Esquecer

Depois da eleição tricolor, procuro o esquecimento. Quero recalcar a esperança, colocar a vadia lá no fundo do meu inconsciente. Não será um recalque duradoiro, é certo. Dois anos é pouco tempo, e qualquer sofá fubeca de psicanalista aguenta o tranco. E nem preciso disso, cá entre nós, pois uma cervejinha resolve todas as angústias. E, se não resolver, um choramingo pinguço, numa mesa de bar e contanto com a paciência de um ombro amigo, sempre deixa a gente mais leve. Claro, de vez em quando, um pesadelo aqui, um sonho meio esquisito acolá, mas nada que me desestabilize. Espero não sonhar com cobras — pega mal.

O fato é que preciso esquecer.

Mas o quê?

(…)

Eita, quase me esquecia.

Antes de apagar tudo da minha memória, escrevo sobre…

(…)

Esquecerei o sonho de democratizar o Santinha.

A palavra “democracia” é tabu lá no Arruda – mais do que proibida, é uma palavra vã. Somos uma “república independente”, o governo do faça-nos rir. Pena, pois democratizar o clube seria a única forma de contar com a torcida sem demagogia, sem ufanismo, sem instrumentalizá-la. Discurso politiqueiro, esse de falar da torcida. Discurso cínico. Por que não falam de participação, de associar a massa, de democratizar as decisões no clube? Nunca falarão, pois nosso verdadeiro regime político é a oligarquia – por isso, não conseguimos nem mesmo realizar uma eleição decente.

Tanto quanto o futebol, o que mais me decepcionou em FBC foi sua dificuldade ou incapacidade  em esboçar sequer um tiquinho de democratização no clube. Reflexo de suas concepções políticas? Talvez. FBC não estava nem aí. Nunca esteve. Sua política foi a de nivelar tudo. Com isso, os tricolores perderam uma conquista preciosa: depois de tanta desgraça, sabíamos quem era quem no clube. Sabíamos quem era o LEF – demos até seu apelido. Dois anos de FBC e tudo foi esquecido, todos os gatos ficaram pardos, novamente, e o discurso hipócrita da união e da conciliação pôde reaparecer com força.

Agora, o ex-salvador da pátria será o presidente do conselho, de um espaço deliberativo que não vale nada, pois foi feito para funcionar assim, na base da fidelidade canina ao executivo e da desmobilização. No fundo, é seu espelho, embora não precisasse de sua presença. Aliás, pra quê?! Sua ausência preencheria, certamente, uma lacuna no conselho.

Esquecerei o estatuto.

Pra que democratização, logo, pra que um estatuto decente? Pelo amor de meu Santinha, nem um estatuto conseguiram fazer. Era tão óbvio, tão vital, mas tão… perigoso. Foi o atual estatuto que legalizou a empulhação eleitoral. Somente covardes legitimam um embuste. Pois uma patifaria, mesmo legalizada, continua, vejam vocês, uma patifaria. É cultivar a oportunidade política dizer tão tranquilamente essa pérola:

Essas regularizações têm sido vantajosas para a arrecadação e para a democracia do clube. Sou contra essa mudança, mas isso depende do Conselho Deliberativo. A oposição sabia que existiam sete mil sócios que poderiam se habilitar para participar das eleições. O Estatuto permite que se faça isso. É a regra do jogo. Não vejo nada de anormal.

Estamos diante de uma concepção bem curiosa de democracia. Um casuísmo permite grana e votos de sócios; logo, é democrático. Claro, é o estatuto, a regra do jogo legalizando a hipocrisia. Se for legal, é normal. E o cara é político, vejam vocês, e transparente. Pensa, de fato, assim. É coerente, pois seus interesses ditam seu discurso e sua prática.

Como bem afirmou FBC, outro mestre das oportunidades políticas:

No Estatuto, não há nenhum dispositivo que proíba que um associado inadimplente quite seu débito e fique apto a votar de imediato. O clube vive uma dificuldade financeira e se a eleição ajudou a aumentar o número de sócios em dia foi bom.

Compreendo, enfim, por que jamais FBC quis mudar o estatuto. Queria ajudar as finanças do clube no fim de sua gestão. Estamos diante de abnegados tricolores, de altruístas que pensam sempre no bem do clube. Amém.

Claro, os pulíticus sabem que é crime eleitoral utilizar artifícios, nas eleições, que caracterizem a compra de votos.  Na República do Brasil, não pode; na República do Arruda, pode?! Afinal de contas, o que seria transformar, em dois dias (!), 800 sócios inadimplentes em sócios aptos a votar? Seria um eufemismo de compra de votos? Não, na verdade, aconteceu o milagre dos votos, produzido pelo São Estatuto! Em suma, os pulíticus não tiveram a dignidade republicana em barrar o uso legal de um casuísmo.

Esquecerei uma campanha de sócios acoplada à palavra de ordem “Participação”.

Os sócios não são vistos nem mesmo como consumidores, quanto mais… São vistos como manada de eleição, bucha de canhão eleitoreira. A próxima campanha de sócios terá como slogan “eleição permanente”; teremos assim, fazendo alguns cálculos baseados na matemática da safadeza, 400 sócios por dia, isto é, 24 mil sócios em dois meses.

Esquecerei a profissionalização do clube.

Saiu um amador, entrou outro. Cadê a gestão esportiva? Tudo promessa e espetáculo. Planejamento algum, só jeitinho, jogo de tentativa e erro, salários atrasados e dívida de R$ 1,8 milhão. Repetiu-se a velha mania tricolor de empurrar tudo com a barriga — já notaram que todos os presidentes adquirem, com o mandato, uma enorme barriga?

Pois é…

(Ai, ai, algumas vezes, penso que, para dar um pouco de luz ao Santinha, só mesmo se lhe atearem fogo. Mas um clube nunca acaba, nem com fogo, apenas se abandona)

Nelson Rodriguez, o grande crítico da hipocrisia, dizia que

O ser humano é cego para os próprios defeitos. Jamais um vilão do cinema mudo proclamou-se vilão. Nem o idiota se diz idiota. Os defeitos existem dentro de nós, ativos e militantes, mas inconfessos. Nunca vi um sujeito vir à boca de cena e anunciar, de testa erguida: – ‘Senhoras e senhores, eu sou um canalha.

Ah, o grande escritor não conhecia o Santinha, essa ágora da canalhice. Aqui, os velhacos batem no peito, desfilam sua arrogância e usam medalhinhas da hipocrisia. E os tolinhos, os cretinos e os patifes batem palmas, vibrando com a união de todos, com a conciliação tricolor.

Sim, esquecerei um bocado.

Enfim, esquecerei essa eleição, o antigo e o novo presidente. Já tô esquecendo. Aliás, quem é mesmo?!

Só não esquecerei de torcer. Farei a separação saudável entre futebol e política. Que se danem os canalhas, os patifes, os cretinos e os tolinhos. É sempre a mesma sacanagem de sempre. Querem o clube? Que o assem e o comam! E que tenham uma baita indigestão.

Fico com a torcida na arquibancada. A torcida não morre, os lefes, sim — que se encontrem no Inferno!

Parodiando o grande escritor: clube é futebol, o resto é crônica esportiva.

PS: não esquecerei Lula. Quem me conhece sabe que não sou lulista, muito pelo contrário. Porém, tenho memória e sei reconhecer o maior mérito do ex-metalúrgico: retomamos o caminho, perdido em 64 no golpe militar. Foram 21 anos de tragédia e 17 de zigue-zagues na História. Reencontramos a direção; agora, é encontrar o sentido (hehe).

PS2: o Brasil é… Mulher!

33 Comentários

  1. Bosquímano
    1

    Clac, clac, clac….

    Palmas, muitas palmas…

    Perrusi, ou eu sou muito puxa-saco, ou em outra encarnação fomos a mesma puta, talvez francesa, tricolor! Que capacidade desgraçada de expressar o que eu também sinto.

    Depois deste texto, nada precisará ser dito, ou escrito, sobre a eleição (hein!?) do Santinha.

    De resto, me resta a arquibancada…

    • Sim,uma mulher, porque agora é moda ser mulher 🙂

      Sim, éramos uma puta, chamada esperança, uma francesa bem cara e perfumada.

    • Puta francesa é chique!

      O problema é que Esperança caiu no Arruda. Aí já sabe “eu, eu, eu, caiu no Arruda se fudeu”.

  2. Anderson Seabra
    2

    AS RENTÁVEIS ARENAS MULTIUSO E OS CUSTOSOS ESTÁDIOS

    O São Paulo no ano de 2010 vai lucrar, apenas com o Morumbi, o montante de 35 milhões de reais. Não é que nos jogos do campeonato brasileiro o estádio esteja sempre lotado, pelo contrário, arrecadação no jogos de futebol está bem abaixo daquilo que é arrecadado com o aluguel do estádio para eventos. No show da Banda Black Eyed Pears – marcado para o mesmo dia de um jogo contra o Atlético-PR que foi realizado na Arena Barueri – o Tricolor do Morumbi arrecadou R$ 1 milhão de reais com arrendamento do seu estádio e mais 250 mil na bilheteria em Barueri. Mas não é apenas o São Paulo que tem visão panorâmica para os negócios, Figueirense – clube da série b – também vai faturar alto com show da banda Eyed Pears no Orlando Scarpeli e o Internacional – clube que possui mais sócios das Américas – receberá Paul McCartney no Beira Rio

    Esta mesma banda – Black Eyed Pears – passou pelo Recife, cidade que está cada vez mais no roteiro de grandes bandas internacionais, e o Santa Cruz, mais uma vez, perdeu a oportunidade de lucrar pelo menos uns 500 mil reais arrendando também seu estádio para estes eventos.

    Estes shows são grandes oportunidades do Santa Cruz se capitalizar e transformar o estádio do Arruda em um patrimônio rentável. O Santa Cruz deve, urgentemente, transformar seu estádio em uma arena multiuso, ou seja, o estádio deve ter sua utilização também para outros eventos que não apenas futebol.

    Apesar de a torcida coral ter a maior média de público do Brasil em 2010 , em termos de arrecadação, o valor arrecado nas bilheterias desses jogos está muito abaixo daquilo que o Santa Cruz poderia arrecadar para outros eventos. Projeta-se que por cada show realizado no Arruda, o Santa Cruz poderia receber de 500 a 750 mil reais.

    Quando a reforma da Sala de memória terminar, o clube poderá arregimentar ainda mais suas receitas cobrando ingressos pela visitação, outra dica seria criar uma calçada da fama dentro da sala de memória com os grandes jogadores que já pisaram no gramado do Arruda como: Pelé, Rivaldo, Zico, Ramon, Bebeto, Romário, Kaká, Robinho, Cabanãs…

    Outro grande potencial a ser explorado é transformar toda a fachada do clube em um grande Shopping Center com restaurantes, livrarias, cinemas. Na região não existe nenhum shopping e há uma demanda muito boa na redondeza como Encruzilhada, Rosarinho e os Aflitos.

    • Marília Gomes
      2.1

      Fico impressionada, Anderson, como idéias tão importantes como essas citadas por você, não são levadas adiante. Parabéns, essa de transformar a fachada do clube em restaurantes, livrarias entre outros, é uma idéia completamente plausível. A de realizar shows la, aff, nem comento mais. Não consigo entender, juro que não…

    • Seabra me lembrou de outro esquecimento: esquecerei ideias originais e que gerem receitas para o clube. Assim, esquecerei a ideia de “transformar toda a fachada do clube em um grande Shopping Center com restaurantes, livrarias, cinemas”. Mas que seria formidável, ah, se seria!

    • Anderson Seabra

      Perrusi,
      Existe um grande filme chamado ” Um sonho de Liberdade”. Nele Tim Robins usa o método bate-estaca: Expor sua ideia até a exaustão, mas não a exaustão da ideia e sim a exaustão de quem a ouve.

      Sobre seu texto,

      Acho que chegaste as entranhas do clube, as eleições no Satinha têm um movimento cíclico.
      Mas vou torcer muito para que ALN leve o time à série c.

    • anderson seabra, meu eterno sonhador. a bronca é tirar galvão daquele lugar para construir um xopin.

    • Anderson Seabra

      Almir, olha ao teu redor e vê onde chegamos por causa da mesmice, Galvão não é o dono do Santa Cruz.

  3. Marília Gomes
    3

    Parabéns pelo texto. Perfeito!!!!!

  4. Muito bom, Artur.

    Vejo cada defesa aqui dos procedimentos dessa eleição que dá mais tristeza do que a própria eleição.

    Saudações corais,

    Dimas Lins

  5. Luís Henrique
    5

    Prezado Artur,

    Não o conheço, mas permita-me parabenizá-lo.
    Esse é um dos melhores textos que já li neste blog. Diria até que, exceto pelos excelentes textos de Samarone no Blog do Santinha, há tempos não vejo palavras tão lúcidas sobre o nosso querido e combalido SANTA CRUZ.

    Abraço e Saudações Tricolores.

  6. Artur, apenas um “porém”, que a cervejinha não seja frevo, porque aí não
    há angústia que acabe, te parabenizar pelo texto, é chover no molhado, valeu!
    Saudações corais.

  7. FBC, sempre foi um político menor, do tipo medíocre mesmo, proviciano por natureza, paroquiano por vocação, nunca fez muita questão de esconder esta sua faceta. Deverá certamente encerrar sua “brilhante” carreira politiqueira disputando e comprando votos para vitória do cordão azul do pastoril da quermesse da matriz de um bairro de Petrolina.
    Quando ele solta esta Pérola tão bem destacada pelo autor, que esta Atualização é bom para aarecadação e para democracia do clube, ele mente duplamente de forma descarada. Pois este truque que ele organizou é péssimo para qualquer coisa que se diga democrática, e quanto a arrecadação do clube, conta outra meu caro Fernando, grana virtual só é bom naqueles joguinhos tipo Banco IMobiliário.
    Existe uma Linha Tênue, uma sútil diferença, entre o pai que paga para o filho se atualizar, que o patrão pague para seu funcionário se atualizar, que a torcida organizada X se cotize para atualizar seus integrantes, é péssimo, é discutível, mas é válido.
    O Problema que o papo é outro, é nesta sútil diferença que FBC, ALN, e outros Asseclas estão se apegando para confundir os menos informados. Quando a oposição reclama, quando o Tricolor do bem também grita, é porque está contra o grande esquema que foi aramado para conseguir gente para voltar. Estamos falando de esquema, de mutreta, de carta marcada, onde envolve Presidente, Candidato a presidente, ex-presidente, chefe de torcida, voluntário, funcionario graduado, funcionário xinfrim, todos unidos nesta tramóia, onde bastava informar uma lista com vários nomes de sócios que sumiram do clube há anos, que num simples clicar, pronto estavam todos regularizados. Aptos a fazerem o papel de democratas, de cidadão coral preocupado em eleger aquele que lhe deu uma grande boquinha.
    FBC, Ah FBC, como eu gostaria de ver sua carinha de revolta no dia que o Governador tirou seu pirulito da boca e entregou ao Senador Armando Monteiro, dizem que vc ficou tendo chililiques.Vc é um político mesquinho, pequeno, que gosta da adulação e da chupeta. És um grandissíssimo embuste.
    Eu ao contrário do que muitos apregoam, quero ver o Time ganhar, mas quero que ALN e FBC, sofram na sua vida pública, todo o tipo de achaque, e derrotas, para ficarem quites com suas mensalidades no inferno.

  8. Marcos Tricolor
    8

    É como está o nosso amigo FABIANO PINHEIRO. o paladino da moral , o implacável contra os LEFS, como deve ser a sensação de ter sido eleito num pleito de voto arranjado.
    Como deve ser ver o seu palanque todos abraçados com ALN. ROMERITO, FBC, Inferno Coral, o que será que Fabiano falou quando comemorou a vitória estando ao lado de Romerito.
    Nada como um dia atrás do outro, eu teria vergonha de olhar para os meus filhos.

  9. Sandro Coralense
    9

    texto fantástico. parabéns!

    agora é separar as coisas. continuarei torcendo pelo santa, muito mais do que qualquer presidente que por ali passa!!!!

    SAUDAÇÕES TRICOLORES

  10. rubemjunior
    10

    Boa noite!

    Shows ????? Só se for de Brega, e olhe que ainda tem sócios que vai.

    Vixe.

    • Anderson Seabra
      10.1

      Então seremos engolidos, você tem um estádio com capacidade para 60 mil pessoas, com 16 mil lugares cobertos e perde a oportunidade arrendá-lo para um lugar onde todos irão assistir ao show em pé levando sol na cara ou chuva na cabeça com direito a lama até o pescoço como o Jockey clube. É muita falta de visão, enquanto isso nossos adversários naturais como São Paulo e Internacional recebem R$ 1 milhão por show. ACORDA SANTA CRUZ!!!

    • Marília Gomes
      10.2

      Oxe, e qual o problema, Ruby???

      Não entendi essa tua critica… Sócio não pode fazer o que quiser? inclusive, ir a um show de brega??? agora foi que lascou de vez kkkkkkkk
      Pois fui ao que teve no Arruda. Por mais que não tenha passado muito tempo, me divertir muito, por que a Mega liga junta, não tem pra ninguém. E se fizerem outros, por favor divulgar. Por que se estiver com vontade, vou novamente.

  11. Assino embaixo, concordo, corroboro, subscrevo, voto com o relator…

    JN,RJ,EN,FBC,ALN…PQP!

  12. Parabens ao texto ,impecável!.Ótimos comentários!!Parabéns Anderson, vc tem uma macrovisão administrativa.Só o Santinha não enxerga o óbvio. Lamentável!!

  13. Perrusi, texto muito bom, deixando as coisas bem claras, transparentes.
    Participei pela chapa adversária do que julgava uma eleição. Não sabia que estava participando do segundo maior teatro ao ar livre do mundo, perdendo apenas para Nova Jerusalém. Fiquei decepcionado e perplexo.
    E com que tranquilidade eles admitem golpes eleitorais, heim?
    Vamos em frente.
    Samarone

    • Grande Samarone,

      não só admitem; eles defendem, afinal, é legal, democrático e gera arrecadação!

  14. Já tenho 100 pessoas do meu bairro que garantiram não ir mais ao campo enquanto esta gestão perdurar. Pretendo juntar mais. O saco está realmente muito cheio pra “começar tudo de novo”. Tomara que ninguém vá para o campo, nem vire sócio e termine de lascar tudo. Não sei separar Santa Cruz de política, não vou insistir em ser otário mais uma vez. Ou muda ou acaba.

  15. A eleição já acabou. Portanto vamos desarmar o palanque.

  16. Eduardo Ramos
    16

    Perrusi, o texto está irretocável. Parabéns.

    Após a eleição, cujo resultado era mais que esperado, entendi naquele momento que o grande perdedor foi a esperança de um novo Santa Cruz. Um Santa Cruz com cara, jeito e cheiro de povo. Um Santa Cruz onde o Conselho Deliberativo trouxesse um novo modelo de se fazer política dentro do clube, e que transformasse o Conselho Deliberativo em um fórum de idéias, de proposições e de incansável fiscalização de atos e de atitudes dos dirigentes.
    Fica pra próxima.

  17. Tricolor/RJ
    17

    O regime que perdura no futebol é a ditadura, em todas as esferas, da FIFA (há quantos anos está o Blater no comando? Que só entrou por acordos com o Havelange) até os clubes, salvo algumas exceções. Só entra no comando de alguma coisa quem é do esquema ou cede ao sistema, como diria o Coronel Nascimento, O SISTEMA É FODA!!

    Parabéns ao Sérgio Murilo, tb ao Samarone, pelo menos plantaram uma semente, quem sabe daqui há uns 10 anos chegamos ao nível de um Internacional em termos de eleições clubísticas.

  18. JOSÉ GOMES
    18

    TOMEI A LIBERDADE DE, DEPOIS DESTAS ELEIÇÕES, ENVIAR, VIA CORALNET, A SEGUINTE MENSAGEM PARA A DIRETORIA DO SANTA CRUZ:

    “GOSTARIA QUE A CORALNET, POR FAVOR, ENVIASSE ESTA MSG À DIRETORIA DO SANTA:

    Senhore Diretores, e em especial Presidente Fernando Bezerra Coelho:
    Nos últimos dias das eleições para a nova Direotria do Santa Cruz, grande foi a gama de denúncias sobre “fraude” na compra de votos, na imprensa, em blogs e e-mails de torcedores.

    Fui criticado e tachado como defensor dos “autores” de eventual “fraude”, ao dizer que discordava de que havia alguma fraude, mas sim, no máximo deslealdade eleitoral, ou falta de ética, ou atitude imoral, e não crime, mas que torcia que o dinheiro arrecadado com a atualização das mensalidades fosse revertido para atualização dos salários dos funcionários, o que se faria por justiça.

    POIS BEM: para o bem de todos e em nome da transparência, eu rogo para que os senhores eliminem essa “mácula” deixada nas eleições com a seguinte atitude:

    – divulgação, aos sócios torcedores, do valor total arrecadado com o pagamento das mensalidades atualizadas;
    – destinação do valor arrecadado em prol dos salários dos funcionários, atualmente atrasados.

    Com essa atitude, essa Diretoria resgataria sua idoneidade, e eliminaria a desconfiança suscitada por quem tinha interesse.

    No entanto, em não acontecendo isso eu digo aos senhores: sei que minha opinião pouco vale nisso tudo, mas, se isso não acontece, a nova diretoria já começa seu mandato não tendo o meu respeito.

    Com apreço. santa Sempre
    José Gomes”

  19. JOSÉ GOMES
    19

    PERRUSI, parabéns pelo texto.

    Eu não acredito que a democratização do Santa Cruz virá de cima para baixo. Mas eu estive observando o grande volume de sócios-torcedores com capacidade de opinar, e até mesmo de formar opiniões.

    Com base nisso, levantei, na fase de embate das eleições do Santa Cruz a idéia de que INDEPENDENTE DO VANCEDOR DAS ELEEÇÕES, que os sócios tentassem criar o Conselho do Torcedor, formalizado, com instituição e reuniões livro de atas, formado e contando com a participação de qualquer sócio COMPROVADAMENTE EM DIA.

    Seria um Conselho que faria gestão para ter direito A VOZ nas reuniões do Conselho Deliberativo (não voto, por não estar previsto no Estatuto do Santa Cruz), mas que instituiria, de forma sistemática, O QUE JÁ É DIREITO DE QUALQUR SÓCIO EM DIA: solicitar prestação de contas, apresentar sugestões administrativas, cobrar providências e responsabilização, em caso de má gestão financeira ou patrimonial (dem, no entnto, substituir o Conselho Fiscal), e tudo o que um sócio em dia tem direito perante o seu clube.

    Mas, infelizmente, as idéias são muitas…. e todas caem no vaxio, dada a desmobilização do sócio coral.

    Como disse Tadeu Patriota, tricolor em Maceió: ” a torcida do Santa é como x.x.ta de vaca: GRANDE E MOLE”

  20. Marcos Tricolor
    20

    Gomes, só se eliminar esta mácula para você, pois para mim FBC,ALN,BB,RJ e todos que orquestraram esta farsa chamada eleição do Santa Cruz, são coronéis travestidos de democratas.
    É muita ingenuidade sua, pedir que ele diga quanto arrecadou com o ESQUEMA das atualizações, ora do jeito que eles fraudaram a eleição, certamente mentiram nos números da receita e da despesa.
    me desculpe, mas vc tá querendo é fazer tipo de indignado, para legitimar uma farsa sem tamanho. Quem anda com pórcos meu caro. come o memso farelo.
    Vão te engabelar com números, meu caro, números… E quanto aos fatos.

    • JOSÉ GOMES
      20.1

      Marcos, eu não preciso fazer tipinho de indignado; acho que você não entendeu, mas eu tento lhe explicar.

      – A cmpra de votos, nada digno, nas eleições do Santa Cruz, infelizmente não pode sequer tornar o pleito ser passivo de impugnação ou anulação, pois, segundo soube, mesmo sem os mais de setecentos votos “esquentados”, se anulados, ainda assim a chapa seria eleita;

      – Isso não tira a imoralidade e nem a deslealdade eleitoral do pleito;
      – No entanto, uma vez que – aparentemente – nada mais pode ser feito, faço essa gestão, pelo seguinte:

      a) se essa Diretoria tiver dignidade, exibe os valores arrecadados e paga uma dívbida financeira e social com os funcionários;
      b) se essa Diretoria simplesmente despreza minha opinião, ou é autoritária, ou na verdade apenas “esquentou” os sócios aptos a votar, e a fraude está consumada.

      Bem, foi essa a minha intenção. Sem que de boas intenções o inferno tá cheio, mas – repito – prefiro ir ao inferno tentando.
      Um abraço
      Gomes

  21. Elvimário Araujo Júnior
    21

    Torci para a chapa de Sérgio Murilo, que tinha muito mais cara de Santa Cruz do que a de Antônio Luis Neto. Agora, não deixarem de forma alguma de ir a campo e de torcer pelo Santa Cruz, mesmo estando na direção pessoas que não trazem confiança e pespectiva de melhoras para nosso clube.

  22. Sérgio Lima
    22

    Saudações corais.

    Muito bom o texto. Pena que de ano em ano temos de ler algo parecido.

    Há tempos expomos idéias em fóruns, nos blogs e até em encontros entre amigos. Há tempos acompanhamos as idéias do Anderson nos blogs, já discutimos várias alternativas para aumentar o número de sócios, para viabilizar o uso do Arruda, entre outras.

    E até agora…nada. Sabem o porquê? Porque nossas diretorias acéfalas e amadoras só conseguem enxergar o time de futebol. E nem isso tem conseguido.

    Não é possível que com tantas pessoas com idéias práticas e reais, não sejam agregadas para que se consiga levar esse Clube ao seu lugar de origem, ou melhor, levá-lo a um patamar profissional e rentável.

    Que quando mais se precisa de uma mudança, voltemos ao amadorismo e à pessoas que tem uma idéia de gestão tão amadora em matéria de clube profissional. Não estamos mais nos anos 60 e 70.

    Não vou perder meu tempo falando da gestão de FBC, sabia das suas intenções quando assumiu o Clube e esperava mais dele e de sua equipe de confiança, com relação a ALN, não consigo enxergar nenhuma mudança palpável vinda da sua equipe, que aliás ainda nem sabemos qual é realmente, e os nomes divulgados a conta-gotas só reforçam minha convicção de que será um fiasco. Podemos ter algum suspiro no time de futebol, mas no geral e o que realmente importa, não sairemos desse amadorismo ridículo que perdura e que parece viver eternamente dentro do Santa Cruz F.C.

Regras de moderação do Torcedor Coral
O Torcedor Coral não se responsabiliza pelas opiniões de seus leitores, mas se reserva ao direitor de excluir, sem aviso prévio, os comentários que:
1. Façam acusações sem provas;
2. Configurem qualquer tipo de crime, de acordo com as leis do país;
3. Contenham ofensas pessoais a quem quer que seja, mesmo que o ofendido seja reconhecidamente um canalha;
4. Defendam ou enalteçam o LEF, pois nós somos liberais, mas nem tanto assim;
5. Utilizem e-mails falsos ou inexistentes;
6. Tenham características de chat ou bate-papo;
7. Copiem textos publicados em outros espaços virtuais, ao invés de publicarem os links das matérias originais.
8. Publiquem sistematicamente os mesmos comentários, repetições de ideias ou opiniões;
9. Publiquem comentários com prevalência em caixa alta, que é o mesmo que gritar na internet;
10. Manifestem intolerância à liberdade de opinião;
11. Tenham características de perseguição a outros leitores;
12. Manifestem, implícita ou explicitamente, mensagens eleitorais, tanto de candidatos a cargos no clube, quanto de partidos políticos;
13. Contenham mensagens abusivas, desagradáveis, ostensivas, cansativas e que não se utilizem de bom senso.

Algumas palavras estão programadas para cair automaticamente na moderação de modo a facilitar o cumprimento das regras. Assim, seu comentário será liberado o mais rápido possível, se for constatado que não houve violação.

O sistema anti-spam do Torcedor Coral, utilizado para evitar malwares ou vírus, ocasionalmente poderá reter indevidamente um comentário legítimo. Também poderão ser retidos indevidamente os comentários que contenham dois ou mais links, pois são através deles que ocorrem ataques ao blog. Tão logo esses casos sejam identificados, os comentários serão liberados.

Lembre-se, o trabalho no Torcedor Coral é realizado de forma voluntária por cada um dos editores, cronistas, moderadores e colaboradores, já que todos atuam profissionalmente em outras áreas. Dessa forma, tenha paciência, caso seu comentário não seja liberado imediatamente.

Para comentar regularmente, o autor deve ter um comentário aprovado anteriormente no Torcedor Coral.

Os casos omissos serão definidos pelos editores do blog.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *