Fiel da balança

As eleições no Santa Cruz estão se aproximando e o quadro eleitoral segue indefinido. Jonas Alvarenga saiu do páreo (na verdade, nunca entrou!) e deixou FBC sem candidato. Nos últimos anos, apenas o Diminutivo (Toc! Toc! Toc!) não lançou sucessor. FBC provavelmente também não lançará, no máximo, adotará um.

Sua última cartada, segundo os jornais, será Sebastião Oliveira, deputado estadual recém-eleito. A dificuldade é, como salvador da pátria da vez, Oliveira, ao que parece, só quer ir na boa; isto é, só será candidato, caso não haja bate-chapas. Sentado na varanda do meu apartamento, com os pés confortavelmente em cima de uma cadeira, tomando uma cervejinha bem gelada e olhando tudo isso de cima, não pude deixar de lembrar da propaganda de um supermercado popular que existia na década de oitenta, creio eu, que dizia assim: “se quer moleza, meu irmão, vai no Balaio!”.

Se Oliveira não perceber que não basta ser candidato, tem que participar das eleições, o precioso apoio de FBC poderá cair no colo de Sérgio Murilo. Acredito nisso, por causa do perfil dos dois outros candidatos (Antônio Luiz Neto e Joaquim Bezerra), pois tenho lá minhas dúvidas se um e outro agradam a FBC.

Caso isso ocorra, Sérgio Murilo será indubitavelmente o favorito nas eleições, a menos, é claro, que apareça uma Marina Silva em seu caminho. Também não descarto a possibilidade, já que virou moda, que o fundamentalismo político possa atrapalhar a sua vitória. Assim, surgiriam boatos espalhados pela cidade dando conta que Sérgio Murilo é contra, por exemplo, o aborto. Uma coisa terrível! O candidato, por sua vez, tentaria explicar que é a favor da vida, mas ninguém lembraria que o orifício na extremidade do intestino grosso não teria nada a ver com as calças, pois o tema passa longe das eleições do Santa Cruz.

Entretanto, como o nível dos debates nas Repúblicas Independentes do Arruda costuma ser mais rasteiro do que a concorrida corrida presidencial no país, não me surpreenderia se o boato tivesse o efeito de um chute na altura da bolsa escrotal. Panfletos espalhados em frente ao clube no dia da votação insinuariam que o candidato teve continência urinária até a idade adulta. E terminaria com uma pergunta definitiva: “Você confiaria num presidente que mijou na cama até os 25 anos?” A essa altura, não haveria tempo suficiente para que o candidato pudesse provar, através de depoimentos dos familiares, que as informações eram caluniosas. Assim se decidiriam as eleições no Santa Cruz.

No vácuo do poder, eis que ressurge das cinzas a candidatura de Zé Neves. Neves, além de si mesmo, encontrou apoio em José Nivaldo Jr. e partiu, segundo os jornais, para Portugal a fim de firmar parcerias com alguns clubes de lá. Como o Náutico, que ultimamente anda tão esculhambado quanto o Santinha, anunciou um acordo com o Benfica, bem fico na esperança que de lá da terrinha Zé Neves traga uma parceria com o Porto. Afinal, se o clube de Rosa e Silva pode, por que a gente não?

Embora reconheça que, de todos os candidatos, Neves é o que tem a maior rejeição da torcida, não se deve desprezar sua capacidade de articulação. Ele conhece como poucos os atalhos que levam ao poder.

Mesmo assim, ainda acredito que FBC será o fiel da balança nas próximas eleições; troço, no mínimo, esquisito, já que ele fracassou incontestavelmente no futebol, mas conta com a simpatia da torcida. Convenhamos, é difícil não gostar do cara depois da reforma no Arruda. Eu mesmo, que já fiz inúmeras críticas à sua gestão, acho-o simpático pacas. E não estou de brincadeira. Entre tantos dirigentes truculentos, FBC é um oásis de simpatia. E para a torcida, simpatia é quase amor.

Qual o presidente ideal para o Santa Cruz nas próximas eleições?

  • Sérgio Murilo (54%, 89 Votos)
  • Jonas Alvarenga (15%, 24 Votos)
  • Não sei (13%, 21 Votos)
  • Fernando Bezerra Coelho (8%, 13 Votos)
  • Antônio Luiz Neto (5%, 9 Votos)
  • Lula Cabral (2%, 4 Votos)
  • Sebastião Oliveira (2%, 3 Votos)
  • Joaquim Bezerra (1%, 2 Votos)

Total de votos: 165

Carregando ... Carregando ...

Votação encerrada

Quem foi o principal responsável pela eliminação do Santa?

  • Todas as anteriores, dou um no outro e não quero torna! (34%, 33 Votos)
  • Raimundo Queiroz, que montou um time ruim da gota! (28%, 27 Votos)
  • Os jogadores, um lote de frouxos e cambada de pernas-de-pau! (27%, 26 Votos)
  • FBC, pense numa decepção! (7%, 7 Votos)
  • Givanildo, que desaprendeu a armar um time e a subistituir jogadores. (3%, 3 Votos)

Total de votos: 96

Carregando ... Carregando ...

21 Comentários

  1. Eu acho, meu caro Dimas, que a torcida deveria participar mais deste processo de eleição, aliás, acho que temos a obrigação, até mais do que ir ao campo em dia de jogo. Mesmo o torcedor que não seja sócio não quer dizer que não tenha nenhum direito de opinar ou protestar, pelo contrário, afinal de contas, se formos para a ponta do lápis, concluiremos que nós gastamos uma nota preta o ano inteiro somente indo ao campo. Convenhamos, ilustre Dimas, o clube não tem lá tantos atrativos para que se tenha muitos sócios, a começar pelo descaso (que para mim é um descaso) para com o torcedor. Porém, ao mesmo tempo fico triste em saber que a torcida fica esperando que a salvação caia do céu, pois não nos movimentamos para nada, absolutamente nada. Proponho um fórum entre nós, ao vivo e a cores, sem internet, cara a cara. Proponho exigirmos de quem quer que assuma a presidência do nosso amado clube, uma reformulação em seu estatuto com leis claras e concisas onde não haja espaço para o amadorismo e os “cargos de confiança”. Proponho redigirmos em carta aberta a nossa opinião com relação a essa questão. Sou o primeiro a candidatar-me, trabalho e estudo como muitos de nós, tenho responsabilidades e obrigações primordiais como muitos de nós, mas sei que posso reservar um tempinho para o meu Santinha, assim como em dia de jogo. Acho que quem salvará o Santa Cruz somos nós mesmos, como tem sido nesses dois últimos anos, resta saber quem vai querer. É marcar o dia e a hora, estarei lá, e vocês?

    • Guto,

      Concordo contigo. A torcida coral participa muito pouco da vida do clube. Entretanto, vale a pena lembrar que alguns de nós já saímos diversas vezes da internet e fomos para as ruas. Quem não lembra da mobilização para tirar Edinho, por exemplo?

      Nesta mesma gestão, participei junto com alguns tricolores do Conselho Deliberativo. Aquilo lá é feito para não funcionar. Chegamos ao ponto, na inércia do presidente do conselho, de elaborar um estatuto e entregar de mãos beijadas, mas nada aconteceu.

      Vale lembrar que a movimentação da torcida tem que ser intensa, caso contrário, não causará efeito. Somos tímidos, é verdade, mas descobri ao longo dos anos, que não basta ter vontade e arregaçar as mangas. O modelo arcaico de gestão que está arraigado nas paredes do clube, como lodo, não facilitará que as coisas aconteçam.

      Muitos tricolores já trabalharam como voluntário dentro do Santa Cruz. Alguns ainda estão lá, outros deram no pé e sequer voltaram a campo. Se a gente não levanta o clube, quando se aproxima, certamente cai doente.

      Saudações corais,

      Dimas Lins

  2. Neves também se referiu ao clamor da Nação Coral pelo seu retorno (bastava sair às ruas). Agora, poderá lançar nova chapa (divulgado pelo JC). Tendo Nivaldo Jr. como marqueteiro, poderemos presenciar um tsunami de votos a seu favor.

  3. É verdade, Dimas, concordo que houve mobilização, sim, e admiro, tanto é que surtiu algum efeito. Mas acredito ainda que a insistência pode tornar o que queremos possível, talvez seja a única chance, ainda mais se a imprensa pernambucana perceber que o movimento tornou-se maciço e passar a dar uma certa importância, entenda-se por audiência. O LEF está por aí mais uma vez, o que torna nossa vida ainda mais difícil. Nós sabemos que enquanto não tomarmos uma posição firme esses caras nunca cansarão. Temos um veículo que de certa forma dissemina informação, por que não usá-lo para uma convocação? Chamar a atenção mesmo! Entretanto com organização e respeito, apesar de nosso pavio ter se esvaído há muito.

  4. Roberto Andrade Sócio
    4

    sebastião oliveira declinou da candidatura para apoiar sergio murilo, está no twitter do candidato sérgio murilo…

    • Então está consumado. Sérgio Murilo será o novo presidente tricolor, caso, é claro, não apareça uma Marina Silva em seu caminho.

      Saudações corais,

      Dimas Lins

  5. Segundo informações do site “Superesportes” parece que Sérgio Murilo será mesmo o candidato da situação. Mas o que me deixa mais intrigado é a capacidade desse pessoal, eles já não tem mais receio de fazer as coisas e se mostrar. O mesmo Constantino Júnior que está tirando Victor Hugo a qualquer custo do Santa Cruz (transferência para o grandioso Atlético Pinheiros/SC, como exemplo temos o Hugo, zagueiro; Jairo, que eu não sei mais onde está; entre tantos outros)é o mesmo que provavelmente fará parte dessa nova composição da situação. Como se dá o nome disso então? Eu já não sei mais. Sem futuro… Só vejo mais uns… Aproveitadores, para não dizer outra coisa.

    • Roberto Andrade Sócio
      5.1

      Caro Guto, o constantino é outro. saiu em jornal e tudo.

    • Dois Constantinos Jr.?

    • Esta questão do nome de Constantino Jr foi exaustivamente esclarecida pelo próprio empresário de Vitor Hugo que é apenas homônimo do outro.

  6. José Nivaldo Jr. não é aquele que, num surto de imbecilidade, sugeriu a impossibilidade de sobreviência de três clubes grandes aqui em Recife? E ainda deixou nas entelinhas que o Santa deveria sumir do mapa?

    Espero que a avalanche seja outra e eles não escapem.

  7. Dimas, eu sei que o “nive é horrive”, mas, incontinência urinária é sacanagem (hehehe).

  8. Desculpem-me então a minha ignorância, e ao Constantino também se é que ele deu uma passada por aqui.

  9. Hélio Mattos
    9

    Comentário tardio à resposta do Dimas no texto anterior:

    Murro em ponta de faca? Desânimo, abandono?
    Dimas, para vocês, escribas, não há um meio termo. Sinto muito mas, para vocês, este meio termo não há.
    É uma condição à qual vocês assinaram um termo de responsabilidade.
    Se foi com o Altíssimo ou com o Cão não interessa. Assinaram sim, um termo de responsabilidade para com a escrita e todas as suas dores, alegrias, mazelas, euforias, tristezas e suscetibildades.
    Se a tristeza dói menos no papel do que na realidade, cabe apenasmente a nós, meros leitores, a tarefa de nos aliviarmos ao final de cada capítulo.
    A vós, escribas, cabe apenasmente a resignação de pelo menos estar fazendo o seu trabalho e sentindo forte, muito mais forte do que nós, as dores do mundo.
    Como um paliativo ao vosso sofrimento eu recomendo lembrar dos poetas setecento/oitocentistas que faziam de tudo e mais um pouco, no sentido de se aliviarem do pesado fardo de viver escrevendo, com soluções bem pragmáticas do tipo morrer de uma tuberculose, naqueles tempos em que não havia escapatória.
    Não precisamos chegar a tanto, não é? Mas precisamos nos convencer, através deste exemplo, de que escrever é algo que, se não chega a nos levar sete palmos abaixo da terra, chega a nos mortificar de alguma maneira.
    Rezo para que você não desista nunca, companheiro Tricolor.
    Amém!

    • Hélio Mattos,

      Assim não vale, você jogou uma baita responsabilidade em nossas costas.

      Vou te confessar com sinceridade que pensei em dar férias coletivas ao TC ou mesmo, de maneira mais radical, fechá-lo para balanço e ver, lá na frente, no que iria dar. Entretanto, não consigo. No entanto, não tenha dúvidas, tanto mais a gente fica sem ver a cor da bola, tanto menos há o que escrever.

      No começo, quando criei o TC, éramos um blog que replicava notícias, depois passamos a fazer crônicas, que é o que gosto de verdade – basta ler o Estradar, meu blog de contos e crônicas. Infelizmente, por causa do contexto, passamos a discutir o clube pela visão da política e aí, caro amigo, é onde bate o cansaço.

      Ainda assim, acho que tanto escrivinhadores quanto leitores sentem a mesma dor. O clube é o mesmo e a paixão também. Apenas uns botam isso no papel (virtual, que seja), enquanto outros suportam calados.

      Saudações corais,

      Dimas Lins

  10. Hélio Mattos
    10

    A propósito, sobre as eleições tricolores 2010, eu tenho a declarar que, como eleitor da Marina, estou à espera de uma opção do tipo ela mesma.
    O tal efeito Marina já conta de antemão com um ansioso eleitor.
    Não sei a sua real intenção mas, se você falou com ironia, deu de cara com um potencial eleitor do (factível) aguardado efeito Marina.

    No mais eu vou votar é no Sérgio Murilo mesmo..

    • Hélio Mattos,

      Marina, no contexto do texto (gosto de escrever essas coisas que parecem repetidas, como Benfica, bem fico; concorrida corrida e lá vai), pode ser vista de duas formas: tanto como o surgimento de um candidato de peso, quanto pela ironia.

      A eleição desse ano está igualzinha a Série B, fácil de chegar, porque não há concorrente de peso. Imagine, por exemplo, se houvesse bate-chapas na eleição passada. FBC passaria por cima dos outros candidatos como um rolo compressor. Esse ano não. Qualquer candidato tem condições reais de ganhar o pleito.

      Mesmo assim, acho que Sérgio Murilo encorpou sua candidatura depois do apoio de FBC e Sebastião Oliveira.

      Saudações corais,

      Dimas Lins

    • Wilton Monteiro

      Dimas,
      Ou a notícia do tal apoio de FBC a Sergio Murilo é factóide, ou o próprio presidente é bem “sabonete”.
      Explico:
      Ontem, feriado, estava em Porto e minha casa é bem próxima a de FBC.
      Estava na praia e ele passou caminhando, nos cumprimentamos e eu aproveitei para sapecar a pergunta mais cabível para o momento:
      “Presidente, quem será o homem?”
      Ele me respondeu que defende sempre a união entre todos e que dos nomes postos, o mais radical em termos de insistir em BATE CHAPA era o de Sérgio Murilo.
      E tem mais: Topa compor numa chapa, ficando a frente do Cons Deliberativo.
      Ao menos uma boa notícia, ele não se afastará.

    • Wilton,

      Olha, posso estar enganado, pois faço apenas um exercício de avaliação do cenário futuro, mas um dos motivos que FBC teria para se fazer (ou fazer) o presidente do Conselho Deliberativo na próxima gestão, seria para não ser surpreendido por nenhuma circunstância adversa. Não quero dizer com isso que haja razão para ele temer. Acho que seria uma precaução. Mas como disse, tudo é só um exercício de imaginação.

      No mais, acho que FBC preferia ter seu próprio candidato, mas dado ao fracasso de sua gestão, não conseguiu fazer um candidato de sua própria escolha. A sua demora em se posicionar sobre este ou aquele candidato deve-se exatamente a essa dificuldade.

      Dessa forma, a sucessão presidencial do Santa Cruz vai correndo alheio à vontade do presidente. Ainda assim, acredito que FBC fechará com Sérgio Murilo.

      Saudações corais,

      Dimas Lins

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *