita maldita Jarbas Vasconcelos, Moura Dubeux estão sempre agindo em beneficio do clube claro que há desavenças mas os beneficios são maiores.

    Porque o clube está sempre dividido em grupos:
    no Santa Cruz existem três grupos, os que estão dirigindo.
    os que estão fora da direção mas continuam infiltrados dando opinião nas rádios e torcendo contra para voltarem ao poder, e os que estão afastados e só aparecem de 2 em 2 anos nas eleições para agitarem.

    Porque todo Presidente que entra só prioriza o campeonato Pernambucano como se fosse o mais importante do mundo vejam que no campeonato regional aparece patrocinio se contrata um técnico de futebol, mas quando o assunto é campeonato brasileiro demitem o treinador e contratam um aprendiz revejam as declarações do presidente, no pernambucano ele disse que não ficou satisfeito com o 3º lugar, e na desclassificação da série D simplesmente assumiu a culpa por ter apostado em um principiante.

    Porque as novas diretorias nunca aprendem com os erros das anteriores nunca se errou tanto como na gestão do enviado do inferno só que ainda não foi suficiente para a atual voltar a errar.

    Porque os jogadores que jogam contra o Santa Cruz entram como se fosse o jogo da vida deles, e quando são contratados não jogam nada.

    Porque não mudam o estatuto dando poderes ao conselho para evitar que os futuros presidentes se beneficiem do clube
    coisa que vinha acontecendo, tendo que prestarem conta de tudo que gastarem.

    Porque todo jogador que chega dizendo que é torcedor do Santa Cruz é logo idolatrado pela torcida com direito até a faixa.

    Porque os dirigentes do Santa Cruz nunca cobraram da imprensa, da federação do Governador uma participação para que se evitasse chegar nessa situação, pelo contraio aceitaram com tanta naturalidade.

    Espero que todos esses problemas fiquem no ano de 2009 e que a partir de 2010 a direção tenha aprendido a lição, contratem um técnico de verdade e que a prioridade seja a saida dessa famigerada série D.

    obs. se o Santa Cruz fosse unido já estaria no clube dos treze e com certeza estava entre os 5 maiores clubes do pais.

  15. Jânio disse tudo nos seus dois posts.

    É, no mínimo, irônico que os responsáveis diretos por jogar o Santa no buraco, ao longo de 20 anos, tenham a coragem de se apresentar como salvadores.

    Se bem que, no futebol e na política, esse comportamento é o padrão.

    Espero que FBC, político experiente que é, não caia numa arapuca dessas.

    Se esse pessoal voltar, eu caio fora. Tenho mais o que fazer.

  16. historinha ilustrativa:

    O Londrina – que se classificou para a 3ª fase da série Dedão ao vencer o São José no Rio Grande do Sul – arrecadou o dinheiro para viajar rifando uma TV de plasma uma semana antes.

    Como será que estão os salários por lá? E a folha chega a quanto?

    E isso não é exceção na série Dedada. A exceção éramos nós. O que dá a dimensão do quanto a diretoria errou no futebol.

    Só não pode cometer um erro maior ainda e se juntar aos urubus do LEF.

  17. Os editores do blog, escrevem o que nós, torcedores,pensamos
    o Janio, Arnildo, Helio, Claudio e tantos outros são cirúrgi
    cos nos pontos críticos, o Ducaldo resume tudo num simples
    comentário e a diretoria do Santa que diz ver os blogs da
    torcida, não faz nada! Algo está errado. Onde esse erro? Em
    nós sócios e torcedores ou na diretoria, que insiste em
    fazer ouvido de mercador?
    Saudações corais.

  18. Mesmo Atrasado, peço desculpas. Por não exaltar o brilhante livro de Celso Cordeiro é um documento dos mais importantes sobre o Santa Cruz.
    Parabéns ao blog por ter feito o registro desta brilhante publicação.

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *