Agradecimentos só em 2010

Foto: Coralnet
FBC-coralnet

Quando FBC assumiu o Santa Cruz, eu sempre achei que o principal objetivo do seu mandato deveria estar focado na tentativa de trazer de volta a auto-estima do torcedor. Para tal, FBC deveria investir em três pilares: Centro de Treinamento, Reforma do Estádio José do Rego Maciel, e, principalmente, valorização do sócio do Mais Querido.

Desses pilares citados, houve melhoria em todos. Alguns mais e outros menos.

Sobre o primeiro, Centro de Treinamento (CT), as informações não-oficiais dizem que o terreno já está “fechado”. Será na Zona Sul, mais precisamente em Jaboatão dos Guararapes. O novo CT será construído com apoio do Governo Federal através da Lei de Incentivo ao Esporte, onde pessoas jurídicas e, até mesmo, pessoas físicas poderão fazer doações, com dedução do Imposto de Renda. Contudo, para que tal objetivo seja alcançado, o Santa Cruz precisa estar com suas certidões em dia. O que, conhecendo o passado recente do Mais Querido, convenhamos, não é tarefa fácil para FBC. Mas, o projeto continua vivo…

Sobre o segundo e terceiro tópicos, vou abordá-los com base no recente jogo do Brasil, no Arruda (que ainda é tema de muita discussão).

Especificamente sobre o segundo, reforma do Estádio José do Rego Maciel, sem dúvida, houve uma sensível reforma no nosso estádio; o que nos credenciaria – em qualquer lugar do mundo – a ser o palco dos jogos da Copa, com os investimentos necessários.

O jogo da seleção brasileira no Arruda foi um marco importantíssimo! Graças ao presidente FBC, e a sua habilidade política, a seleção voltou, 14 anos após, a jogar no Recife, mais especificamente no Arruda. Além da arrecadação financeira (mais de R$ 2 milhões), o Santa Cruz voltou a ser manchete nacional, desta vez de forma positiva,e sem depender da sua apaixonada torcida. Com uma articulação política incrível, FBC conseguiu fazer o maior time do mundo jogar o principal jogo das eliminatórias, no Arruda.

Para os que foram ao jogo, o grito que mais ecoava era o Tri-tri-tri-tricolor! Para os que assistiram pela televisão, o escudo do Mais Querido, na linha central do gramado, e o aviso de que o estádio pertencia ao Santa Cruz Futebol Clube, eram motivos de orgulho. Sem dúvida. Resgatou um pouco nossa auto-estima! Enfim, uma grande melhoria!

Sobre o terceiro pilar, a valorização dos sócios, resta-me dizer que houve uma pequena melhora. Pequena porque ainda estamos muito longe do minimamente desejado. É bem verdade, no entanto, que hoje contamos com um site (www.santafidelidade.com.br) que nos permite pagar as mensalidades sem sair de casa e, em breve, comprar os ingressos dos jogos. Um grande feito!

Mas, o próprio jogo da seleção brasileira nos mostrou que ainda temos muito a evoluir. O desrespeito aos sócios, mais uma vez, ficou evidente. Enquanto nos outros clubes, desde o primeiro dia, o sócio teve direito a fila exclusiva para compra de ingressos, no nosso clube isto não aconteceu. O anúncio de que os sócios teriam lugar reservado nas sociais e, quinze dias depois, a “retificação” deste anúncio foi lamentável. Os editais publicados e assinados, nos jornais da cidade, pelo presidente do Conselho Deliberativo foram vergonhosos – para não ser mais crítico. Os proprietários de cadeiras cativas, dos quais a maioria é sócia do Mais Querido, também não receberam o respeito que mereciam. O bom foi ver que os primeiros proprietários que colocaram o Santa Cruz e a CBF na justiça tiveram seus direitos respeitados, já que a nossa própria instituição ainda não sabe que o respeito deve ser uma mão de via dupla.

Este terceiro pilar, valorização do sócio do Santa Cruz, é o ponto de maior falha da gestão FBC. Talvez, porque, para respeitar os sócios, a competência administrativa-político-profissional não seja o suficiente. Mas FBC ainda tem mais de um ano de mandato. Quem sabe…

Por fim, sei que todos irão me questionar: do que adianta alcançar todos estes três pilares citados, se não tivermos um time vencedor?!

É difícil argumentar contra esta pergunta. Mas, sinceramente, eu duvido muito que, com a solidificação destes três pilares, não tenhamos um time que nos represente.

“Dedico este texto ao amigo Fred Arruda que ficará ausente fisicamente, mas estará sempre presente neste processo de soerguimento do Mais Querido. Valeu, Fred!”

10 Comentários

  1. Ressalte-se nesse balanço parcial efetivamente, a recuperação da autoestima do torcedor deveras abalada ante as últimas decepções. Talvez o maior dos alicerces que sustentam e devem nortear essa gestão principalmente sob a ótica do tão apregoado processo de profissionalização em nossos departamentos. A torcida é fundamental nesse processo mas ainda me parece de participação irrisória nesse momento crucial, enquanto restringe-se a ir à campo e não participando da vida política do clube…

  2. Geraldo Tricolor da Iputinga
    2

    A opinião é de peso. E bota peso nisso. Tá lá no lancenet prá quem quiser ler:

    “Lula se disse contra os projetos mirabolantes e ressaltou a necessidade de adaptar o Mundial de 2014 à realidade brasileira.

    O presidente da República repetiu que é contra o uso de dinheiro público em qualquer uma das 12 cidades-sede. Para ele, não valerá a pena esperar pela ajuda de parcerias público-privadas, que dificilmente sairão do papel em tempo.”

    http://msn.lancenet.com.br/noticias/09-06-23/568424.stm?morumbi-ganha-aliado-de-peso-pela-abertura-da-copa

    O tempo passa e já é chegada a hora de rasgarem êsse projeto mirabolante de mais um estádio na região metropolitana. Aliás, a cidade aprovada pela FIFA foi Recife, então reformar o Arruda para sediar os jogos da copa, e aproveitando o momento melhorar a instalações dos outros dois estádios, é a alternativa mais correta, e consequentemente quem sairá ganhando é todo o povo e o futebol pernambucano.

  3. Arnildo Ananias de Oliveira
    3

    PAULO AGUIAR,

    Não tenho dúvidas que o FRED ARRUDA foi o baluarte de todo esse processo que culminou, inclusive, com a candidatura do nosso grande timoneiro FBC.

    Fred, sucesso pra v. e volte dentre em breve pois a torcida tricolor o receberá de “braços abertos”.

    Quanto ao que disse o GERALDO TRICOLOR DA IPUTINGA, eu não tenho dúvidas que, se prevalecer um mínimo de bom-senso, a ARENA CORAL será o palco da Copa 2014, aqui em Recife.

    Aliás, vi o Carlos Alberto Torres dizer TEXTUALMENTE que os EStádios têm que atender as expectativas do POVO BRASILEIRO e não dos ESTRANGEIROS. É lógico que na Alemanha, por exemplo, eles têm que ser, por razões óbvias, TOTALMENTE COBERTOS.

    Aqui, salvo nos Estados do Sul (assim mesmo no período invernoso) vá lá que se dê a tal luxo. E no NE, pergunto eu: será isto tão premente?

    QUE DEUS ILUMINE O NOSSO QUERIDO SCFC

  4. Fábio Belmino
    4

    Parabéns ao autor pela sua clareza de pensamento, o texto conseguiu ressaltar em medidas justas pontos positivos e negativos.

    Acredito plenamente que os três pontos abordados neste texto se plenamente efetivados terá como consequencia natural um time competitivo e vencedor.

  5. Atendendo rigorosamente aos quesitos estampados pelo Sr.Paulo Aguiar como os 3 Pilares do Santa Cruz: Centro de Treinamento / Reforma do Estádio / e Valorização do Sócio. Podemos entender que se a gestão FBC for julgada pela simples análise destes 3 pontos, conclui-se que ela merece ser reprovada.
    Se não vejamos:
    I – O Centro de treinamento que se anuncia, está ainda no campo da expectativa, da possibilidade. E que depende de muitas questões a serem resolvidas. Que não são fáceis. Por enquanto de concreto, temos o Centro Valdomiro Silva, um mostrengo obsoleto e decadente. E o Estádio Ademir Cunha, que depende da boa vontade da Prefeitura do Paulista, pois não temos sequer um contrato de concessão de uso temporário, e sem citar este estádio é de uma Estrutura pra lá de precária. Portanto não temos no momento Centro de treinamento algum. Sobre este ponto: REPROVADO
    II – Quando esta diretoria assumiu o Santa Cruz, o Colosso do Arruda, era um estado Indigente, um amontoado de concreto em quase ruínas, com o anel superior interditado, com o gramado que bem servia para o pastoreio de gados e cabras, Sem refletores, vestiários indecentes, e outros graves problemas estruturais e de acesso, que condenava o mundão do arruda a ser um estádio em estado terminal.
    Hoje o Arrudão é sem dúvida um dos melhores estados de futebol da américa, digno de sediar qualquer evento esportivo, inclusive Copa do Mundo, esta nova diretoria numa missão heróica savou o Arrudão de ser mais um elefante branco. Ponto para FBC. – APROVADO.
    III – Quanto a valorização do sócio, assino em baixo tudo que o autor relatou, acrescentando que o nosso modelo ainda é 100% atrelado ao futebol, ou seja não existe nenhum programa de fidelização do corpo de associado do Santa, estamos com a antiga prática, que se o Futebol for bem o Sócio fica , se o time perder é debandada geral. Não teremos receita alguma do associado. Daí neste ponto FBC também é REPROVADO.
    Reduzir a análise desta gestão a estes três pontos , é arriscar a cometer injustiça com esta diretoria, que reputo como a melhor dos último 20 anos. Acho que uma avaliação envolve uma amplitude de outros fatores, pois nesse 3 pilares FBC é reprovado com louvor.

  6. rogerio moura
    6

    Voltando ao tema . a espanha jogou como nunca e perdeu como sempre. Esperava uma derrota para o Brasil mas n conseguiram esperar. tem um bom time mas nada excepecional.
    Concordo com boa parte das palvaras do Paulo , só não acredito que ganahmos aquela cifra citada de duas milhas no jogo da seleção. foi bem menos. talvez ele contabilize todas as reformas.
    como relaçao aos sócios ainda devemos melhorar , mas estamos no caminho.

  7. Dayvison Santos
    7

    O texto está bastante coerente. Mas se for analisar por esses três pontos, prefiro nem comentar gestões anteriores.

    O Santa Cruz foi resgatado das profundezas do ostracismo, nós com certeza não iríamos esquecê-lo, mas o Futebol Brasileiro sim.

    A Gestão anterior fez questão de menosprezar e humilhar o torcedor e o sócio. Temos muito o que melhorar, isso é fato, mas pra quem não tinha nada, metade já é o dobro.

    A diretoria cometeu suas falhas, mas no geral resgatou muito bem a auto-estima do torcedor e colocou o Santa Cruz de volta a mídia nacional com coisas boas, e espero e acredito que com o trabalho que tem sendo feito, sairemos dessa infame dessa Série D.

  8. Também sou daqueles que julgam a gestão de modo mais positivo que negativo. Sobretudo se o padrão de julgamento se restringir a esses 3 pontos. Penso que a principal falha da atual gestão se localiza na organização das categorias de base ( a despeito do trabalho positivo de Fred Arruda) – que não passa apenas pela construção de um CT. Ainda não se trata nossas revelações como parte de nosso patrimônio. Isso é uma pena. O caso de Yuri Savarone é emblemático.

  9. Prezados Paulo Aguiar e demais tricolores corais,

    Ao invés de precipitar e ressaltar críticas à atual gestão do SCFC, mesmo muito antes de completar o 1º ano de mandato, por que não ressaltar os avanços, que foram muitos, e não participar ativamente da vida do clube nas diversas oportunidades oferecidas (diferentemente das gestões anteriores)? Será que alguém, aqui neste blog, tem saudade das gestões de passado recente do SCFC? Acho que o caminho passa pela participação ativa. E se alguns sócios têm, legitimamente, críticas a fazer a certos aspectos da administração do SCFC, estes têm o direito e o dever de discuti-las diretamente com os diretores. Portanto, é com participação que nós podemos cuidar melhor do nosso querido Santa.

  10. Fábio Belmino
    10

    http://www.youtube.com/watch?v=Q2SFUggh-bA

    Vídeo prduzido pelo trocedor Junior com o intuito de servir como instrumento de motivação aos nossos atletas. Muito bom o vídeo e a iniciativa do rapaz.

    Atenção diretoria investir no preparo psicologico/emocional do grupo é fundamental e também revela o tão cantado profissionalismo.

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *