Navegar é preciso

Montagem: Dimas Lins

navio-tricolor.jpg

O navio de bandeira coral que trará o velho marujo

Dimas Lins
 
Hoje é um dia de despedidas na família Lins. Por isso, peço licença aos demais tricolores para ser intimista. Mais uma vez. Jonas, um velho marinheiro que esteve mais da metade de sua vida longe de casa e após uma passagem de trinta dias na capital pernambucana, levantará âncora e deixará a terra natal. Seguirá novamente o seu destino.
 
Vai embora depois de rever muitas coisas. É bem verdade que deixou de participar do nosso carnaval e de assistir a encenação da paixão de Cristo, em Nova Jerusalém. Aliás, sequer verá a paixão dirigida pelo Reverendo Tse-Tsé, sacerdote ateu, cujas cartas são publicadas no Blog dos Perrusi. Fui convidado para interpretar (?) o papel de Dimas, o ladrão. Aproveito aqui para abrir um parêntese. O convite não veio pelo talento, afinal eu só precisarei ser pregado na cruz. Acredito que fui convidado pela fato de já me encontrar na cruz por ser torcedor do clube do Santo Nome, como diria Artur. Isso pode tornar a cena mais real. Entretanto, a encenação me traz duas preocupações: a primeira é que, pela falta de recursos para os efeitos especiais, o sangue usado na crucificação pode ser real, ou seja, o meu mesmo; e a segunda será a frustração de ver a galera tomando umas e outras ao pé da cruz, enquanto eu estiver sendo crucificado ao lado de JC. Afinal, não quero ser pego para Cristo, já que sou um dos ladrões. Fecho o parêntese.
 
Mais eis que me distraio e, como sempre, fujo do assunto. Falava da partida de um irmão tricolor nesta madrugada e que sequer viu o seu time jogar, enquanto esteve aqui. Falha minha e dos demais irmãos. Murilo eu até que nem culpo tanto, pois ele mesmo tem fraquejado e não tem ido aos jogos do Mais Querido, a contragosto dos demais membros da família. Bem, pelo menos continua pagando a mensalidade em dia, pois aí seria o caso de atitudes mais severas pelo clã dos Lins.
 
Mas voltando ao marinheiro, talvez tenha sido melhor ele ir embora sem ver tanto sofrimento em campos corais. Afinal, não gostaria de me sentir culpado se algo acontecesse ao coração do velho marujo. Mesmo assim, em parte a missão foi cumprida. Pois na última quinta-feira consegui levá-lo ao Arruda para matar a saudade dos tempos em que ele frequentava o estádio.
 
A certa altura da conversa, enquanto Jonas batia algumas fotos, assumindo a condição de turista coral, perguntei-lhe quem o havia influenciado a torcer pelo Santa, quando era garoto. Ele respondeu que ninguém. Estas coisas ele mesmo gostava de decidir por conta própria. E foi simples assim: escolheu o Santa e pronto.
 
No final da visita, o marinheiro, vestindo o manto coral, sentenciou que o time ia mal, mas que a situação era temporária. Logo, logo tudo isso vai mudar. Vamos acreditar.
 
Porém, navegar é preciso e o marujo vai partir logo mais. Mas em breve, acreditamos que um navio de bandeira coral atracará no porto trazendo de volta o velho lobo do mar, desta vez definitivamente.
 
Boa viagem e até a volta.

8 Comentários

  1. Artur Perrusi
    1

    Dimas, grande crucificado, Marília garantiu, como Diretora de Cena da Encenação do Reverendo, cerveja belga (!) para você; uma chuva de cerveja, na verdade. Além do mais, tua cruz é tricolor, logo, será ressuscitado… um dia. Demora, mas não tarda.

    Boa viagem, lobo do mar, quando voltar e até lá, o Santinha estará de volta ao seu Destino: ser o Terror do Nordeste.

  2. Dimas, adorei o texto sobre teu irmão, pena ele não ter visto o jogo – embora não tenha perdido grande coisa…

    Mas agora o clube deve melhorar, temos novidades sobre a série B no Blog do Santinha, dá uma olhada:

    http://www.blogdosantinha.com/artigos/santa-fecha-parceria-com-agente-de-futebol/
    “O Blog do Santinha informa com exclusividade que a diretoria do Santa Cruz fechou ontem uma parceria com o empresário Édilo Tencourt, o qual trabalha com jogadores oriundos das divisões de base do Internacional, do interior de São Paulo e do futebol paranaense.

    Segundo Tencourt, está quase certa a contratação de Paulo Comelli, treinador do Noroeste, para dirigir o Santa na série B.”

    Ótimas novidades, não é? Um abraço!

  3. milton pereira
    3

    Vocês continuam acreditando nessa piada de 1 de abril ! Tudo isso deve ser gozação de algum burronegro.

  4. Carlos da Lapa
    4

    vai na paz lobo do mar… essa estória da parceria é verdade? bora falar sério!!!!

  5. milton pereira
    5

    Memo que fosse verdade, não Temcourt que aguente ! Eita 1 de maio quente. Quero ver se houver invasão dos Irmãos Metralha a Policua não vi prender eses criminosos ! E o povão, que fará ?

  6. milton pereira
    6

    digo , a polícia não vai prender esses criminosos…

  7. Bonito texto Dimas. Espero que quando ele voltar encontre o mais querido em outra situação.

    Não houve invasão Carlos. Os babacas da inferno devem ter ficado em casa.

    Anízio, até que me provem o contrário,o texto sobre a parceria é uma pegadinha de 1º de abril. No começo, como estou ansioso por boas notícias, até acreditei. Mas…..

    O texto foi postado à 0:01 do dia primeiro de abril, o empresário de Wagner Love se chama Cláudio Guadagno, os jogadores do inter não existem; observe o cacófato no nome do “empresário” (precisa dizer a pronúncia correta para Tencourt?), o ‘meia’ patrocinado pela Lupo, o zagueiro-xerife vindo do México ou do Oeste Americano. E finalmente, quem danado terminaria uma entrevista séria com: ‘quem tem Court tem medo’ e “quem tem medo de cagar não come”?

    Outra coisa, o perfil de todos os jogadores prometidos corresponde exatamente ao que os blogueiros estão cansados de pedir nos comentários.

    Saudações tricolores!

  8. milton pereira
    8

    Agora que foi desvendada a mentira de 1 de abril, já posso rir, embora com raiva de se tripudiar tanto com o Santa! O mero lacerda deve ter rido muito de nós. Que ele vá pra PQP !

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *